Load or Cast
Melhores cartas de Ikoria para cEDH
No artigo de hoje temos um compilado das melhores cartas de Ikoria, Lair of Behemoths para o commander competitivo!
29/04/2020 10:05 - 5.768 visualizações - 13 comentários
Load or Cast

Fala galera, tudo certo com vocês?


Nesse mês de abril tivemos muitas movimentações dentro do mundo do magic e principalmente no commander, tanto pelo lançamento da coleção Ikoria, Lair of Behemoths e o novo Commander 2020, quanto por conta dos pronunciamentos vindos do comitê de regras do EDH. Então com isso vamos aproveitar o fim desse mês para fazer um compilado das melhores cartas dessas coleções para cEDH, divididas entre possíveis comandantes e cartas para seu main deck, começando por Ikoria!



 

- Menções Honrosas


Em Ikoria tivemos entre os spoilers um ciclo de cartas que chamou a atenção de todos os jogadores de commander: Os triomas.


Esses terrenos que possuem tipos e geram 3 diferentes cores são ótimas opções para substituir lacunas na base de mana, principalmente quando não temos acesso a dual lands e alguns outros terrenos mais caros.


Todas essas 5 trilands entram viradas e possuem Cycling, que permitem que por 3 manas possamos descarta-las para comprar uma carta.




Apesar de entrarem viradas no campo de batalha temos uma grande vantagem ao utiliza-las, que é o fato de serem buscadas por fetch lands, diminuindo sua desvantagem.


A recomendação é não abusar da quantidade de triomas nos decks com mais de 3 cores, pois uma delas na mão inicial pode desacelerar seu jogo, enquanto a garantia de poder ser buscada no passe por uma fetch land a torna uma opção muito interessante para corrigir sua base de mana.

 

- Possíveis comandantes de Ikoria


Falando agora sobre comandantes podemos dizer que tivemos algumas surpresas, já que no inicio dos spoilers não havia nada muito relevante para o cEDH.


É importante lembrar que estamos falando sobre Power level elevado, o que exclui criaturas que serviriam em decks casuais que não visam extrair o potencial maximo de cada carta.


E então, sem mais delongas vamos conhecer nossos personagens de hoje.


 

Um dos últimos spoilers dessa coleção e também uma de nossas maiores surpresas, mostrando que a nossa querida WotC ama as cores Simic.


Com esse comandante que nos permite um One card combo e potencializa qualquer opção de ramp como dorks e pedras de mana, temos varias opções para deck building. Tambem lembrando o fato de que ele próprio também é um Sink podemos dizer que temos um enorme potencial para um deck competitivo.



 

Talvez um dos meus favoritos e com uma das mais interessantes mecânicas até o momento. Rielle veio com sua habilidade perfeitamente encaixada em suas cores, maximizando o seu potencial como comandante.


Também é bem provável que ela apareça dentro de listas que utilizam de descartes como mecânicas, mas seu verdadeiro lugar é na zona de comando, já que consegue aproveitar de cartas como Ler as Runas para amplificar o card advantage, e tudo isso sem mencionar que num segundo plano de jogo em caso de problemas, ela pode ser um ótimo beater com sua habilidade que aumenta seu poder de acordo com o numero de mágicas instantâneas e feitiços em seu cemitério.



Antes de tudo é importante fazer uma observação sobre o por que Lurrus e Zirda estão nessa lista como comandantes e não companheiros.


Desde o anuncio da habilidade já tínhamos muito assunto, e após o ban imediato de Lutri, o Catamagicas ficamos aguardando ansiosos por novas cartas de Power level alto que pudessem ser companheiros úteis, mas não foi bem isso que aconteceu.


De todos os companheiros dessa edição apenas alguns se destacaram, e apenas um por conta dessa habilidade, já que apesar de bons suas limitações nos impedem de montar decks efetivos dentro do proposto.


Tanto Lurrus da Toca Onirica quanto Zirda, o Brilho da Aurora seriam incríveis, mas não existe possibilidades de montar um deck que visa Power level utilizando apenas cartas de CMC 2 ou menos, ou apenas com permanentes que possuem habilidades ativadas. Isso fica ainda pior se levarmos em conta que essas limitações estão nas cores Orzhov e Boros.


Mas se colocarmos essas criaturas como nosso comandantes podemos abusar de suas habilidades sem se preocupar com as exigências feitas para serem companheiros.


Lurrus dentro de suas cores possui um destaque, já que sua proposta é um deck que interaja com o cemitério, o que abre espaço para diversos combos que outros comandantes orzhov não tinham a mesma eficácia.


Infelizmente as listas do nosso cachorro pesadelo ainda estão surgindo, o que nos impede de dizer com certeza sobre sua consistência, mas espero ansiosamente por mais testes.


Já nossa querida “Dona Zirda” mostrou sua face em alguns jogos na liga cEDH Brasil como um control eficiente, marcando talvez como um dos primeiros decks boros próximos do competitivo.


Com a capacidade de gerar mana infinita utilizando a própria habilidade, ela opta por um jogo um pouco mais lento, já que é necessário esperar por um finisher após o combo. Apesar dessa inconsistência, o deck possui builds interessantes e um caminho a ser explorado.

 

- Cartas de Ikoria para cEDH


Depois de analisar algumas cartas que ficariam bonitas na nossa zona de comando, iremos falar um pouco mais sobre as cartas que servem para compor nossos decks dentro das outras 99.


Entre todas as novas 274 cartas de Ikoria, separamos 8 que se destacaram por sua maleabilidade e capacidade de adentrar decks competitivos com eficiência.


Então começando essa lista iremos falar de uma das mais fortes cartas até agora.



Já faz um bom tempo que a cor branca precisa de uma ajudinha, e essa veio direto com o pé na porta pra se tornar uma staple essencial em diversos decks.


Diferente do que parece, nosso magistrado não é apenas uma exclusividade de decks focados em stax, e sim uma arma muito eficiente contra qualquer deck, fácil de baixar por ser uma 1W e que prejudica imensuravelmente o early game de decks mais proativos.


Uma carta completa que possui uma independência absurda, já que sozinha pode mudar o rumo de diversos jogos. Uma grande adição para o cEDH.


E seguindo essa ideia de criaturas com Power level acima do comum, tivemos uma carta que irá brilhar muito alem de apenas no commander, que é nosso já amado Artesao Demoniaco.



Birthing Pod com pernas e nas cores golgari. Não tem como uma carta assim ficar fora dessa lista.

 

Em alguns decks com uma proposta pouco mais lenta ou que interaja com cemitério assim como qualquer deck sultai, pode ir estudando uma possível inclusão do artesão demoníaco.


Simples e direto, ele nos dá acesso a combos, stax pieces e respostas para possíveis ações dos oponentes nos turnos seguintes.


Seu pior defeito é ter uma habilidade que pode apenas ser ativada como feitiço, mas mesmo assim continua como uma ótima opção para vários decks.


Depois de citar algumas criaturas, vamos as nossas primeiras e únicas a possuir a nova habilidade de mutação.



Ambas as duas criaturas estão aqui por serem fáceis de colocar em jogo, e com efeitos que tem impacto real em uma mesa, ao contrario da maior parte das outras que foram lançadas com essa mesma habilidade.


Lembrando novamente que essa lista tem como foco o commander multiplayer competitivo, e que o casual foi o maior beneficiado com essa coleção, mas que infelizmente trouxe poucas cartas para nosso nicho.


Nosso Gnu Caca-terra é um mini thrasios que exige que seja virado para ativação de seu efeito, porém com a vantagem de poder ser mutado sobre qualquer outra criatura em jogo, lhe concedendo suas habilidades.


Mesmo em decks onde o numero de criaturas é reduzido ainda temos a opção de mutar sobre o próprio comandante para lhe dar um efeito extra, o que pode ser muito bom em varias situações.


Já o nosso Drakkis do Saber serve como um backup muito bem colocado para as cores Izzet, trazendo para a mão do dono uma carta de mágica instantânea ou feitiço do cemitério por duas manas.


Mesmo a ideia de trocar duas cartas por uma parecendo ruim, ambas valem um teste e parecem ser promissoras.


E agora depois de falar sobre as criaturas, vamos falar também sobre outras cartas que trouxeram um pouco mais de força para cores que precisavam de atenção,
começando por dois dos melhores encantamentos de um ciclo de três cores que nos foi apresentado, sendo eles Cancao da Criacao e Redemoinho de Pensamentos.



Nosso encantamento Temur traz consigo um pacote perfeito para um all-in, permitindo um gás para finalizar o jogo através de um drop de terreno extra somado a um card advantage absurdo que quase não é afetado pelo seu contraponto, que seria descartar a mão ao fim do turno. Mas quem precisa descartar se ganharmos antes?


Um prato cheio para decks que precisam de alimentação depois de um tempo de jogo quando gastam todos os seus recursos.


Já o nosso encantamento Jeskai traz apenas o card advantage, oferecendo um draw para cada mágica que não seja criatura conjurada.

 

Novamente dizendo, um efeito que encaixa perfeitamente nas propostas dessas cores e que pode dar um gás muito eficiente em inúmeras situações de jogo.

 

E finalmente finalizando nossa lista de melhores cartas de Ikoria, temos duas mágicas que apesar de não tão poderosas quanto as que já falamos, podem ser boas opções genéricas em diversos decks, e agregam muito bem em pools mais baratas.


 

Essas duas cartas não poderiam ser mais simples e mais intuitivas, sendo elas uma cantrip verde e uma carta de draw que possuem limitações justas e que podem se encaixar bem em diversos decks, principalmente se falarmos de preço, que é o ponto forte da coleção.


Impulso Aventureiro peca em ser um feitiço, mas é uma carta genérica que não faz nenhum mal se colocada em builds mono Green. Já Mentes em Unissono é uma carta mais especifica, mas que merece um lugar ao sol pelo potencial de ser em sua maior parte do tempo um drop1 que gera card advantage.

 

Enfim meus queridos, por hoje é só, e espero que tenham gostado dessa pequena seleção de cartas dessa coleção que veio em peso para o commander!


Não se esqueçam que em nosso próximo artigo falaremos sobre as melhores cartas de commander 2020 e sua bagagem para o cEDH.


Você acha que alguma outra carta deveria ter entrado nessa lista? Ou acha que alguma carta não deveria fazer parte dela? Deixe nos comentários!


Agradeço a todos que comentam nos artigos, e apesar de não responder a todos, sempre os leio e levo em consideração.


Quer aprender mais sobre cEDH, conhecer novos jogadores, pedir auxilio em suas listas? Entrem no grupo cEDH Brasil no facebook, onde sempre estaremos de braços abertos para receber novos membros, tirar duvidas e criar malevolências com cartas quebradas!


Um grande abraço!


Por Jefferson Barbosa

Jefferson C Faria Barbosa ( D3AD)
Jefferson é entusiasta do formato cEdh
Redes Sociais: Facebook
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 31/07/2020 14:07

Mano tinha esse pensamento, hoje nosso playgorup se diverte muito mais do que quando jogavamos casualmente, ninguem tem old dual, e nem todos de featchs mais ainda sim, conseguimos jogar de igual pra igual com todos, na ultima vez que nos reunimos, os vencedores, foram quem tem os decks mais baratos, o CEDH está na mentalidade e não em ter todas as cartas stamples do formato.
Como eu disse sou novato ainda, mais não volto mais pro casual, abraço e tamo junto!

(Quote)
- 31/07/2020 14:04
Sou novo no formato, e apesar do pessoal ai ter falado mal, me ajudou muito o artigo com varias ideias, para meu deck que está "budget" no momento, por não ter todas as Stamples do formato, espero sempre por todos os artigos seus, continue fazendo esse ótimo trabalho, abraço e fique com Deus!
(Quote)
- 04/05/2020 19:12
Acredito eu que pra quem não tem acesso a uma base de mana completa, fica no forfun, que é meu caso, nem vale a pena se aventurar no CEDH
(Quote)
- 04/05/2020 14:59

Tudo bom brother? Boa tarde.

Então, no artigo eu deixei claro que são cartas opcionais pra quem nao tem acesso à uma base de mana completa.
Alem disso em um dos comentarios abaixo eu também deixei claro tudo o que foi apontado por um outro comentário, e que também responderiam essas questões.

(Quote)
- 04/05/2020 14:57

Exatamente, e ninguém precisa concordar com o que ele disse, mas você deve respeitar a opinião dos outros e não sair falando que ele: "só falou merda" ou que "está jogando cEDH ERRADíSSIMO", como se o cara fosse totalmente ignorante sobre o assunto e ele fosse O entendedor. O autor diz que as lands são uma opção para substituir LACUNAS, ou seja, para quem não possui a base de lands certa e não que elas são melhores que as lands atualmente usadas. Não concorda? Diga o porque e use argumentos, não tente ofender ninguém. Agora, em nenhum momento foi dito que as cartas eram para iniciantes e sim que o artigo tem como público alvo pessoas que não tem tanto conhecimento sobre o formato. E sim, players tóxicos existem em todos os jogos, é só olhar a diferença como você falou comigo e como ele falou com o autor do artigo.

Últimos artigos de Jefferson C Faria Barbosa
Melhores cartas de Commander Legends para cEDH!
No artigo de hoje vamos fazer um apanhado das cartas mais interessantes da coleção commander legends para o commander competitivo!
7.101 views
Melhores cartas de Commander Legends para cEDH!
No artigo de hoje vamos fazer um apanhado das cartas mais interessantes da coleção commander legends para o commander competitivo!
7.101 views
Há 8 dias — Por Jefferson C Faria Barbosa
O impacto da Jeweled Lotus no Commander!
Voce também já se perguntou isso?
10.500 views
O impacto da Jeweled Lotus no Commander!
Voce também já se perguntou isso?
10.500 views
Há 27 dias — Por Jefferson C Faria Barbosa
Construindo um cEDH Orzhov – parte 1
No artigo de hoje iremos aprender o conceito de Bottom > Up na prática, construindo um deck Orzhov!
5.584 views
Construindo um cEDH Orzhov – parte 1
No artigo de hoje iremos aprender o conceito de Bottom > Up na prática, construindo um deck Orzhov!
5.584 views
28/10/2020 10:05 — Por Jefferson C Faria Barbosa
Boros no cEDH: Winota Primer
No artigo de hoje finalizaremos o ciclo de artigos sobre as combinação boros com um primer acompanhado de uma entrevista com Gabriel Medeiros, seu criador!
10.008 views
Boros no cEDH: Winota Primer
No artigo de hoje finalizaremos o ciclo de artigos sobre as combinação boros com um primer acompanhado de uma entrevista com Gabriel Medeiros, seu criador!
10.008 views
15/10/2020 10:05 — Por Jefferson C Faria Barbosa
Vermelho é uma opção no cEDH! Pt2
No artigo anterior dissecamos a utilização do branco no commander, e hoje falaremos de outra cor que vem ganhando o mesmo espaço, o Vermelho!
4.422 views
Vermelho é uma opção no cEDH! Pt2
No artigo anterior dissecamos a utilização do branco no commander, e hoje falaremos de outra cor que vem ganhando o mesmo espaço, o Vermelho!
4.422 views
24/09/2020 10:05 — Por Jefferson C Faria Barbosa