Território dos Necrófagos

Scavenger Grounds

R$ 4,89
R$ 8,89
R$ 16,00

Território dos Necrófagos

Scavenger Grounds


Cor: Terreno
Tipo: Land - Desert

Raridade: Rara

R$ 4,89
R$ 8,89
R$ 16,00

Exibir Detalhes

Alerta de Preço ?


Menor Preço
Maior Preço
R$ 4,89
R$ 40,00

Me avise quando preço chegar em

R$

Seja o primeiro a adicionar um alerta para este card.

Alerta de Preço

Vendedores


Quantidade


Extras


Qualidade


Idioma

?


Edições

Exibir Filtros

Lojas

Hora da Devastação

R$
 
 
 
 
R$
 
 
 
 
SP
 
unid

Hora da Devastação

R$ 5,45
R$ 4,91
R$ 5,45
R$ 4,91
SP
 
unid

Hora da Devastação

R$ 5,50
R$ 4,95
R$ 5,50
R$ 4,95
NM
 
unid

Hora da Devastação

R$ 5,85
R$ 5,27
R$ 5,85
R$ 5,27
NM
 
unids

Hora da Devastação

R$
 
 
 
 
R$
 
 
 
 
NM
 
unid

Hora da Devastação

R$
 
 
 
 
R$
 
 
 
 
NM
 
unids

Hora da Devastação

R$ 7,00
R$ 5,95
R$ 7,00
R$ 5,95
SP
 
unids

Hora da Devastação

R$
 
 
 
 
R$
 
 
 
 
NM
 
unid

Hora da Devastação

R$
 
 
 
 
R$
 
 
 
 
NM
 
unids

Hora da Devastação

R$
 
 
 
 
R$
 
 
 
 
SP
 
unid

Hora da Devastação

R$
 
 
 
 
R$
 
 
 
 
NM
 
unid

Hora da Devastação

R$
 
 
 
 
R$
 
 
 
 
NM
 
unids

Hora da Devastação

R$
 
 
 
 
R$
 
 
 
 
NM
 
unid

Hora da Devastação

R$
 
 
 
 
R$
 
 
 
 
SP
 
unid

Hora da Devastação

R$ 7,99
R$ 7,19
R$ 7,99
R$ 7,19
NM
 
unids

Hora da Devastação

R$ 7,99
R$ 7,19
R$ 7,99
R$ 7,19
NM
 
unid
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 20/06/2017 16:33
Primeiramente, muito massa a ideia! Acho que vai se encaixar bem em muito deck.

O unico problema é o investimento que é necessário fazer. Um utility land que gera incolor tem que ter um upside bem bom na maioria das vezes. Usar 2 mana e sacrificar ele mesmo parece meio pesado. Fora que grande parte dos decks hj em dia usam grave, aí não sei se valeria a pena pra eles

Acho que no eldrazi tron (que vai 3 ghost quarters) dá pra colocar talvez no lugar de ghost quarter (não vejo como sendo muito util no estilo de jogo do deck, e vão 3 no deck). Se aparecerem mais desertos fortes pode ficar bom. No affinity parece interessante, mas os terrenos que o deck usam já parecem bem bons pra usar um como esse.

Também tem a questão da concorrencia. Bojuka bog parece uma opção melhor ou tão boa quanto em grande parte dos casos. Bojuka é bom pq não remove o teu grave (o que pode ser ruim caso esteja enfrentando goyf e o teu deck não precisa usar grave, mas geralmente não é o caso), não precisa sacrificar e gera mana preta. Por outro lado, ele faz isso exatamente no momento em que entra, e entra virado. Esse terreno entra em pé e pode sacrificar a qualquer momento em que tiver ele e 2 mana em pé. Parece um caso em que só vendo na prática mesmo...

PS.: isso pra modern. Pra T2 parece ser bem interessante contra alguns decks.
(Quote)
- 20/06/2017 16:16

Ela mesma é um deserto. Você só precisa de mais 2 terrenos quaisquer e já pode exilar (ou seja, a partir do turno 3 já está disponível).

(Quote)
- 20/06/2017 15:35
No modern, acho que até o cara juntar essa, mais um deserto, mais a mana necessária, o oponente já usou o grave como quis...
(Quote)
- 20/06/2017 12:13
Muito forte !
Fora ser um land , o que já ajuda demais , ele ainda entra em pé ,pode ver jogo em vários formatos por esse motivo.
Agora , por que raios demorou tanto o hate grave assim ? Se tivesse algo do tipo lá em innistrad , não teria bans de Emrakul da vida.
(Quote)
- 20/06/2017 12:06
Se fosse de um único cemitério ia ser bem top
(Quote)
- 20/06/2017 11:29

Concordo. Mais um card que concorre no slot de utility land nos decks que a manabase permita.

(Quote)
- 20/06/2017 10:53

Para o T2, sim..
Mas tbm é um card muito interessante para outros formatos..

(Quote)
- 20/06/2017 10:48
Eu acho que isso pode entrar em muito main deck do Modern. Não me surpreenderia se virasse staple do formato.
(Quote)
- 20/06/2017 10:00
bem bacana isso.
(Quote)
- 20/06/2017 09:44
É impressão minha ou isso tá uns 2-3 sets atrasado?

De qualquer jeito, é uma ótima carta e com mais alguns desertos pode-se repetir a brincadeira ao não sacrificar ele mesmo