Melhores cartas de THB para cEDH
No artigo de hoje faremos uma análise sobre as melhores cartas de Theros Além da Morte para o Commander competitivo!
Há 25 dias - 6.290 visualizações - 8 comentários

Fala pessoal, tudo certo?


Como todos sabemos, nesse mês de janeiro temos o lançamento da coleção “Theros, Além da Morte”, que traz de volta a temática do plano de Theros.


É inegável que a maioria dos jogadores estavam muito ansiosos para ver o que essa coleção nos traria, e agora que os spoilers acabaram, poderemos falar um pouco melhor sobre ela. Então sem mais delongas, vamos analisar as melhores cartas de Theros, Além da Morte para cEDH multiplayer!


 

Como de costume, nessa lista iremos usar alguns critérios, como usabilidade e eficiência em um ou mais decks.


Lembrando que estamos falando de cEDH multiplayer, algumas cartas que seriam mais eficientes para x1, ou EDH casual não serão mencionadas.


Começando por talvez a carta mais comentada pelo público do Commander no geral: Heliode, Coroa de Sol



Uma criatura encantamento 2W com indestrutível e que serve como one-card combo realmente é digno de um pouco de atenção.


É valido lembrar que branco não foi uma cor muito favorecida durante esses últimos anos de Magic, e quando algo legal é lançado, esperamos que seja no mínimo viável. Ainda não temos listas muito concisas com nosso amigo Heliode como comandante, mas esperamos ver logo algo se formando.


Para quem não conhece seu combo com Walking Ballista, vale a menção:



Pagando 1W para o custo do efeito ativo do deus branco, podemos dar Vinculo com a vida para a Walking Ballista, que retirando um marcador +1/+1 pode dar 1 de dano à criatura ou jogador alvo, ganhando um de vida e desencadeando o efeito do Heliode, Coroa de Sol que colocará outro marcador +1/+1 sobre a Balista, criando um loop de dano e ganho de vida.


Apesar de sensível, é um combo compacto que tem seu mérito.

 

Nossas próximas cartas dessa lista são dois dos Elder Giants que também foram muito comentados ultimamente. Ambos trazendo efeitos ETB que os fazem ser opções viáveis como comandantes mais acessíveis. Estamos falando de Croxa, Tita da Fome da Morte e Uro, Tita da Ira da Natureza.



Começando por Uro, temos em mãos um comandante Simic de CMC3 que entrando em jogo nos garante um Draw, 3 de vida e um terreno extra para o campo de batalha. Juntamente a esses efeitos temos um sacrifício embutido, que o devolve para a zona de comando sem precisar de outro sac na mesa.


Mesmo parecendo uma idéia viável uma build focada em Food Chain, suas cores criam uma situação um pouco frágil para uma lista toda dedicada a esse arquétipo como linha principal, por isso Uro se localiza muito bem com um outro arquétipo que tem sido menos comentado nos últimos tempos: IsoRev, que consiste basicamente na interação entre Reversao Dramatica e Cetro Isocrono para criar junto com as mana rocks do deck, um combo de mana infinita que permite inúmeros casts do comandante para comprar todo o deck.


Algumas listas que temos atualmente tentam unir IsoRev à Food Chain, e tem sido uma boa opção para quem quer testar o deck, porém a quantidade de deadslots ainda é um pequeno problema.



Agora falando de Croxa, Tita da Fome da Morte, temos novamente um comandante Rakdos que levanta discussões.


Após uma mudança nas regras dos efeitos de Xantcha, Agente Adormecida que a inviabilizou, tivemos o anúncio de Anje Falkenrath, que apesar de funcional em builds competitivas, carrega uma quantidade grotesca de dead slots.


Kroxa por sua vez, assim como seu amigo citado acima, carrega um efeito ETB que tira cartas das mãos dos oponentes e finaliza 3 de dano em quem não tiver mais cartas na mão. Também com um Sac embutido, Kroxa viabiliza combos de mana infinita, já que ela voltará a zona de comando sempre que conjurada de lá, possibilitando uma vitória com base em seu efeito.


Apesar de ser uma comandante nova, as listas Rakdos ainda sofrem com a falta de opções de combo, e assim como nossas outras duas comandantes da cor que citamos acima, Kroxa também se beneficia da main line de Dragao Engole-Mundos e Reviver Cadaver.


Obviamente que temos outros combos possíveis para ela, porém como essa lista é só para analisarmos os novos comandantes, vamos nos ater ao superficial.


 

Continuando a nossa Lista, fomos surpreendidos por uma carta que inclusive faz parte das listas de Kroxa e provavelmente muitas das outras listas com vermelho: Ruptura do Submundo.



 

Todos nós jogadores de Magic conhecemos o poder de cartas como Determinacao de Yawgmoth, que nos permite conjurar mágicas de nosso cemitério, mesmo que pagando seus custos de mana. Assim como todos nós também sabemos o poder de cartas com efeitos de Flashback, como Retorno Aterrorizante e Pilhagem Infiel.


Então podemos dispensar comentários sobre Ruptura do Submundo, que permite que conjuremos cartas do nosso cemitério pagando seu custo de mana e exilando outras 3 cartas do nosso cemitério. Esse downgrade logo é recompensado pelo fato de que a carta conjurada não é exilada após a resolução, o que nos permite interações como Diamante Olho de Leao + Wheel of Fortune, dentre outras.


No geral, Ruptura do Submundo é uma carta com um enorme potencial, e possivelmente uma nova Staple vermelha.

 

Dando sequência, vamos falar sobre uma criatura que surpreende pela quantidade de efeitos que são relevantes em apenas uma carta. Assim como Profeta de Crufix que é uma junção de cartas com grandes efeitos, agora temos também Driade do Bosque Ilisiano, que mistura de Exploracao e Agouro Prismatico.



Apesar de ainda não ser uma carta já posicionada no meta, podemos especular seu lugar em alguns decks como Tatyova, Druida Bentica, que se beneficia de land drops.


Mas como nem tudo são flores, temos que levar em consideração que além de ser uma criatura, Driade do bosque ilisiano é também um encantamento, o que a deixa ainda mais vulnerável a remoções pontuais.

 

Nossas duas próximas cartas dessa lista fazem papéis parecidos como Grave Hates, que são nada mais nada menos do que cartas que utilizamos para prevenir ou responder interações vindas dos cemitérios. Estamos falando de Lanterna Guia-almas e Agarrar-se ao Po.



Assim como nós todos já sabemos, num jogo multiplayer a capacidade de jogar de forma responsiva é algo essencial em qualquer situação, já que em uma mesa com 4 jogadores estamos propensos à qualquer momento ter a infelicidade de perder para um Reanimate bem colocado, por exemplo. Por esse e outros motivos é de extrema importância a existência de cartas que nos auxiliem contra esse tipo de interação.


Algumas dessas cartas são bastante utilizadas e conhecidas no meio do Commander, como Descanse em Paz  e Cripta de Tormod justamente por fazerem esse papel, e com a chegada de TBD tivemos duas outras cartas que merecem seu lugar ao sol nessa lista pela versatilidade:

 

- Ambas são fontes de Draw
- Ambas custam 1 mana
- Ambas podem ser utilizadas em diferentes listas.


Por esses e mais fatores podemos considerar vê-las em jogo com certa facilidade.

 

Ainda dentro da proposta de cartas que interagem diretamente com seus oponentes, não podemos deixar de falar sobre a irmã mais velha da já conhecida Tempestade Atordoante, que é staple do nosso tão querido formato.


Negacao Vorticosa é um exemplo de carta simples, eficiente e que faz exatamente o que um jogador de cEDH espera.



Apesar de seu custo de mana (2U), esse counter se bem utilizado pode ser uma arma poderosíssima dentro de um confronto dentro de uma mesa mais otimizada.


Não é incomum vermos pilhas com mais de 5 mágicas quando alguém está próximo da vitória, e Negacao Vorticosa não só resolve 1 problema, como pode resolver todos os 5 de uma só vez.


Mesmo que essa carta não dê as caras em muitos decks, espero muito vê-la em listas Tier 2, assim como em listas budget.

 

Já chegando ao final dessa lista, uma das criaturas que mais me agradou em toda essa coleção foi Hipocampo da Arrebentacao.


Seu efeito parece simples a primeira vista, mas pode ser uma grande aposta para vários tipos diferentes de builds.



Servindo como uma fonte de draw extra, nosso hipocampo garante que iremos repor nossos recursos gastos da mão no turno de nossos oponentes, e ainda oferece um draw no seu próprio turno.


A capacidade de oferecer card advantage após uma counter ou uma cantrip pode ser extremamente útil e relevante em diversas situações, gerando um controle muito mais eficaz sem “perder o gás”.


Certamente esse hipocampo será uma carta a se considerar em alguns bons decks.

 

Por último e não menos importante, a causadora de diversas discussões, que quase nos trouxe uma banlist por conta de seu impacto no commander competitivo: Oraculo de Tassa.



Quem acompanha nossos artigos já deve ter ouvido falar bastante sobre essa criatura que foi citada em nossa ultima discussão, e que você pode conferir aqui, onde explicamos seu impacto dentro de linhas de hulk que possibilitaram a criação da até então mais enxuta linha de todas, chamada Fish Hulk, ou Sushi Hulk.


Basicamente seu ponto alto está no fato de ser uma win condition que não precisa estar em campo durante a resolução de seus efeitos, como seus antecessores –
Maniaco do Laboratorio e Jace, Manipulador de Misterios – já que ao contrário deles, nossa oráculo desencadeia seu efeito entrando no campo de batalha, o que a torna menos suscetível a remoções.

 

  • Menções Honrosas


É claro que dentro de 254 cartas, algumas outras além dessa lista também podem ser úteis e complementar novos decks, porém atualmente mesmo as considerando como cartas fortes, ainda não tem um lugar definido dentro do formato. Essas cartas definitivamente merecem menções honrosas, sejam elas por fazerem algum papel de importância para o competitivo ou decks pouco mais otimizados.


 

Por hoje é só pessoal, espero que tenham gostado desse nosso artigo sobre a primeira coleção de 2020 que já chegou dando o que falar!


Você acha que alguma outra carta deveria ter entrado nessa lista? Ou acha que alguma carta não deveria fazer parte dela? Deixe nos comentários!


Agradeço a todos que comentam nos artigos, e apesar de não responder a todos, sempre os leio e levo em consideração.


Quer aprender mais sobre cEDH, conhecer novos jogadores, pedir auxilio em suas listas? Entrem no grupo cEDH Brasil no facebook, onde sempre estaremos de braços abertos para receber novos membros, tirar duvidas e criar malevolências com cartas quebradas!


Um grande abraço!


Por Jefferson Barbosa

Jefferson C Faria Barbosa ( D3AD)
Jefferson é entusiasta do formato cEdh
Redes Sociais: Facebook
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 28/01/2020 02:42
Falaram do heliode mas o ancestral flor-de-nyx nem nas menções honrosas
(Quote)
- 23/01/2020 00:20

Gatherer
"23/08/2019 - In a multiplayer game, if Xantcha’s owner leaves the game, Xantcha leaves the game with them. If Xantcha’s controller leaves the game, Xantcha is exiled. This is a change from previous rulings due to Xantcha’s updated wording."

(Quote)
- 22/01/2020 23:27

Ah bem, e como talvez não seja tão claro o que muda, antes vc só precisava da mana infinita do engole mundos e fazia tudo em instant speed, agora ela e qualquer outro comandante similar funciona em sorcery speed e precisa evitar o empate (ter outro bicho no grave etc). Aí é melhor ter uk commander que pode te ajudar ao longo do jogo, como o kroxa, que é sorcery speed tbm.

(Quote)
- 22/01/2020 23:22

A xantcha voltava pro campo do dono dela em vez de ser exilada (e voltar pra zona de comando)

(Quote)
- 22/01/2020 23:05
Me ajuda que ainda não entendi 100%.
O combo do engole mundos+ animate dead eu sei como é.
No gatherer tem a seguinte observação: "In a multiplayer game, if Xantcha’s owner leaves the game, Xantcha leaves the game with them. If Xantcha’s controller leaves the game, Xantcha is exiled. This is a change from previous rulings due to Xantcha’s updated wording."
E antes não era assim?????
O que acontecia quando você matava o primeiro Player?
Últimos artigos de Jefferson C Faria Barbosa
Iniciando no cEDH com um Mono Blue
No artigo de hoje iremos fazer uma sugestão de deck para quem quer começar no formato com um deck mono colorido,
7.512 views
Iniciando no cEDH com um Mono Blue
No artigo de hoje iremos fazer uma sugestão de deck para quem quer começar no formato com um deck mono colorido,
7.512 views
Há 10 dias — Por Jefferson C Faria Barbosa
Tassa’s Oracle & Banlist cEDH
No artigo de hoje iremos entender a influência do Oráculo de Tassa na banlist que está por vir
14.942 views
Tassa’s Oracle & Banlist cEDH
No artigo de hoje iremos entender a influência do Oráculo de Tassa na banlist que está por vir
14.942 views
Há 30 dias — Por Jefferson C Faria Barbosa
Pilhas de Hulk no cEDH pt1
Que tal entendermos melhor sobre as diferentes pilhas de hulk do commander competitivo?
5.703 views
Pilhas de Hulk no cEDH pt1
Que tal entendermos melhor sobre as diferentes pilhas de hulk do commander competitivo?
5.703 views
08/01/2020 10:05 — Por Jefferson C Faria Barbosa
Retrospectiva cEDH
No artigo de hoje faremos uma retrospectiva para relembrar as melhores cartas do ano para cEDH
8.271 views
Retrospectiva cEDH
No artigo de hoje faremos uma retrospectiva para relembrar as melhores cartas do ano para cEDH
8.271 views
27/12/2019 18:05 — Por Jefferson C Faria Barbosa
Primeiro Fractius Primer cEDH
Hoje trouxemos para vocês mais um primer, e dessa vez para completar o artigo anterior sobre food chain, nosso protagonista: The First Sliver
5.747 views
Primeiro Fractius Primer cEDH
Hoje trouxemos para vocês mais um primer, e dessa vez para completar o artigo anterior sobre food chain, nosso protagonista: The First Sliver
5.747 views
12/12/2019 10:05 — Por Jefferson C Faria Barbosa