Maratona Viver de Jogo
Minha Retrospectiva 2020 - O Grind Acontece de Casa
2020 chega ao fim, e como de costume, Sandoiche traz aquela retrospectiva de seu ano enquanto jogador competitivo e produtor de conteúdo de Magic!
28/12/2020 10:05 - 2.494 visualizações - 7 comentários
Compre certo com Magic Store Brasil

Olá! Finalmente chegamos ao final do conturbado 2020 - venha, puxe uma cadeira que hoje trago aquela costumeira retrospectiva do que aconteceu no meu ano em termos de produção de conteúdo, participações em torneios e, claro, planos para o novo ano que bate à porta. Vamos lá!


Uma das coisas mais bacanas de fazer essa retrospectiva certamente é acompanhar minha evolução enquanto produtor de conteúdo e jogador de Magic: the Gathering. Na primeira vez que escrevi um artigo nessa pegada, ao final de 2017, eu vinha de um ano de bons resultados e troféus/Top 8s locais, mas com um desempenho fraco nos torneios maiores.


Em 2018, a coisa mudou de figura, e levantei meu primeiro troféu de relevância nacional - a Grande Final Circuito LigaMagic 10 Modern, além de passar muito perto de alcançar vagas no então Pro Tour ao terminar no Top 16 do Grand Prix São Paulo e do Regional Pro Tour Qualifier, ambos disputados no formato Modern com meu fiel RG Valakut.


Já 2019, embora não tenha passado tão perto de me classificar para um torneio de nível profissional, foi um ótimo ano em termos de premiações (terminando no dinheiro em ambos os Grand Prix disputados e campeão da Grande Final Circuito LigaMagic 12 Modern) e produção de conteúdo (com minha stream pessoal em twitch.tv/sandoiche e do time aqui na LigaMagic twitch.tv/ligamagic crescendo cada vez mais).


Além desses marcos, houve o ápice do meu 2019, como não poderia deixar de ser: o vice-campeonato da Twitch Rivals, evento que mudou completamente a minha vida em ambos os aspectos financeiros e profissionais através de uma grande premiação em dólares e do aumento da minha projeção enquanto streamer.


O ano tinha sido incrível; o melhor da minha carreira até então. Os padrões teriam de ser cada vez mais altos para continuar numa crescente em 2020 enquanto produtor de conteúdo e jogador competitivo. Mas, se me permitem um leve "spoiler" antes da leitura, é que ele não deixou a desejar em nada!

 

Produção de Conteúdo

 

Em relação a 2019, todos os aspectos da minha produção de conteúdo avançaram de forma bem sólida. A stream pessoal praticamente dobrou seus números: do momento da escrita do artigo, são mais de 7.000 seguidores, 531.000 visualizações e 210 inscritos/subscribers (contra 3.500, 266.000 visualizações e 110 inscritos de 2019), mantendo o selo de verificado da Twitch e conseguindo firmar novas parcerias comerciais.


O projeto LigaMagic Bolts segue a todo vapor, no que é atualmente o maior e mais relevante time de Magic: the Gathering aqui no Brasil, com todos os membros tendo relevância no cenário competitivo e na produção de conteúdo do país. O destaque fica para a cobertura dos grandes eventos profissionais através da co-transmissão com narração e comentários em português.


A minha participação aqui na seção de artigos da LigaMagic também segue cada vez mais presente: com a publicação de hoje, cheguei a marca de 56 textos em 2020, comparados aos 50 em 2019.


Também sigo em outras frentes de produção de conteúdo independente, em especial, o projeto Valakuteam organizado em parceria com o colega colunista Bruno "Oreia" Ramalho: um grupo de treinos pago e fechado sobre baralhos com Valakut, o Pinaculo Derretido no Modern.


Com o crescimento de todos esses projetos, consegui, pelo segundo ano consecutivo, continuar vivendo exclusivamente da produção de conteúdo de Magic. A oportunidade de trabalhar com isso segue possibilitando criar minha família, agora com a presença do meu filho recém-nascido Tales, que nesse mês de dezembro completou 3 meses de vida.


Novamente só tenho a agradecer por todo o carinho, apoio, torcida e crédito da comunidade ao meu trabalho como jogador, escritor e comentarista. Todos contribuem direta ou indiretamente para as minhas conquistas profissionais: o staff aqui da LigaMagic, seguidores/inscritos da Twitch e patrocinadores que tornam possível o meu trabalho continuar acontecendo da forma incrível como veio nesse ano que passou.

 

O Grind dos Torneios

 

2020 parecia um ano promissor para o Magic competitivo, com mudanças no circuito profissional que pareciam torná-lo mais acessível para quem estivesse chegando, principalmente por conta dos torneios de organização independente, e teríamos o que prometia ser um magnífico Grand Prix Modern aqui em São Paulo.


Até que chegou a pandemia do coronavírus, e forçou todos, desde jogadores, lojas, organizações e a Wizards a reavaliar a forma com que o jogo seria jogado neste ano. Uma estrutura de torneios inteira teve de ser reformulada para o digital, e desde março temos um ano que ficou caracterizado pelo grind que acontece de casa.


E que grind que foi esse - parece que eu joguei mais torneios em 2020 do que em todo o restante da minha carreira enquanto jogador de Magic, e é bem possível que colocando o número na ponta do lápis o número não fique assim tão distante. O volume de jogos, o GRIND, foi real.


Dentre torneios de organização independente, foram dezenas de resultados relevantes em eventos, com os mais diversos decks e formatos: Campeão do Lendas do Magic, Brazil Creators Cup, LATAM Online Challenge, Torneio LGBT+, Liga Impetus, Torneio HG Team e LigaMagic Finals 2; Finalista/Vice-campeão  do 1k Lotus Box Series, LATAM Magic Series, Hooglandia Open; Top 8 no Lotus Box Invitational; e o Top 16 no Red Bull Untapped International Qualifier.


Já no circuito do MTG Arena, alcancei o ranking mítico levando a vaga para os Classificatórios em todos os meses, fazendo Dia 2 algumas vezes, e faturando a premiação de 2.000 dólares durante o Arena Open de outubro.


Mas a cereja do bolo ainda estava por vir. No final de novembro, alcancei o Top 8 no Magic LATAM Challenge, até então o torneio mais relevante da minha carreira enquanto jogador de Magic, com divulgação de entrevistas no canal da Wizards no YouTube, matéria sobre o evento no GloboEsporte.com e uma premiação de 4.000 dólares pela minha colocação.


Assim como a Twitch Rivals ano passado, o LATAM foi o evento divisor de águas desse ano para os meus próximos passos em termos de premiação e projeção enquanto streamer de Magic (detalhes desse torneio podem ser conferidos em dois dos meus últimos artigos, com um Report do torneio e um Diário de Bordo dos treinos para o Top 8).


Se 2019 foi um ano de maior ênfase na produção de conteúdo e premiações que, embora tenham sido relevantes e mudaram a minha vida, não exatamente se converteram em oportunidades próximas do circuito profissional, em 2020 a vaga para o Pro Tour/Mythic/Championship já passou bem mais perto - e mais de uma vez. No LATAM Magic Series perdi o terceiro game da final valendo vaga direta para o campeão, enquanto que no Magic LATAM Challenge fiquei pelo Top 8 quando somente o Top 4 se classificava.


Porém, o meu pensamento em relação a uma potencial vaga para o Championship (atual Pro Tour/Mythic) segue o mesmo: independente de chegar lá ou não, vou continuar vivendo o caminho, e não o destino. Seguir fazendo o meu trabalho da melhor forma possível, "grindando" como sempre no MTG Arena e, claro, compartilhando essa jornada durante as streams. Sem investir de forma "não-saudável", jogando os eventos que são logística e financeiramente viáveis, buscando me preparar para tais da melhor forma possível estando disposto a aceitar o resultado que vier.


-


Quanto ao planejamento para 2021, é impossível sabermos com exatidão como ficará o mundo após as vacinas do COVID, o que volta e quando volta - o mais provável é que sigamos com o Magic totalmente digital por uma boa parte do ano, quiçá o ano inteiro. 


O alento é que já há todo o circuito profissional estruturado para o online, e para quem quiser competir nesse nível há oportunidades por mais de um caminho: o circuito oficial pelo MTG Arena e seus classificatórios, os "PTQs" que dão vaga direta pelo Magic Online (MTGO) e através de torneios de organização independente, como os SCG Tour que estão sempre acontecendo, e outros como o LATAM/One Draw que tivemos em 2020.


Portanto, pretendo continuar firme no aspecto da produção de conteúdo respaldado pela competitividade, grandes eventos e premiações interessantes, como sempre foi a ênfase do meu trabalho desde que embarquei nas streams. Podem esperar bastante trabalho desse velho pai para 2021, e vamos que o grind segue! VALOR!!!


-


E quanto a vocês, leitores, como foi o ano de Magic para vocês? Participaram de muitas competições através do MTGA/MTGO? O que acham da diferença entre essas plataformas e o Magic Tabletop? Como enxergam as possibilidades para o competitivo em 2021? Compartilhem suas opiniões nos comentários!


Feliz Ano Novo para todos! Abraços e até a próxima!

Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Matheus Akio Yanagiura ( sandoiche_13)
Matheus Akio Yanagiura, mais conhecido como Sandoiche, é jogador, escritor e streamer de Magic: the Gathering, produzindo conteúdo desde 2012. Membro da equipe de e-Sports LigaMagic Bolts, está sempre na vida do grind dos torneios, com destaques para o Top 8 do Magic LATAM Challenge e o Vice-Campeonato da Twitch Rivals, além do bi-campeonato Circuito LigaMagic Modern e o Top 16 no Grand Prix São Paulo 2018 no Tabletop.
Redes Sociais: Twitch, Facebook, Instagram, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 29/12/2020 18:13
Eu nunca joguei tanto magic na minha vida como 2020. O arena realmente da uma acelerada nas coisas. Parabéns pelo ano Sanduba, e que 2021 seja melhor ainda.
(Quote)
- 29/12/2020 13:54
VALOR! Parabens Sanduba, que 2021 seja ainda melhor!
(Quote)
- 29/12/2020 12:36
Se garantiu Sandubs! Muitas felicidades para você e sua família!
(Quote)
- 29/12/2020 00:08


O Arena tinha parado de funcionar no meu pc no meio do ano também e agora ta uma beleza, da uma testada, vai que voltou ao normal

(Quote)
- 28/12/2020 16:53

depois de uma atualização esse mês o arena nunca rodou tão bem igual agora, vale a pena você testar de novo

Últimos artigos de Matheus Akio Yanagiura
Mono Black Vampires no Historic
Mesmo com os Tiers 1 mais definidos pós-Kaldheim Championship, o Historic é um formato que segue bem aberto quanto às escolhas de baralhos - e em seu artigo de hoje na Liga..
4.445 views
Mono Black Vampires no Historic
Mesmo com os Tiers 1 mais definidos pós-Kaldheim Championship, o Historic é um formato que segue bem aberto quanto às escolhas de baralhos - e em seu artigo de hoje na Liga..
4.445 views
Há 5 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Nivar à Luz no Pioneiro
Nivar à Luz é a atual sensação do Pioneiro, e Sandoiche comenta sobre listas, opções e dicas do baralho em seu artigo de hoje aqui na LigaMagic!
3.133 views
Nivar à Luz no Pioneiro
Nivar à Luz é a atual sensação do Pioneiro, e Sandoiche comenta sobre listas, opções e dicas do baralho em seu artigo de hoje aqui na LigaMagic!
3.133 views
Há 15 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Os sabores do sacrifício no Histórico
Gato, Forno e Diabo são as principais peças dos decks de Sacrifício no Histórico - e seus vários sabores são o tema do artigo de hoje de Sandoiche aqui na LigaMagic!
2.622 views
Os sabores do sacrifício no Histórico
Gato, Forno e Diabo são as principais peças dos decks de Sacrifício no Histórico - e seus vários sabores são o tema do artigo de hoje de Sandoiche aqui na LigaMagic!
2.622 views
Há 19 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Primer Rakdos Sacrifice Standard
Em seu artigo de hoje, Sandoiche fala sobre o Rakdos Sacrifice, um baralho que pode ser a boa no Standard quando o metagame está repleto de criaturas nos Aggros e Midranges!
5.205 views
Primer Rakdos Sacrifice Standard
Em seu artigo de hoje, Sandoiche fala sobre o Rakdos Sacrifice, um baralho que pode ser a boa no Standard quando o metagame está repleto de criaturas nos Aggros e Midranges!
5.205 views
Há 26 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
A vez dos Midranges
Depois de uma sequência com muitos torneios relevantes moldando o metagame, parece que é a vez dos Midranges no Standard - e esse é o tema que Sandoiche traz em seu artigo ..
5.319 views
A vez dos Midranges
Depois de uma sequência com muitos torneios relevantes moldando o metagame, parece que é a vez dos Midranges no Standard - e esse é o tema que Sandoiche traz em seu artigo ..
5.319 views
09/03/2021 10:05 — Por Matheus Akio Yanagiura