Load or Cast
Guia de Pré Lançamento: Core Set 2021
Um guia para o Pré-lançamento de M21 via Magic Arena
25/06/2020 10:13 - 6.309 visualizações - 7 comentários
Load or Cast

Saudações WebWalkers!


Essa semana teremos o Pré-lançamento de M21 via Magic Arena. Ainda estamos diante dos problemas causados pela pandemia, então grandes encontros são desaconselhados. Mas vocês podem, por exemplo, apoiar as lojas ao comprarem kits de pré-lançamento e combinarem, quando possível, uma jogatina com o pessoal mais próximo. Fica aí uma dica :)


Mas para ir jogando no Arena, além do meu artigo e outros conteúdos sobre a coleção, lembrem-se também de acompanhar a coleção pela galeria de cards neste link.

 

● De volta ao básico

 

Coleções básicas como M21, as chamadas Core Set, são ótimas para reforçar os arquétipos do que cada cor faz no Magic. E, também, para saber quais caminhos a equipe de design está explorando a cada ano que o MTG completa.


Portanto, neste artigo eu dividirei a analise pelas 5 cores e trarei, depois de cada uma, duas combinações com outras cores. Vamos lá!

 

● Branco


Anjos, clérigos e... cachorros. O Branco de M21 traz muitas de suas criaturas características e é uma das cores que introduz o novo tribal de cães! Espalhados pela cor também estão cavaleiros, soldados, aves etc. Encha o campo com várias criaturas pequenas e rápidas, crie fichas, ganhe vida e use remoções!

 


 

 

A criatura branca mais forte é o Anjo Exterminador do Mal, a única com pelo menos um dos status no valor 5. Isso revela que o branco por si não possui grandes bombas. A chave da cor é trabalhar com quantidade e fortalecimento. Cards como Acolita de Basri crescem progressivamente algumas criaturas, enquanto outros com efeitos de antífona fortalecem o exército inteiro de uma vez, como a própria Antifona Gloriosa, ou ainda como o Lider da Matilha que, em um tribal de cães, permite que você ataque sem parar com todos os pets.

 


 

 

● Branco e Verde marcadores +1/+1

 


 

 

Uma boa dica para entender como construir combinações, é olhar as cartas incomuns. Por isso todas as 10 combinações de 2 cores serão tratadas neste artigo. No caso desta, a Mentora do Conclave esclarece bem como funcionaria o Verde+Branco: Entra cedo, corpo justo, cresce e faz os outros crescerem. Combine ela na curva com Bichano Brioso e você já possui uma criatura 4/4 pronta para atacar no terceiro turno, com atropelar!!!


Ambas as cores possuem vários cards que proporcionam marcadores, além de evasão: Branco por voar e verde por atropelar. Portanto, procure crescer suas criaturas evasivas, já que elas causarão muito mais dor de cabeça a defesas oponentes, ataque colocando uma pressão cada vez maior e vença com criaturas que começaram pequenas e de repente estão enormes!

 

● Branco e Vermelho ataque rápido

 


 

 

Como citei acima, em M21 foi introduzido o tribal de cães. E Branco e Vermelho são as cores desta edição que trazem as criaturas deste tema. Tribal em selado sempre é um pouco mais difícil quando a coleção não é voltada a isso, pois depende da sorte para obter um bom número de criaturas daquele tipo e de bons lordes e efeitos tribais.


Portanto o que eu indico aqui é criar pequenas interações no deck ao redor da tribo de cães, mas não depender disto para o deck funcionar totalmente. Por exemplo, Mestre dos Sabujos Alpino busca até dois cachorros diferentes e ainda ganha bônus de ataque por outras criaturas atacantes (independentemente de serem cães!). Essa combinação de cores geralmente carece de compras, então efeitos como o do Mestre são super bem-vindos. E Sabujo dos Raios combina bem com o Lider da Matilha, onde cria-se uma situação de ataque constante e com criaturas infladas. Branco e Vermelho querem vencer a partida o mais rápido possível, então para jogar com elas use suas remoções em bloqueadores, ataque sem parar, não se preocupe tanto em tomar dano de ataques oponentes e use queimas vermelhas para finalizar a vida adversária.

 

● Azul


Magos, grandes monstros marinhos, muito anula e muita compra! O Azul de M21 traz os mistérios das profundezas marinhas e o clássico controle. Com criaturas iniciais mais defensivas, o azul busca jogar durante o turno adversário e ter respostas às jogadas problemáticas.

 


 

 

Epifania Sublime é um modelo de quase tudo que o Azul pode fazer e, mesmo tendo um custo pesado, cria muita vantagem para quem a conjurou. Falando em custos pesados, azul está lento nesta edição, isso pode ser contornado com o suporte de outras cores, ou com cards que possuem alternativas de uso, como o Despertador de Ondas. Normalmente não é aconselhável colocar várias cópias de cards de alto custo no deck, porém em um caso de várias cópias do Despertador, eu usaria todas e não hesitaria em usar sua habilidade de descarta-lo para filtrar cards do topo do grimório.


Com vários tipos de anulas, abuse de jogadas durante o turno oponente para você ter a opção de jogar algo com Lampejo, ou anular uma mágica problemática. Um exemplo é usar Retroceder, anulando algo e desvirando os terrenos, e no mesmo turno travar uma criatura com Esfera de Captura.

 


 

 

● Azul e Branco voar

 


 

 

Com a melhor evasão do Magic, essa combinação traz criaturas voadoras de monte, e efeitos que interagem com isso. Voe por cima da defesa oponente, use anulas para proteger suas criaturas e controlar o jogo, enquanto as remoções tiram grandes ameaças ou bloqueadores.

 

Use Observador das Esferas para adiantar seu jogo, e não se preocupe tanto em bloquear criaturas terrestres, pois você pode recuperar a vida com o Branco e com cards como Grasnomestre Aviano. Descarregue a mão em uma horda voadora e depois recarregue-a comprando cards com o Azul.


Em termos aéreos, a criatura mais forte dessa combinação é novamente o Anjo Exterminador do Mal, portanto tenha em mente que seus ataques serão em média com criaturas de poder 2 ou 3, o que pode estender um pouco o jogo. Prepare-se para esse jogo de tempo mais médio guardando remoções e anulas.

 

● Azul e Verde compra de cards

 


 

 

Aqui é uma boa oportunidade para usar e abusar das bombas comuns e incomuns de cada cor, ou seja, encher de criaturas grandes! Claro que para isso a construção tem que ser adequada, ou você estará no terceiro turno sem fazer nada, só com cartas pesadas na mão. Para isso, o Verde ajuda com aceleradores de mana, como Visionario de Llanowar, e cards que buscam terrenos.


Jogar nesse esquema é precisar de terrenos todo turno, por isso também a compra é tão importante. Há vários efeitos azuis que você compra 1 ou mais cards, mas descarta outro como um lado negativo. É importante estar com a mente aberta para descartar cards mais pesados da mão no jogo inicial, em troca de buscar outros mais necessários no momento (claro que é preciso ponderar conforme o deck que se jogue contra). Enquanto faz isso, aproveite cards que se beneficiam de compras e mais compras, como a Coatl das Escamas Sabias.


Essas cores também possuem remoções muito condicionais, portanto tanto no início do jogo quanto ao longo dele, trocar criaturas em combate será uma opção mais simples. Guarde remoções para coisas realmente problemáticas, e, uma vez que você encher seu campo com suas bombas, dificilmente outro deck irá te parar.

 

● Preto


Demônios, sacrifícios e pagar com a própria vida. Preto está fazendo o melhor “a qualquer custo” que conseguir. Sacrifique suas criaturas pequenas e com efeitos de morte para atingir grandes objetivos, ressuscite suas bombas do cemitério e remova várias ameaças, incluindo Planeswalkers, e assim chegar à cobiçada vitória que o Preto almeja não importa a que custo.

 


 

 

Um ótimo exemplo é usar Espreitador da Cripta no turno 4, descartar uma criatura gigante da sua mão, e ressuscitá-la no turno 5 com Reerguer-se. Ainda mais que ambos os cards são comuns, isso pode aparecer como uma interação constante. O Preto por si já possui criaturas com status bem elevados em todas as raridades, assim como outras bem rápidas e agressivas, além de remoções para as mais diversas situações. Portanto o jogo com ele o é bem adaptável, mas como a cor pede sacrifícios e custos de vida, é necessário prestar atenção a esses recursos e evitar criar desvantagem ao próprio lado do jogo.


Um exemplo é o Gourmet de Visceras , onde precisamos de uma criatura sacrificada para conjura-lo. Ele é um super voador com status 5/5, atropelar e ainda faz cada oponente sacrificar uma criatura, porém nada adianta você sacrificar algo muito bom, enquanto as outras pessoas sacrificam fichas 1/1. Para controlar essa situação, podemos limpar o campo com efeitos como o da Nevoa Pestilenta, sobrando apenas criaturas grandes, que em breve morrerão!

 


 

 

● Preto e Azul triturar

 


 

 

O famoso tombo do grimório ganhou uma palavra-chave: Triturar.


Presente em apenas alguns cards de ambas as cores, essa habilidade pode funcionar em duas direções, uma é triturar o deck inimigo e fazer com que a outra pessoa perca pelo famoso “deck over” (fim de deck). Ou a outra é usar uma auto-tritura, jogando os cards do próprio grimório no cemitério e usando- o como recurso extra.

 

Ou ainda, misturar um pouco as duas direções, o que na verdade em ambiente selado, eu acredito que funcione melhor. Cards como Suturadora Obsessiva filtra o grimório e tem a habilidade de retornar algo do cemitério, por sua compra constante, ela combina bem com efeitos como o do Tutela de Teferi, que nesse caso tritura apenas inimigos. Lembrando também que triturar um deck lhe dá informações sobre os cards dele para próximas partidas (pensando em um formato de partidas melhor de 3).


Misture com mais compras, presentes nas duas cores, controle com anulas e remoções e finalize com suas bombas demoníacas ou das profundezas do mar.

 

● Preto e Branco vida

 


 

 

Alguns cards, do Preto e do Branco, possuem um esquema de desencadear efeitos quando se ganha 3 ou mais pontos de vida. Aristocrata Indulgente e Ninho dos Grifos são um exemplo deles. Porém é necessário haver consistência no deck para que isso aconteça, de nada adianta colocar estes cards sem outros de suporte que lhe garantam ganho de vida.


Coloque criaturas com vínculo com a vida, cards que lhe deem vida + um outro bônus, e remoções! Branco e Preto costumam ser sempre as cores com melhores remoções, então inicie o jogo com sua horda de pequenas criaturas brancas e depois sacrifique-as para pagar custos dos cards pretos, jogue sem medo de trocar em combate e remover o máximo de empecilhos possível.

 

● Vermelho


Dragões, elementais e queima! Vermelho veio com várias cartas que aumentam o ataque de suas criaturas de algum jeito, ou o dano causado em geral. Descarregue tudo! Encha o campo com criaturas rápidas e queime o que estiver no caminho.

 


 

 

Apesar de ser uma carta pesada nos termos do vermelho, Emancipacao Ignea é um encantamento fantástico, tornando qualquer dano baixo em algo extremamente fatal! Ela é bem versátil para encerrar o jogo num ataque rápido e cheio de criaturinhas, ou, em um deck um pouco mais controlado, fazer qualquer efeito simples de dano virar uma verdadeira bomba! Também na coleção há vários cards que inflam o ataque do seu exército, já citei o Sabujo dos Raios no início do artigo, e agora trago a Ira Ardente! (que por ser mágica instantânea, também serve como um finalizador surpresa).


A Chandra “trouxe” três excelentes mascotes elementais para M21, e dois deles são Flamideo de Chandra e Cao de Magma de Chandra. Os quais inclusive jogam muito bem um com o outro, e sintetizam o que é o Vermelho em M21: dar dano direto, aumentar o ataque, atacar!!!

 


 

 

● Vermelho e Preto sacrifícios

 


 

 

Vermelho e Preto juntos se tornam insanos, jogando literalmente tudo na cara de quem estiver no caminho deles. Coloque no deck várias criaturas com efeito de Quando morrer e cards que gerem fichas. Belicista da Frota Macabra é um potencial 5/5 atropelar atacando no quarto turno, mas para isso precisamos eliminar um de nossos aliados. Como a ideia das cores é atacar sem parar, um Porta-estandarte de Liliana recarrega a mão tanto pelos sacrifícios, como das criaturas mortas em combate.

 

Tire bloqueadores com queimas e destruições pretas, seja rápido ao formar a mesa e recupere seus caídos do cemitério. Depois, finalize com uma bela queima na cara da pessoa que ousou lhe desafiar! Esse é o espírito vermelho e preto! Simples e sem rodeio.

 

Vermelho e Azul destreza

 


 

 

O que acontece quando se combina algo extremamente explosivo como o Vermelho com a cautela do Azul? Tempestades!!!


Essas são as cores que mais possuem mágicas instantâneas e feitiços no Magic, por isso mesmo sua combinação retoma constantemente esse tema nas interações. Procure utilizar instantâneas e feitiços de baixo custo, além de compras e mais compras de cards. Entidade da Asa Tempestuosa é um ótimo voador que pode entrar custando menos, arruma o topo do deck e ainda pode ficar maior pela Destreza. Guarde mágicas instantâneas para usar em combate e inflar todo mundo com Destreza de uma vez. Depois retome uma delas com Sobrecarga Experimental, a qual ainda lhe garante uma ficha.


Um ponto fraco dessa combinação é a instabilidade causada por se depender demais de conjurações basicamente todo turno, quando dá certo, dá MUITO certo, quando ela falta, abre-se vantagem inimiga. O ideal é abrir os cards que vieram no pacote de pré-lançamento, e ver se é possível criar um deck com um pouco mais de “mágicas que não sejam de criatura” que o normal e ver quais criaturas se beneficiariam disso. Azul e Vermelho é experimentação e é arriscar!

 

● Verde


Muuuiittooo “Ramp” (adiantar terrenos pro campo) e criaturas grandes! Esse é a essência do Verde, e que iremos encontrar em M21. Menção honrosa ao Ugin, o Dragao Espirito, que apesar de não ser verde, é um custo tão elevado que eu dificilmente o vejo jogando selado sem Verde para ajudar nas manas.

 


 

 

Amada por muitos, Azusa, Perdida mas Procurando está de volta e é um exemplar da aceleração de terrenos. Verde em M21 também veio com alguns efeitos de compra, alimentando sua mão com mais terrenos extras a serem baixados pelo efeito dela, até que você conjure suas coisas pesadas! Ou que você decida conjurar um Flagelo da Mata Selvagem cedo e ainda pequeno, ou enorme com mais mana. (além de que ele combina com a temática de marcadores +1/+1 presente na cor.


Outro card excelente que está de volta é o Cultivar, o qual é ótimo inclusive para jogar com 2, 3, 4 ou 5 cores, por corrigir até 2 delas. Inclusive no ambiente deste selado, eu acho bem válido buscar o melhor de 3 cores juntas, caso consiga algumas cópias de Cultivar, terrenos e artefatos que corrijam as cores de mana.

 


 

 

Verde e Vermelho bixões

 


 

 

Com a agressividade inicial do Vermelho e a aceleração do Verde, é fácil criar um jogo onde colocamos pressão do começo ao fim a quaisquer oponentes! Ajuste bem a curva de criaturas do deck, e conjure-as todo turno, cada vez uma maior que a anterior. Caso não seja isso, que seja para uma aceleração de mana que lhe trará algo ainda mais ameaçador, e mais cedo ao campo.


Ambas cores trabalham com o Poder das criaturas, Vingador Foleo provê cada vez mais mana conforme seu exército de gigantes aumenta, e pode finalizar o jogo causando dano direto e Dragao Averneo Castigador é uma bomba aérea com habilidade de ficar ainda mais forte!

 

Atenção aos seus recursos na mão! Verde possui algumas compras, e vermelho condições de descarte para comprar. Então mantenha a mão carregada, para cada turno baixar um terreno e uma criatura maior a seguir.

 

Verde e Preto mórbido

 


 

 

Assim como Preto+Vermelho, o Verde e Preto tira vantagem da morte, mas de um jeito menos agressivo, seus efeitos vão crescendo e desencadeando constantemente. Para isso, coloque um número maior de criaturas no deck, troque à vontade em ataques e bloqueios e use habilidades recorrentes como a do Devoto de Liliana ou dos Assassinos das Laminas Gemeas .


Tanto o Preto quanto o Verde possuem, em M21, cards de recuperar recursos do cemitério. Então guarde-os para retornar suas ameaças mais relevantes! Ambas cores também possuem cards mais caros, o que, com a aceleração do Verde, fica mais fácil de contornar os custos e utilizá-las.


A dificuldade aqui estaria contra um jogo muito rápido. Procure criaturas iniciais com a defesa mais elevada e observe o quanto de pontos de vidas você poderia perder nos primeiros turnos por conta de ataques e decks agressivos.

 

● Bônus: 5 cores


Quase finalizando o artigo, não daria para deixar de falar dos sacrários.

 


 

 

Uma alternativa divertida em selado, é fazer um 5 cores Santuário. Eu espero que alguém consiga todos os sacrários de M21 no pacote de pré e consiga montar esse megazord de encantamentos. Pela característica deles, e o fato de ter 5 cores no deck, assuma uma posição mais de controle.


Aproveite bons bloqueadores e remoções das 5 cores, cuidado com custo colorido dobrado (ou mais), corrija a mana com os terrenos não-básicos e divirta-se com a agonia de quem tiver que lidar com sua teia de encantamentos lendários!

 

● Conclusão

 

Se você nunca jogou um pré-lançamento, ou conhece alguém que tenha curiosidade com MTG, aproveite para experimentar o Arena e jogar M21. Essa edição não possui nenhuma habilidade muito exclusiva ou complicada, além do jogo em si, e é uma introdução perfeita à raiz das cores no Magic.


Por fim, divirtam-se e mantenham-se saudáveis mentalmente e fisicamente!

 

Até!
Felipe (Atarka)

Felipe Bracco ( Bracco)
Viciado e apaixonado pela mana vermelho, adorador de Goblins, viajante das teorias, curioso e observador! Buscando sempre expandir os limites da minha própria escrita e do que pode ser escrito.
Jogo Magic desde 2000, e hoje estou mergulhado inteiro na comunidade. Sou inclusive administrador do MTG LGBT, grupo de Magic no Facebook visando acolhimento e promoção de eventos relacionados.
Se quiser saber mais sobre, entre em contato!!!
Redes Sociais: Facebook
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 25/06/2020 20:30

Em inglês é Mill, esse termo é utilizado faz anos pela comunidade, uma homenagem à carta Millstone (que tem esse efeito).

Em português pelo jeito pegaram como referencia a carta Grindstone (em português Triturador), embora triturar seja uma tradução "correta". Eu preferiria "Moer", mas bem....mais uma mecânica que tem uma tradução esquisita.

(Quote)
- 25/06/2020 18:46
Triturar que nome sem pé e nem cabeça, como é em ingles?
(Quote)
- 25/06/2020 13:43

Tentei fazer um coração, mas não tem a ponta. Hahaha

S2

Fica assim então

(Quote)
- 25/06/2020 13:42

3

(Quote)
- 25/06/2020 13:42

Acho que sacrário seria bem bom mesmo viu. Lifelink eu não sei se funcionaria, vermelho não tem nada de ganho de vida :p

E tá mais agressivo que o normal nessa expansão

Últimos artigos de Felipe Bracco
Guia de Limitado: Renascer de Zendikar
Um guia explicando como funciona o formato Limitado de Renascer de Zendikar
4.005 views
Guia de Limitado: Renascer de Zendikar
Um guia explicando como funciona o formato Limitado de Renascer de Zendikar
4.005 views
21/09/2020 10:05 — Por Felipe Bracco
Guia de Lançamento: IKORIA, TERRA DE COLOSSOS
O lançamento Tabletop pode ter sido adiado mas não irá passar em branco!
4.459 views
Guia de Lançamento: IKORIA, TERRA DE COLOSSOS
O lançamento Tabletop pode ter sido adiado mas não irá passar em branco!
4.459 views
15/04/2020 10:05 — Por Felipe Bracco
Guia de Pré Lançamento
THEROS ALÉM DA MORTE
6.758 views
Guia de Pré Lançamento
THEROS ALÉM DA MORTE
6.758 views
15/01/2020 18:05 — Por Felipe Bracco
Guia de Pré Lançamento:- TRONO DE ELDRAINE!
Felipe traz o guia que vai te ajudar a dominar o reino de Eldraine!
7.425 views
Guia de Pré Lançamento:- TRONO DE ELDRAINE!
Felipe traz o guia que vai te ajudar a dominar o reino de Eldraine!
7.425 views
26/09/2019 10:05 — Por Felipe Bracco