Home Cards of Paradise
 Home > Fórum > Legacy > [Primer] [Competitvo] - Goblins
[Primer] [Competitvo] - Goblins
«
<
108
109
110
111
>
 [Primer] [Competitvo] - Goblins
belagartorei

Esquilo
15 referências (80.00% positivas)
Posts: 38
Registro: 05/11/14
Januária - MG

Postado em: 21/04/16 20:01
com a saída do legancy do cenario qual deck de goblin no modern tem a lista mais consistente?
 
belagartorei

Esquilo
15 referências (80.00% positivas)
Posts: 38
Registro: 05/11/14
Januária - MG

Postado em: 21/04/16 20:02
com a saída do legancy do cenario qual deck de goblin no modern tem a lista mais consistente?
 
max_goblin

Esquilo
6 referências (100.00% positivas)
Posts: 6519
Registro: 30/04/07
Joinville - SC

Postado em: 21/04/16 20:28
A melhor lista que vi, foi essa:

8Wack - Goblins - Modern
2016-04-21  
Jogador

max_goblin
Visitas

2192
Código Fórum

[deck=336237]
Main deck (60 cartas)


19 terrenos


33 criaturas


8 outras mágicas
Sideboard (0 cartas)


0
Goblin Guide
Menor
Preço
Preço
Médio
Maior
Preço
R$ 50,00 R$ 123,00 R$ 229,99

           
[Link para este deck]

Da para substituir os goblin guide fácil. O resto é mais importante, principalmente os whack. O deck mata tranquilamente no t4, no mesmo estilo affinity: não respondeu, morre. Mas possibilita win no T3 tbm.

Mas se atenta que isso aí é puro aggro, o que vc viu no legacy, não existe no modern.

Abraço!

Editada em: 22-04-16 09:41:47 por max_goblin.
 
belagartorei

Esquilo
15 referências (80.00% positivas)
Posts: 38
Registro: 05/11/14
Januária - MG

Postado em: 23/04/16 14:25
max sera se o frasco entra tbm ?
 
max_goblin

Esquilo
6 referências (100.00% positivas)
Posts: 6519
Registro: 30/04/07
Joinville - SC

Postado em: 23/04/16 16:26

É importante entender o que frasco faz no legacy e o que ele faz no modern.
Mas mais importante que isso é entender que no legacy, goblins é um deck de tempo, que se articula entre combo, agro e soft control. Tudo isso graças a tutores, que mudam nosso plano de jogo, efeitos de draw, que nos dão CA para assumir postura mais control, lackey que é meio combo e todo o pacote agro.

No modern, tem nada disso, nem a base de mana tem lá.
No modern, goblins é puro agro. Um agro meia boca, mas pelo menos é barato =]
Infelizmente isso é tudo hoje em dia =/

 
irwind

Esquilo
72 referências (100.00% positivas)
Posts: 1540
Registro: 19/08/13
Guarapuava - PR

Postado em: 23/04/16 18:10


Issso é verdade, mas ão esqueça das versões land control :)

 
max_goblin

Esquilo
6 referências (100.00% positivas)
Posts: 6519
Registro: 30/04/07
Joinville - SC

Postado em: 23/04/16 18:47

Land control tu diz o pacote waste + porto né?
Sim sim, faz parte do nosso pacote control!

É uma pena, mas eu dúvido que a wizards traga goblins de volta a ativa.. O deck, como é no legacy, com um ou outro nerf, estaria confortável para jogar no modern. Mas precisa de Ringleader, Matron, Warchief.. é muita coisa.

Mas essa versão monoRed que coloquei (que daria para adicionar ainda umas 4 cavernas das almas só pelo pimp), é boa. Vem tendo bons resultados no mtg online, só olhar ;)

 
irwind

Esquilo
72 referências (100.00% positivas)
Posts: 1540
Registro: 19/08/13
Guarapuava - PR

Postado em: 24/04/16 01:22



Pro goblin "controlar" no modern, tem que ser estilo blue moon, usando bood moon e quem sabe LD.

 
max_goblin

Esquilo
6 referências (100.00% positivas)
Posts: 6519
Registro: 30/04/07
Joinville - SC

Postado em: 24/04/16 08:36

O problema é que não temos as demais ferramentas de control.
O LD seria marginal e pouco eficiente (living seria mais adequado).
O deck não conta com draws ou tutores, e as remoções do vermelho, tirando raio, são bem mais ou menos.

Num caso ideal, a gente teria blood moon + king = zica do oponente + seus bichos imbloqueaveis.
O problema é que a maior parte do ambiente pode puxar uns 2 básicos até vc conseguir fazer bloodmoon no T3. E mesmo zicando eles de uma cor, o deck perderia agressividade quando não pode =/

Para mim o caminho, hoje, com o que temos a mão, é esse mesmo, monoRED pancadão.
Splasharia branco para Boros charm (que entra contra remoções globais ou uma grenade piorada), Wear/Tear e RiP, que seriam os sides mais eficientes. Pela curva do deck, branco ainda poderia abrir para algum spell de reanimação, como return of the ranks (mas acho que teriam opções melhores) no SB, que seria útil em matchs de atrito.

 
irwind

Esquilo
72 referências (100.00% positivas)
Posts: 1540
Registro: 19/08/13
Guarapuava - PR

Postado em: 26/04/16 00:59
Segue a última versão que alterei pra testar. No caso, é modern:


Montanha Sangrenta - Modern
2016-04-25  
Jogador

irwind
Visitas

1171
Código Fórum

[deck=338557]
 
ShuraX

Esquilo
0 referências
Posts: 6
Registro: 13/06/16
Macapá - AP

Postado em: 30/06/16 15:38
Estou com uma dúvida pro deck, eu parei de jogar a uns anos e estou retomando, ainda em formato legacy. O que vocês me dizem sobre estar no deck as seguintes cartas: Investida Goblin, Ritual da Pedra Luz, escavações goblins e busca pelo senhor dos goblins. Obrigado.
 
ShuraX

Esquilo
0 referências
Posts: 6
Registro: 13/06/16
Macapá - AP

Postado em: 01/07/16 14:26
http://lig.ae/d/379229

No formato legacy, o que me dizem deste deck?

Dificilmente vou conseguir Aether Vial pra colocar nele, mas é o que posso fazer com as cartas disponíveis.

Editada em: 01-07-16 14:29:03 por ShuraX.

Editada em: 01-07-16 14:29:52 por ShuraX.
 
nelsonisamo

Esquilo
18 referências (100.00% positivas)
Posts: 11
Registro: 02/06/16
Brasília - DF

Postado em: 12/07/16 17:06
Galera, ninguém comentou aqui, mas vocês viram essa nova Thalia http://www.ligamagic.com.br/?view=cards%2Fsearch&card=Thalia%2C+Heretic+Cathar que tá pra sair? Eu achei que ela comba muito com Goblins usando splash pro branco. Usando porto, wasteland + ela, dá pra dar uma enrolada boa no jogo do adversário, e ela inviabiliza seriamente o uso de Fetchs a partir do momento que entra em jogo. E além disso, fazer as criaturas do oponentes entrarem viradas abre muito caminho para bater. O que vocês acham? Acho que vai jogar, vale no mínimo um experimento.

Editada em: 12-07-16 17:08:20 por nelsonisamo.
 
irwind

Esquilo
72 referências (100.00% positivas)
Posts: 1540
Registro: 19/08/13
Guarapuava - PR

Postado em: 11/08/16 11:42

Concordo, essa Thalia destrói. Creio que no Legacy, fazer lands entrarem tapados já é basicamente a habilidade da primeira Thalia,

 
rafinha_venom

Esquilo
0 referências
Posts: 30
Registro: 19/12/11
Blumenau - SC

Postado em: 24/01/17 16:44


Frasco faz parte da base.
Não tem jeito. Mas a lista não é ruim não.
Já que não vai ter frasco mesmo, eu tentaria usar 4 Bate-estacas, 4 Comandante de Guerra e 3 Instigador.
Com isso, aumenta remoções. De repente, 3 Incinerador e 3 Piropiche.
Pra colocar isso, eu tiraria os 3 Lealista, o Escudo de armas e 1 Chefe Goblin.
Daria até pra manter 1 Lealista, pra manter algo de cmc 1. Mas daí tiraria uns 2 Chefe Goblin.

 
kimdiz

Esquilo
8 referências (100.00% positivas)
Posts: 58
Registro: 02/07/14
São Paulo - SP

Postado em: 28/11/17 00:38
Report – Nacional Legacy 2017 - 12º Lugar
Goblins

Fala, moçada! Meu nome é Kim e eu disputei o último Nacional Legacy com Goblins! O deck parecia bem posicionado para o torneio e é, de longe, o meu deck favorito. Dói-me um pouco aceitar que o deck não é mais a força número 1 do formato, como foi no passado. O report é bem longo. Então agradeço o interesse daqueles que venham a lê-lo até o fim.

Poucas pessoas sabem que Goblins foi o deck vencedor do primeiro GP Legacy da história, GP Philadelphia em 2005. Goblins também foi finalista do GP Columbus 2007, vencido por Hulk Flash, tendo sido pilotado pelo Owen Turtenwald.

Enfim, eu fiz um bom torneio e por um ponto não entrei no Top8. Eis a lista que eu pilotei tanto no Nacional, quanto no Trial que me rendeu um Bye 1. Ela é baseada na lista de Guilherme Figueira (Top 8 do Open São Lourenço) e do Josiah Skellenrup (8-1 no Day1 do GP Las Vegas):

Goblins Nacional Legacy 2017 - Legacy
2017-11-28  
Jogador

kimdiz
Visitas

209
Código Fórum

[deck=743274]


Day 1

Rodada 1 – Bye
1-0

Rodada 2 – Cabelo – BUG Fadas

Eu estava no play para o G1, mas mulliguei a 5 e keepei uma mão decente, se eu tivesse a terceira fonte de mana. Não há muito o que falar. Meu oponente fez muito e eu nada fiz.
No G2, novamente no play, keepei uma mão eficiente e típica do deck. Meu oponente foi a 6 cartas. Uma waste minha e um tarfire no Shaman deixaram meu oponente para trás. Porém, ele se recuperou e fez praga fabricada para goblins, além de conseguir equipar Jitte numa dryad arbor. Ele jogou muito bem. Porém, tudo foi insuficiente ante o Piledriver e um par de Ringleaders.
O G3 tinha tudo para ser um belo jogo de magic. Mas eu fiquei muito para trás depois que tomei praga para goblins e floodei. Acabei o jogo com 6 lands, chrome mox e 2 vials.
1-1

Confesso que nesse momento dei uma desanimada. Mas ergui a cabeça.

Rodada 3 – Andreas – Eldrazi

Meu oponente estava no play e abriu de tumba e cálice para 1. Isto me incomodou um pouco porque eu tinha o Vial. Mas tudo bem. Eu fiz a Chrome Mox e um porto. Passei. Portei ele. Ele deu uma waste no porto e mais nada. Na real, eu "roubei" o play dele. Primeira vez na minha vida que vi um deck que não o Lands portar alguém no draw desta forma. No meu turno eu fiz caverna e Instigator. Ele voltou de Reshaper. Castei o Chieftain e bati com o Instigator. Ele tomou o dano. Fiquei surpreso porque Reshaper é feito para dar chump em situações assim porque ele dá um draw na pior das hipóteses. Coloquei matrona no trigger do first strike. Busquei Kiki-Jiki e coloquei em campo. Meu oponente estava longe de castar All Is Dust. Meu oponente concedeu.
Keepei uma ótima mão no G2 com lacaio, blood moon, 2 lands e pyrokinesis e outras cartas. G2 ele abriu de templo e passou. Eu fiz caverna e lacaio. No passe ele deu dismember. Ele voltou de outro templo e TKS, respondi ao trigger matando o TKS. Eu comprei nada e perdi a Blood Moon. Ele voltou de Reshaper, Smasher, Smasher. Eu não dei conta.
No G3 eu finalmente estava no play. Abri de Vial. Ele fez templo e passou. Eu castei um Piledriver como bait e meu oponente mordeu a isca. No turno dele gastou warping wail no Piledriver. Na end step o lacaio desceu pelo Vial. Lacaio bateu, mas eu não tinha um grande payoff card. Coloquei Chieftain e castei uma Blood Moon. Achei que já tinha vencido. Mas não foi o que ocorreu. Ele fez luneta enfeitiçada para vial e passou. Eu bati 4, mas nada tinha para colocar em campo. Comecei a floodar. Ele castou um Endless One para 4. Não bati. Ele fez Jitte equipou e bateu. Eu troquei. Eu comprei uma Matrona e busquei um Tuktuk. Ele fez Ratchet Bomb. Eu bati com a Matrona e ele matou com um marcador da Jitte. Eu castei o Tuktuk e quebrei a Ratchet Bomb. Foi muito triste ter que fazer isto, mas sei que foi a decisão correta. Eu achei um Chieftain e bati 5. Ele fez Phyrexian Metamorph, copiando o Tuktuk e quebrando o Vial, mas não conseguiu equipar. Eu achei um Stingscourger e bati forte. Le ganhou 2 de vida. Aí ele fez dois bichos, inclusive o Metamorph, tomando 2. Mas eu paguei o echo do stingscourger e venci.

2-1

Rodada 4 – Erick – BG Depths

Eu conheço o Erick. Apesar de ser do RJ, joga em SP com frequência em razão do trabalho dele. Eu o esperava de Merfolk.
Eu estava no play e keepei uma mão boa contra Merfolk. Tarfire, Matrona, Waste, Instigator etc. Eu abri de Montanha da Neve e passei. Ele ficou pensando cobre a montanha da neve. No turno dele ele abriu de land, mapa e pétala. Eu voltei de Instigator com o removal, se eu não fosse combado na volta. Ele me deu um descarte e tirou o Tarfire. Com a ajuda da pétala ele castou um Hexmage aparentemente defensivo, pois não havia Dark Depths em campo. Meu draw foi Tarfire! A partir desse momento o deck começou a funcionar demais. A quantidade de top decks insanos que tive é incontável. Matei a Hexmage, bati e fui a loucura com matrona para siege-gang. Com a Chrome Mox castei um Chieftain e tinha letal. Ele comprou e concedeu.
G2 eu morri no turno 2. Nada a dizer.
G3 eu estava no play. E foi um jogo muito interessante. Eu abri de mana Vial. Eu não lembro a jogada dele, mas acho que foi descarte tirando minha melhor carta. Ele viu que na minha mão ainda havia: 2 lacaios, Tuktuk, Waste. Fiz a waste e passei. Não castei o lacaio com medo de Golgari Charm ou outro sweeper. Ele não parecia com medo dos lacaios. Ele fez Needle e respondi ativando o vial para o lacaio. Ele nomeou Wasteland e desceu um Bayou. O que meu oponente não sabia é que meus draws foram: Chieftain e outra Waste. Achei curioso ele deixar o Bayou em pé e fiz a leitura de Crop Rotation. Ele me mataria no turno seguinte e queria que eu colocasse o Tuktuk, quebrasse a needle, gastasse a waste no bayou e ele responderia com crop para dark depths. A mao dele devia ser land preto e Hexmage. Ele não sabia que eu tinha a segunda waste. Então joguei o jogo dele. Bati, coloquei o Tuktuk, quebrei a needle e dei waste. Ele respondeu com crop p dark depths. Aí eu desci a outra waste (que era provavelmente a única coisa que me salvava) e quebrei o Depths. Castei o outro lacaio. Ele fez land e me deu descarte. Tirou o chieftain da minha mão. Eu comprei outro o draw step. Meu oponente ficou incrédulo e concedeu.
3-1

Rodada 5 – Guilherme – OmniSneak
Eu estava no draw para o G1 e mulliguei a 6. Em 2015 enfrentei o Guilherme e ele estava de Death and Taxes. Eu fiz o que pude para racear, mas não consegui. Quando eu tinha Matrona e Stingscourger na mão ele castou Show and Tell. Ele sabia das minhas cartas porque foram reveladas com Ringleader. Eu coloquei a matrona porque imaginei que era Omni. Então aproveitei para buscar uma bomba. Mas não adiantou. Ele me combou. Ele fez impulse para burning wish e burning wish para enter the infinite.
Ele ficou feliz por enfrentar Goblins na chave 3-1 porque disse que admirava o deck.
G2 eu estava no play e keepei Espinho de Ametista. Fiz lacaio e passei. Meu draw foi ASHEN RIDER! Fiz o espinho e bati. Comecei a evoluir o board. No turno 3 tomei um kozileks return que levou meu siege gang embora. Ele tinha tumba para gerar 4 manas. Eu castei o lacaio e passei. Ele fez Show and Tell. BAM! Ashen Rider na Omniscience. Que delícia, mano! De verdade! Meu oponente falou: "eu achei que isto poderia acontecer". Vamos ao G3
G3 eu mulliguei a 5. Minha mão: cálice, chieftain, krenko, caverna, montanha da neve. Scry: Siege-Gang. Mandei para o fundo. Ele fez Ponder, não emabaralhou e comprou. Pensei: morri! Eu comprei land. Fiz land e passei. Ele fez brainstorm main phase. Desceu uma fetch, estourou e fez outro Ponder. Desta vez ele embaralhou. Pensei: vivi! Comprei outro land. Fiz cálice e passei. Ele deu draw e passou sem fazer land. Eu comprei ASHEN RIDER! Fiz land, caverna agora, e castei o chieftain batendo 2. Ele comprou e não achou terreno. Eu fiz o quarto land e Krenko. Bati 6 com as fichas e chieftain. Ele comprou e concedeu.
VIRADA MONSTRA! Depois de vencer 2 combos seguidos, eu comecei a ficar muito confiante.
4-1

Rodada 6 – Rufino – UB Death’s Shadow
G1 eu estou no play, mas mulliguei a 6. Comecei meio lento. Minha jogada era instigator turno 2. Eu fiz o bicho e tomou fatal push. Meu outro bicho tomou descarte. Dali para frente não achei mais nada. Até snapcaster para fatal push eu tomei. Um Death’s Shadow me finalizou rapidamente.
G2 estou no play e keepo uma mão excelente com Vial. O jogo foi um passeio. Eu removi tudo o que ele colocou em campo e pude vencer com tranquilidade. Acabo com 20 de vida.
G3 estou no draw. Ele vai a 6 cartas. Isso me deixa feliz porque serão 8 cartas contra 6 depois do meu draw. Ele abre de pântano e descarta meu cálice. Eu não compro muito bem neste começo, mas fico feliz por saber que não vou tomar daze. Começo a evoluir meu board e a fazer pequenas trocas: push, snap para push etc. Em determinado momento ele castou Death’s Shadow (2/2) e tinha um Snap na mesa. Minha mão era somente um stingscourger. Eu comprei outro instigator. Minha mesa era chieftain e instigator contra 2 blockers. Eu castei o Stingscourger e o instigator. O DS voltou para a mão dele e eu bati 11, que era letal. Ele champou um instigator e tomou 7, indo a 4 de vida. Ele fez deluge para 2, indo a dois de vida. Eu tinha 0 cartas na mão e sabia que enfrentaria um DS 11/11. Mas eu comprei um ringleader do topo que fechou o jogo. Acabo com 20 de vida.
5-1

Rodada 7 – Stevan – Death and Taxes
G1 estou no play. Mulligo novamente a 6 e keepo mão com 3 lands, 2 instigator e 1 lacaio. Dou scry de land para baixo. Faço mana lacaio. Ele faz mana madre. Eu faço mana instigator e não bato com o lacaio porque queria máxima pressão. Chegou um ponto em que a mesa dele era: 3 lands, recruiter, thalia, madre e revoker (para Gempalm). Minha mesa era: 3 lands, 2 instigator e 3 lacaios. Eu tinha 0 cartas na mão e sabia que uma stoneforge vinha aí (ele tinha buscado com o recruiter). Então comprei Siege-Gang. Bati com tudo. Ele bloqueou os instigator um com a Thalia e um com a madre, dando proteção para a Thalia. Os lacaios passaram e o siege gang entrou. Dali foi jogo. Nada dele viveu.
G2 estou no draw e minha mão é interessante: lacaio, siege-gang, chrome mox, chieftain, caverna das almas, Pyrokinesis e Tarfire. Ele faz mana frasco. Eu faço mana lacaio, mas não casto a chrome mox porque meu draw foi matrona. Eu sabia do risco, mas fiz mesmo assim. Ele voltou de Thalia e eu comecei a me morder. Mas comprei e meu draw não foi um land. Então fiz o que tinha que fazer. Castei a Mox pagando uma mana para não simbolizar tarfire. Então ele ativou o frasco e colocou a madre achando que não tinha risco de tarfire. Antes de bloqueadores eu queimei as duas com pyrokinesis e o lacaio conectou. Siege-Gang entrou e foi jogo. Interessante foi que meu oponente, antes do dano, castou uma surgical no meu pyrokinesis.
6-1

Rodada 8 – Carlos Tibério – Grixis Delver
Estou no draw no g1 e sou atropelado depois de tomar waste e ficar para trás. O match é positivo, mas ele abriu muito bem.
Quando fui sidear, descobri que não tinha colocado de volta no deck o que eu tinha tirado para o G2 contra DaT. Eu tiltei. Joguei um dos piores jogos de magic da minha vida e fui devidamente atropelado pelo meu adversário competente.
Eu passei vergonha.
6-2

Fechei o Day1 em 14º lugar, com 18 pontos.

Day 2

Rodada 9 – Pedro Benz – Czech Pile
G1 estou no play e, naturalmente, mulligo para 6 cartas. Meu lacaio é anulado por Force of Will. Meu Instigator resolve no turno 2, mas leva falta push no passe. Ele volta de descarte e fico sem mão relevante. Quando volto pro jogo, tomo um deluge MD que me deixa desnorteado.Ele volta de Leovold e Kess. Concedo.
G2 estou no play e abro com uma mão EXCELENTE: instigator, cálice do vácuo, 3 lands, blood moon e chieftain. Faço montanha e passo. Ele faz Underground Sea e Shaman. Meu draw foi ANCIENT TOMB! Faço a Blood Moon no 2 quando ele não tem fetch no grave. A Moon resolve e pude ver a tristeza do meu oponente. Especialmente porque o segundo land drop dele foi uma fetch. Eu faço cálice e passo. Ele fez land e passou. Fiz instigator e chieftain. Ele jogou o jogo até o fim, mas não achou o básico para Kolaghan e perdeu.
G3 estou no draw. Eu não lembro dos detalhes. Eu fiz meu jogo e fui colocando pressão aos poucos. Mas eu comprei muito bem. Tomei Blue Elemental Blast num Chieftain e depois Snap BEB em outro. Ainda, assim, a pressão que fiz foi monstruosa. Ele foi a 3 de vida e tinha um Shaman na mesa. Eu tinha Chieftain e Instigator. Eu comprei um Stingscourger e castei via caverna. JOGO!
7-2

Rodada 10 – Antonio – Death and Taxes
Estou no play o G1 e abro forte com vial, lacaio, fagulheiro, matrona, tarfire e 2 lands. Ele vai a seis cartas. Fiz vial e passei. Ele fez mana e passou. Eu castei o fagulheiro pensando no lacaio que viria na end step. O meu oponente fez mana vai novamente. Lacaio veio pelo vial. Bati e o lacaio conectou. O jogo acabou aqui. Meu oponente não conseguiria mais voltar.
G2 estou no draw e keepo uma mão com pouca remoção. Ele abre de vial. Eu faço mana vai. Ele casta outro vial. Acho que achei um lacaio e fiz. Ele colocou madre na end step. Madre encontrou tarfire. Na end step seguinte a stoneforge veio, pegou Sword of Fire and Ice. Um Mirran Crusader veio pelo vial e eu morri em dois tempos.
G3 estou no play. O jogo foi muito legal! Keepei vial, piledriver e um milhão de remoções. Fiz mana vial. Ele fez mana vai. Eu coloquei um porto e portei ele na manutenção. Ele fez mana e passou. Subi o vial para dois, fiz land e passei. Portei na manutenção. Ele fez stoneforge para Sword of Fire and Ice. Na end step matei a stoneforge e coloquei piledrive em campo. Subi o vial para três e bati 1 com o piledriver. Portei ele na manutenção. Ele fez land e stoneforge de novo. Ele buscou Jitte e passou. Eu subi o vial para 4. Coloquei um Krenko via vial e gempalm matou a stoneforge. Bati 1 de novo e passei. Portei na manutenção. Ele comprou a Plow e gastou no Krenko. Neste meio tempo eu tomei Path to Exile em algum bicho. Fato é que eu continuava a comprar lands. Nesta altura eu não tinha perdido um land drop, creio. Ele fez mirran crusader. Eu fiz matrona para siege-gang e matei o cruzador. Piledriver levou path.
Dali para frente, ele ficou sem recursos e eu pude bater e vencer com 8 lands em campo e 1 vial.
8-2

Rodada 11 – Daniel – 4-Color Deathblade
Ganho no dado novamente e estou no play. O jogo foi bem clássico. Mas, sem Stoneforge, ele ficou muito para trás. Ele conseguiu dar 2 Plows em criaturas minhas, mas ele sempre esteve atrás em card advantage. Em determinado momento, quando ele tinha 7 de vida, ele fez hard cast em um Batterskull, achando que iria estabilizar o board. Porém, eu tinha o Tuktuk na mão. Quebrei o artefato chato e bati letal.
G2 foi um dos meus favoritos. Eu enfrentei todo o tipo de percalço e quase ganhei. Trocando em miúdos: tomei 2 zealous persecution, quebrei Batterskull, Sword of Fire and Ice e, se eu tivesse a quinta mana, teria castado Kiki-Jiki, copiado Tuktuk e quebrado até 3 artefatos. Na verdade, meu oponente quebrou meu Vial quando ele estava no 4. Um turno e talvez eu tivesse virado este jogo. Apesar da mudança de lista, o deck conseguiu se mostrar resiliente. E isto é algo que me deixa muito orgulhoso deste deck monored.
G3 foi muito massa também. Creio que abri de mana lacaio e aqui não tenho certeza. Ele fez land e hierarca. Bati e a hierarca se sacrificou pela causa. Ele fez stoneforge e buscou Batterskull. Eu tinha o removal e matei a stoneforge. Chegou em um ponto em que eu tinha na mesa Chieftain, Lacaio e Instigator e ele tinha 11 de vida e um blocker. Eu anunciei o ataque e ele disse que não havia blocks. Ele tomou 2 do first strike, indo a 9. Coloquei um Chieftain no trigger e meu oponente simplesmente levou as mãos à cabeça. Ele acabara de tomar 9 na fase de dano regular e morrer.
Meus oponentes insistiram em não bolckear meus bichos quando podiam.
9-2

Neste momento, eu queria dar 2 Ids, embora fosse arriscado e amigos tivessem me aconselhado a jogar. Meu oponente na Rodada 12 não quis empatar e foi o começo do fim para mim.

Rodada 12 – Mauro – UR Delver
Eu perco no dado, mulligo para uma mão de 6 razoável. Ele faz ilha delver. Eu faço mana lacaio. O Delver não flipou. Ele oferece a troca e eu aceito. Neste match eu não sou o beatdown deck. Se eu ficar trocando bichinho, ele não vai me queimar de 20 a 0 só com mágicas. Na segunda fase principal ele castou 2 delvers. Eu comprei, mas não tinha outra arma efetiva, ou seja, sem Instigator. Ele queimou meus bichos e me matou com Delvers.
No G2 eu abro muito bem com vial e porto e criaturas. Eu limpo a mesa dele com Pyrokinesis e o jogo arrefece um pouco. Eu estou com 8 lands em campo neste momento e meu Ringleader não revela nada relevante. Eu deixo Mauro com 3 de vida. Eu estou com 12 de vida. Ele simplesmente me mata de 12 a 0. Bolt no passe. Bolt na manutenção em resposta ao porto. Ele castou brainstorm para achar o que faltava e achou. Swiftspear e Fireblast. Ele usou todas as cartas na mão para tanto.
9-3

Rodada 13 – Stefano – UWr Control
Foi uma partida muito frustrante. O match é muito bom para mim, mas nada deu certo. Estou no play no G1 e mulligo a 6 depois que minha mão de abertura era composta por Pendelhaven e 6 bichos. Abro de mana lacaio. Ele faz fetch e passa. Eu compro e bato. Lacaio leva plow. Casto outro lacaio e dou waste na Tundra dele. Ele faz outro land e passa. Eu bato com o lacaio e o Stefano tem outra plow. Eu faço instigator e passo. Stefano tem outra plow. Faço outro Goblin e Stefano volta de Mentor mais plow. Não vi matrona ou Ringleader para voltar no jogo. Até matei um Mentor. Mas ele tinha outro! 2 Mentor e 4 plow! Levei 4 plows em 4/5 turnos. Foi uma péssima sensação. O pior é que duvido que ele tenha aberto com 4 plows na mão de abertura.
G2 foi bem diferente. Novamente mulliguei a 6 após abrir com Pendelhaven, 5 bichos e vial. Fiz mana lacaio, acho. Ele fez land. Eu voltei de cálice para um. O lacaio entrou e coloquei ringleader. Dali para frente foi um show de matronas e ringleaders. Não evolui mais o board e meu oponente sucumbiu às 4 criatuas. Ele ainda quebrara meu cálice, mas era tarde demais.
G3 ele estava no play. Adivinhem minha mão de abertura: Pendelhaven e 6 bichos! Mulliguei a 6. Keepei uma mão sem remoção, mas com bastante pressão na forma de lacaio, instigator e chieftain. Ele fez ilha vai. Eu fiz mana lacaio. Ele fez fetch e passou. Disseram que o draw do turno dele foi containment priest. Quando bati com o lacaio, ele bloqueou com a priest. Fiz instigator e passei. Ele voltou de mentor e passou. Eu fiz chieftain, levei remoção e o jogo acabou. Meu torneio acabou. Meu sonho acabou.
O sonho de fazer top8 no Nacional com o deck do meu coração e com a tribo que me fez gostar de Magic padeceram em uma sequência de 4 plows e 3 mulligans em um good match. Não posso dizer que fiquei extremamente decepcionado e chateado.

PROPS
Bolacha e não biscoito;
Sentir o apoio e torcida reais de meus amigos;
O carinho da comunidade legacy para comigo após o furto de que fui vítima, seja pela doação de cartas e recursos, seja pelas mensagens de apoio que recebi ao longo de todo o torneio;
O Ronaldo Miyashiro que me emprestou as cartas furtadas para eu jogar o nacional;
Ashen Rider exilando Omniscience;
Top decks espetaculares;
A lista maravilhosa bolada pelo Guilherme Figueira;
A cara de bunda do Davi usando a camiseta de Bye 3;
A decepção nos rostos de meus oponentes quando perceberam que deveriam ter bloqueado meus Warren Instigators;
O testemunho de que o Fernando Vermelho venceu um jogo a três de vida castando Ad Nauseam; e
A melhor sequência de três dias jogando Magic da minha vida, combinando para 12-4 jogando de Goblins.

SLOPS
A ausência de jogadores queridos no torneio, especialmente do Ronaldo Miyashiro e do Diogo Viera;
Minha derrocada no Day2;
Generindo entregando o jogo e ficando fora do Day 2;
Fernando Vermelho errando conta jogando de Storm;
Tardoqui fora do Day 2, ainda que tivesse ido melhor;
Eu ter recusado ir para a stream.
 
«
<
108
109
110
111
>


App da LigaMagic

UG Card Shop




 
UG Card Shop
Ligamagic | Home
@ Copyrighted por Wizards of the Coast Inc.   |   Política de Privacidade   |   Aviso Legal   |   Condições de uso
Ligamagic | Youtube   Ligamagic | Facebook   Ligamagic | Twitter