[ANH] Anúncio - From the Vault: Annihilation
 [ANH] Anúncio - From the Vault: Annihilation
Devan

Esquilo
0 Referências
Posts: 7094
Registro: 14/06/11

Postado em: 24/02/14 07:09
Nossa o cara deu uma volta enorme pra explicar a diferença entre lucro bruto e lucro liquido...


Apesar dessa péssima defesa, a resposta é: SIM, lojas precisam de produtos com uma margem maior que o booster.

Trabalhar apenas com os 25% de lucro do booster é ridículo, mesmo um campeonato com premios em boosters nada mais é do que uma "venda casada" de boosters, pois cada jogador paga por X boosters, só que ao invés de cada um levar o seu, os melhores colocados levam-os, continua sendo uma venda normal, porém com os custos do ambiente da loja inclusos.

Temos no Brasil um derrotismo conjuntural, como se todo empreendedor fosse um vilão malvado, eu prefiro nivelar o mundo pra cima. Acho completamente inaceitável um cara assumir os riscos de uma loja pra tirar menos de 5k por mês, sendo o IDEAL uns 10k/mês se o cara trabalhar bem.

Óbvio que terei extenso mimimi sobre isso, por mais que a percepção de valor e de recompensa seja deformada por aqui, sei que os mais esclarecidos também preferem nivelar o mundo pra cima.

Sobre o FTV: adorei, não compraria, mas to doido pra ver as artes novas.
 
Skorpio

Esquilo
0 Referências
Posts: 571
Registro: 21/02/14

Postado em: 24/02/14 14:30
Aonde eu assino? Concordo plenamente.

Só quem já abriu uma empresa no Brasil (ou conhece bem o sistema) sabe do risco que é e de quão oneroso são os custos. Quem tem a coragem de abrir uma empresa por aqui, merece SIM obter bons lucros mensais pois tem a coragem e competência de fazer o que poucos fazem.

Acontece que, infelizmente, o Brasil tem essa cultura de querer se dar bem não importa como, bem como a cultura da inveja (e por isso ganhar dinheiro é quase um crime por aqui).

Um exemplo claro vemos aqui na comunidade. O "fulano A" quer montar o super deck top da balada mas não quer gastar um centavo com ele (provavelmente quer conseguir de graça e deve até defender a tese de que quem tem deveria doar, depois de um tempo, seu set de goyf para que outros possam aproveitar também, muito embora, claro, ele próprio NUNCA doaria nem um cabrito montês pro irmão). Aí ele tenta ir atrás das cartinhas de seu sonho, encontra um dealer e mete o pau no dealer alegando que ele não é loja, que tem que cobrar metade do preço (ou menos) porque não tem custos com funcionário, luz, nada, como se sua indignação fosse apenas como resultado de sua preocupação com o cenário nacional de eventos de Magic, puro altruísmo! Mas aí, quando este mesmo "fulano A" se depara com os preços das lojas, mete o pau também e diz que querem lucrar demais, que o gasto não é tão grande assim, que é absurdo, que devemos sabotar etc.
Ou seja, o que o cara realmente quer é que dealers, lojistas, outros jogadores...enfim, todo mundo se prejudique, corte da própria carne pro fulaninho se dar bem.

Ps.: Só pra constar, sou funcionário público, não tenho nem nunca tive loja de Magic (apesar de achar a ideia muito legal, não tanto pelo dinheiro, mas por gostar do jogo).
 
Devan

Esquilo
0 Referências
Posts: 7094
Registro: 14/06/11

Postado em: 24/02/14 23:37
Também sou funcionário público, mas também já tive experiência com comércio, além de já ter trabalhado na iniciativa privada também, mas em nenhum desses segmentos eu sou a favor do empobrecimento generalizado, se o cara me proporciona uma boa experiência, seja atendimento, ambiente de jogo, ou até a prestatividade de um dealer, eu tenho muito prazer em prestigiar o trabalho dele, o que não me impede de negociar preço, até porque o PREÇO em si é apenas um dos componentes da compra, a experiência vai além disso.

Não sou contra negociar, sou contra pintar o dealer/lojista de vilão. Mesmo que o cara ganhe rios de dinheiro, se são oriundos de um bom trabalho acho muito justo.

Vejo por exemplo muita gente reclamando de salário de jogador de futebol com "mimimi nem médico ganha isso", e apesar de ser verdade, não é pagando mínimo pro boleiro que você pensa grande, mas sim tentando trazer o médico (e todas as outras profissões) para o mais próximo do tão sonhado "nivelamento pra cima".
 
Skorpio

Esquilo
0 Referências
Posts: 571
Registro: 21/02/14

Postado em: 25/02/14 08:21
Exatamente. Concordo com tudo que disse.

Essa história do jogador de futebol é mais um exemplo. O trabalho do Neymar agrega mais que o trabalho de um professor pra sociedade? Não, lógico que não! Mas o trabalho dele trás retorno financeiro compatível com o salário que ele ganha. Se estão disposto a pagar "X" pelo serviço dele como jogador, é porque esperam um retorno de "2X" ao contratá-lo. Se qualquer pessoa estiver revoltada com isso, é só ir lá e fazer melhor.

No mais, concordo com a valorização do profissional A em detrimento à desvalorização do profissional B. Isso é querer nivelar todos por baixo (e fazemos isso pra quase tudo por aqui, na política, nas avaliações sociais - um exemplo: o bandido A só assalta a mão armada enquanto político B rouba muito mais e nem é preso. Logo, devemos deixar o bandido A em paz para roubar todo mundo pois ele rouba menos que o político. Não! Devemos é lutar para que prendam o político B também, isso sim!). Mas enfim, já estou fugindo do assunto. Hehehe
 
Tandor

Tritão
0 Referências
Posts: 5562
Registro: 26/10/03

Postado em: 25/02/14 18:07
Eu não tenho nada contra o vendedor ganhar a merecida recompensa dele por proporcionar a venda de magic, como já disse em posts anteriores.

Minha dúvida é se era tão ruim assim vender booster, por que quando comecei as lojas sobreviviam de vender boosters e demais acessórios, não de singles disfarçadas de promoção pela WoTC.

Editada em: 25-02-14 18:08:08 por Tandor.
 
Devan

Esquilo
0 Referências
Posts: 7094
Registro: 14/06/11

Postado em: 26/02/14 08:26
Novamente um argumento irrelevante e derrotista.

E se de repente o booster já é suficiente, e o FTV é apenas pra "ganhar mais"? Qual o problema disso?

Ainda mais num produto que tem um perfil colecionável e ninguém é obrigado a comprar pra jogar Magic?

Brasil, pare de ver "ganhar dinheiro" como se fosse um crime. O unico crime é ganha-lo sob prejuízo de outros, seja na politicagem, seja no mal-caratismo.
 
Tandor

Tritão
0 Referências
Posts: 5562
Registro: 26/10/03

Postado em: 26/02/14 17:05

Problema nenhum, eu só saberia que não estou atrapalhando o desenvolvimento da comunidade quando boicotasse quem cobra a mais.

 
ElderDragon

Soldado
15 Referências (100.00% positivas)
Posts: 13300
Registro: 24/11/03

Postado em: 26/02/14 18:40

Quando você se prostra contra o lucro e venda das lojas, que haja estímulo a um ganho justo, visto que para empresariar se pensa altas margens e não nas faixas ridículas que uns pensam que é justo, aí você está contribuindo para destruir a comunidade.

Sem loja e sem dealer não existe Magic, pois ninguém venderia. Sempre que uma loja fecha numa cidade, os gênios deveriam pensar o porquê disso. Eu acho risível os argumentos de gente que não faz ideia o quanto é oneroso ter uma empresa no Brasil.

1 funcionário (mal pago) gera no mínimo R$1.500,00 de custo. Considerando que o lucro das boxes é ridículo e que quadrinhos e outras coisas tb são lixo para lucro, lojas q tentem ser boazinhas fecham 100% das vezes.

 
Tandor

Tritão
0 Referências
Posts: 5562
Registro: 26/10/03

Postado em: 26/02/14 21:39

Não sou contra o lucro, mas competição é parte do mercado, se estivessem realmente perdendo dinheiro com booster ai eu compraria até uma caixa de FTV ou coisa semelhante para ajudar o cara da loja, mas não é o caso então.

Fora que o problema do prejú para esses negócios no Brasil é muito mais da legislação ridícula desse país do que de existir algum tipo de concorrência.