Load or Cast
A Hora do Pauper – E o que vem depois do Inverno?
Como o formato irá se recuperar de mais um banimento? Vejam as nossas apostas para a próxima estação
31/10/2019 18:05 - 10.459 visualizações - 24 comentários
Load or Cast

E aí pessoal, tudo bem? Aqui quem vos escreve é o Heli e hoje vamos falar um pouco mais sobre o impacto do banimento do Astrolabio de Arcum e o como o metagame deve se adaptar a esse novo cenário.


No dia 21/10 a WoTC resolveu, mais uma vez, banir uma carta do Pauper, causando mais uma mudança drástica no formato. Menos de seis meses se passaram desde a Blue Monday e novamente o formato precisa se reinventar, trazendo uma certa apreensão aos jogadores, já que, claramente, ainda não foi estabelecido um padrão de poder entre as cartas comuns. Durante um pouco mais de quatro meses, desde o lançamento de Modern Horizons, o formato foi se adaptando e utilizando as cartas desta edição, que deveria ajudar fornecendo um power level maior do que as opções que vem sendo lançadas no Standard. Porém, esse foi um dos motivos que levou ao banimento do Astrolábio, pois ele fornecia uma possibilidade até então carente no formato: melhoria na base de mana. No mês passado escrevi um artigo falando sobre a base de mana do formato (que pode ser lido aqui) e as consequências inevitáveis de ter tão poucas opções, principalmente quando se fala em corrigir as cores do seu deck.


No artigo, Ian Duke procura nos mostrar que várias builds similares estão aparecendo, procurando se aproveitar da mecânica do Astrolábio, criando um ambiente que buscava a melhor lista com o artefato, sendo que decks como Jeskai e o Boros acabaram sendo as melhores opções, principalmente pelo uso da Miniavalanche, por ser uma remoção barata e muito eficiente. Versões destes decks chegaram a quase 20% do metagame com uma taxa de vitórias próximo a 55%. Ele ainda diz que o Astrolábio altera a dinâmica da base de mana do formato, facilitando jogar com mais cores além de poder
aproveitar do card advantage quase de graça, principalmente por contar com cartas como Pescador Celeste Kor, Mago das Quinquilharias e Efemerar. Porém a frase que eu quero destacar é a seguinte: “Devido ao conjunto de cartas do Pauper, bases confiáveis de mana multicoloridas têm sido historicamente um desafio para muitos decks”.


Essa frase simples nos diz muito da visão da WoTC sobre o formato, pois ela tem consciência do problema que temos na base de mana e mais do que isso, ela sabe quais cartas afetam essa dinâmica, podendo influenciar diretamente em quais decks se beneficiarão em qualquer mudança. É importante entendermos que a empresa possui a conhecimento do maior problema do formato, pois as decisões de banimento tem se mostrado apenas baseada em números e não em prol de otimizar ou agregar uma melhor jogabilidade. Efemerar se mostrou uma carta fora da curva, mas acabou sendo mantida no mesmo com tanta especulação da comunidade e, sinceramente fiquei surpreso com essa decisão, pois mesmo que o Astrolábio esteja jogando em muitos mais decks, são os decks com ela que estão com números bem maiores que a média. Na época do UB Delver, das dez mais cartas mais jogadas do formato, nove eram azuis e a décima era Explosão de Chamas, mostrando claramente a cor predominante na época, porém essa situação estava completamente diferente no cenário atual.


Dito isso, acho que o Astrolábio poderia ser banido, mas temos um retrocesso enorme na evolução do formato, voltando um ano nesse processo, mesmo com mais cartas adicionadas e o sancionamento. Eu recentemente estava dizendo que o artefato era a correção da base de mana que o formato suportava, mas a WoTC não pensou da mesma forma e está guiando o formato à um caminho que a comunidade ainda não descobriu. É claro que precisamos de uma equipe mínima, capaz de influenciar nas decisões que afetem o metagame e, principalmente, que possa opinar na elaboração de novas cartas.

 

O que me preocupa é ainda não termos um direcionamento para o formato, tendo um aumento ou diminuição do seu power level, pois é com essa diretriz é que ele será desenvolvido, agregando mais jogadores e se estabilizando. Eu acredito o quanto seja complexo criar coleções e produtos pensando no Pauper, pois ele afeta toda a dinâmica do limitado, restringindo boa parte dos reprints a produtos de outros formatos.


Bom, acho que, novamente, devemos dar tempo a WoTC e ao formato para que as coisas se estabilizem e possamos entender o que vem a seguir. Porém, o formato continua e pensando em cenário competitivo, temos etapas do LATAM acontecendo e o Nacional no início de Dezembro, o que nos dá apenas um mês de análise e preparação. Com o banimento do Astrolábio o formato irá desacelerar, voltando a confiar em mecânicas sólidas como Monarca e sinergias entre Bruxuleio Fantasmagorico / Efemerar e Arqueomante / Barreira Mnemonica. Vejo também a possibilidade do retorno de decks com Investigador de Segredos, já que as versões de Tron devem subir em popularidade, devido ao aumento dos midranges como Boros Monarca, BW Pestilência e UB Alchemy. Sem mais delongas, vamos dar uma olhada em quatro listas que acredito serem seguras nesta retomada do formato:


Boros Monarca pós AA
7040 visualizações
26/10/2019
R$ 177,84
R$ 417,81
R$ 1.653,64
7040 visualizações
26/10/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (16)
4  Falcão Cintilante 1,78
3  Inspetor de Thraben 1,75
4  Pescador Celeste Kor  0,25
1  Guardião do Pacto das Guildas  2,79
3  Palace Sentinels  2,79
1  Custodi Squire  1,00
Mágicas (13)
4  Explosão Galvânica 1,80
1  Pilhagem Infiel 1,30
4  Raio 7,83
2  Cordões Prismáticos  3,99
2  Guinchado de Guerra   1,20
Artefatos (7)
3  Frasco do Alquimista 0,30
4  Prisma Profético 0,15
Encantamentos (3)
2  Jornada a Lugar Nenhum  4,30
1  Anel do Esquecimento  0,30
Terrenos (21)
1  Caverna Esquecida0,20
3  Covil Antigo4,99
1  Estepe Remota0,10
1  Fonte Radiante0,74
3  Grande Fornalha1,99
2  Guarnição Boros0,35
2  Montanha0,00
2  Pântano de Bojuka6,00
4  Penhasco Marcado pelo Vento0,09
2  Planície0,00
60 cards total

Sideboard (15)
2  Eletrotruque 0,89
4  Explosão de Chamas 7,98
1  Relíquia de Progenitus 10,00
1  Xamã dos Gorilas 2,89
2  Missionário Solitário  0,20
2  Portador do Estandarte  3,99
1  Raio da Revelação  0,15
1  Rancor Antigo  0,20
1  Violando os Túmulos  1,35


Joguei com uma lista muito parecida com essa no CLM11 e acredito ser uma aposta segura, sendo possível algumas adaptações ao seu metagame local. Palace Sentinels volta a ser muito relevante, ajudando a fornecer o card advantage que o deck precisa, pois normalmente consegue vitórias pelo coletivo de suas criaturas com evasão, aliado ao dano causado diretamente ao seu oponente com Raio e Explosao Galvanica. Essa versão volta a necessitar dos terrenos virados como o Penhasco Marcado pelo Vento e a Guarnicao Boros, mas que são suficiente para manter o deck funcional, mesmo com a perda da velocidade fornecida pelos terrenos nevados. No sideboard, temos algumas boas opções, mas que devem aliadas a como o formato irá se desenvolver, mas como apostas seguras temos: Missionario Solitario, Eletrotruque, Explosao de Chamas, Reliquia de Progenitus e Violando os Tumulos . Os hates específicos deverão ser presentes como Xama dos Gorilas e Raio da Revelacao, mas eles precisarão de um tempo para ter suas quantidades balanceadas.


Tron - pós AA by Entropy263
7036 visualizações
26/10/2019
R$ 213,67
R$ 477,49
R$ 1.665,44
7036 visualizações
26/10/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (11)
2  Oráculo do Portão Marinho  0,25
3  Barreira Mnemônica  0,07
4  Vaga-Pensador  3,99
2  Horror de Dinrova   0,13
Mágicas (15)
1  Delir 0,25
1  Efemerar 0,56
3  Impulso  0,25
2  Paz Momentânea  6,00
1  Proibir - Impedir  0,09
1  Resistir à Tempestade  0,24
1  Alquimia Proibida  0,09
2  Bruxuleio Fantasmagórico  0,89
1  Pulsação de Murasa  0,10
2  Ensinamentos Místicos  0,35
Artefatos (12)
4  Mapa da Expedição 18,99
4  Prisma Profético 0,15
4  Sinete Simic 0,90
Terrenos (22)
2  Caverna da Tentação0,15
2  Ilha Remota0,48
5  Ilha da Neve3,30
1  Lodaçal Mortuário0,22
4  Mina de Urza3,00
4  Torre de Urza4,99
4  Usina de Urza4,00
60 cards total

Sideboard (15)
2  Delir 0,25
1  Eletrotruque 0,89
3  Explosão Elemental do Azul 0,66
3  Explosão Elemental do Vermelho 2,59
2  Paz Momentânea  6,00
1  Rancor Antigo  0,20
1  Resistir à Tempestade  0,24
2  Dignitário Corno-de-Pedra  5,25


Tron foi um deck que se beneficiou muito com o lançamento do Astrolabio de Arcum, simplificando sua base de mana, sendo possível jogar alguns turnos iniciais sem fechar seu kit de Urza, além da diminuição da quantidade total de terrenos. Essa lista foi uma das últimas testadas pelo Birbman logo após o lançamento de Modern Horizons que não incluíam nem o Astrolábio nem Efemerar e já foi testada nos últimos dias no MTGO, tendo bons resultados. Claramente temos uma desaceleração na base de mana, que talvez seja compensada por sua utilidade, porém a maior perda fica em sua correção de cores, que agora depende do Sinete Simic para ajudar na geração de mana colorida. Efemerar continua sendo muito útil devido a todas criaturas do deck terem habilidades com ETB, mas com a desaceleração do formato, podemos usar apenas uma cópia, sendo complementado pelo Bruxuleio Fantasmagorico. Considerando que teremos menos decks agressivos pela frente, a diminuição de mágicas com efeito de Fog se tornam evidentes, prezando pela consistência do deck, voltando com uso de Alquimia Proibida e Impulso para facilitar essa busca. O sideboard do Tron sempre se mostrou muito versátil sendo possível agregar cartas de todas cores, porém acho necessário manter o pacote de anulações com Explosao Elemental do Azul, Explosao Elemental do Vermelho e Delir , além de hates e mais efeitos de fog como o Dignitario Corno-de-Pedra.

 

MBC - pós AA
7010 visualizações
26/10/2019
R$ 107,91
R$ 264,92
R$ 1.334,20
7010 visualizações
26/10/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (20)
3  Cuombajj Witches  1,99
4  Raivoso Phyrexiano  0,01
4  Ratos Chiadores   1,99
2  Ratos da Cripta  1,05
2  Thorn of the Black Rose  4,99
4  Mercador Cinzento de Asfódelos   0,75
1  Pescador Grumag  0,89
Mágicas (16)
2  Desenterrar 0,70
2  Desfigurar 0,20
4  Macular 0,56
4  Édito de Chainer  10,34
4  Assinar com Sangue  0,25
Encantamentos (1)
1  Pestilência   0,32
Terrenos (23)
2  Casebre da Bruxa0,17
2  Charneca Estéril0,15
17  Pântano0,00
2  Pântano de Bojuka6,00
60 cards total

Sideboard (15)
3  Coagir 0,05
2  Magibomba Niilista 0,50
4  Retorcer a Mente  0,25
3  Areias Asfixiantes   2,49
1  Thorn of the Black Rose  4,99
2  Shinobi do Bando de Okiba   2,00


Outra opção segura, o Monoblack se mostra resiliente para encarar todos esses midrange, possuindo várias remoções e disrupts que podemo atrapalhar o jogo do seu oponente. Por ser um deck que lida muito bem com criaturas, consegue ajudar a reduzir a presença de aggros como Stompy e RDW, mas é outro deck a sofrer nas mãos do Tron. Por não conseguir impor um clock contra seus adversários, cartas como Ratos da Cripta e o Mercador Cinzento de Asfodelos se tornam formas de vencer jogo, principalmente se conseguir manter a monarquia vinda do Thorn of the Black Rose . Outro destaque é o Casebre da Bruxa, que se mostrou muito útil ao poder voltar criaturas do cemitério, podendo gerar um card advantage muito necessário em decks como o MBC. No sideboard, os descartes são essenciais, além do eficiente Areias Asfixiantes que, além quebrar o kit de Urza, é sempre útil para quebrar as bouncelands dos seus oponentes.


UR Skred - pós AA
6968 visualizações
26/10/2019
R$ 304,67
R$ 620,66
R$ 8.767,76
6968 visualizações
26/10/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (16)
4  Fada Marota 0,10
4  Áugure de Nicol Bolas  0,25
4  Sílfide Magioclasta  8,90
4  Ninja das Horas Tardias  2,49
Mágicas (25)
4  Miniavalanche 11,90
4  Ponderar 6,75
3  Preordenar 13,00
2  Raio 7,83
4  Tempestade Cerebral 2,25
4  Conhecimento Acumulado  0,25
4  Contramágica  1,99
Artefatos (1)
1  Manto das Marés 0,05
Terrenos (18)
2  Desolação Fumegante3,98
10  Ilha da Neve3,30
2  Montanha da Neve1,50
4  Terras em Desenvolvimento0,05
60 cards total

Sideboard (15)
1  Eletrotruque 0,89
3  Explosão Hídrica 1,99
3  Explosão de Chamas 7,98
4  Investigador de Segredos 3,00
2  Relíquia de Progenitus 10,00
1  Geist da Tempestade   0,80
1  Redemoinho de Areia  2,68


E olha quem está de volta! UR Skred é um deck bem provável que volte ao cenário competitivo, principalmente por ser o antecessor do Jeskai atual. A base de fadas do deck continua sendo relevante, fornecendo muita evasão para tirar proveito do Ninja das Horas Tardias, além das cantrips e remoções. Manto das Mares e Santuario Mistico são adições de Trono de Eldraine que podem ajudar muito o deck, já que ele normalmente compra mais que uma carta por turno e necessita muito de geração de valor, vinda deste terreno (que sendo uma ilha não atrapalha ao conjurar o Golem Espiralado). No sideboard, temos um plano transformativo, com um playset de Investigador de Segredos, visando pegar decks control muito lentos como Tron e UB, além de outras anulações e hates específicos. Em geral, continua sendo um deck bem forte, com uma linha de jogo que se
adapta muito bem a esse recomeço do formato.


Ainda espero ver versões de Monoblue com Manto das Mares e Elfos com Caminho Tortuoso, pois me parecem decks que podem sobrepor a vantagem de cartas desses midranges com velocidade. O formato ainda precisará de algum tempo para se estabilizar, pois ainda não houve campeonatos após o banimento nem listas dos 5-0 no MTGO devido ao banimento ter sido efetivado no dia 24/10.


Bom galera, vou ficando por aqui e espero que tenham gostado da análise. Um abraço a todos e até mais!

Heli Mateus ( helimateus)
Heli Mateus conheceu o Magic em 1998, mas começou a jogar em 2015 quando conheceu o
formato Pauper. Hoje é entusiasta do formato e produtor de conteúdo, principalmente como
podcaster sendo host do PauperView e cohost do RakdosCast.
Redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 04/11/2019 17:53

Opa! vamos lá...AA não é a única carta que corrige mana, porém é de longe a mais eficiente. a questão não é a falta de opções e sim q o Mana Cylix e o Compass só fazem isso diminuindo a velocidade e potencial dos decks... o Pauper precisa de lands para correção da base de mana, porém o AA com seu card advantage conseguia fornecia as duas coisas. Veja q as duas cartas q vc citou podem ser usadas sim, mas hj não temos um deck em q elas sejam boas o suficiente para se equipararem ao AA.

(Quote)
- 04/11/2019 17:00

Sim, exatamente! Houve um retrocesso...banir Ephemerate ao invés de AA poderia trazer um formato bem diferente do que tínhamos, uma evolução.

(Quote)
- 04/11/2019 16:54

Entendo sua frustração e compartilho da sua visão sobre banimentos. Como eu sempre digo, o formato precisa de mais cartas e não de menos. Realmente me preocupa essa visão da WotC em relação ao power level e evolução do formato.

(Quote)
- 04/11/2019 16:44

Espero que não! rs! Não vejo motivos para banimento do Mulldrifter...no caso de Ephemerate, ela quem deveria ter sido banida no lugar de AA, por achar que ela é sim uma carta OP.

(Quote)
- 04/11/2019 16:42

o fato de dar o draw complementava a correção de cor..e sim, era o que fazia do AA uma carta acima da curva. A questão é não temos correções eficientes... essas cartas deixarão deck mto lentos, sendo ainda mais predados pelos midranges e Tron...esse é problema dessa correções 1 pra 1.

Últimos artigos de Heli Mateus
Hora do Pauper - Mono Black Control
O deck mais querido dos brasileiros volta a fazer resultado e se posicionar bem no atual metagame.
2.345 views
Hora do Pauper - Mono Black Control
O deck mais querido dos brasileiros volta a fazer resultado e se posicionar bem no atual metagame.
2.345 views
Há 7 horas — Por Heli Mateus
Hora do Pauper – Cycling Storm
O combo de Cycling volta ao Pauper com as novas adições de Ikoria.
5.975 views
Hora do Pauper – Cycling Storm
O combo de Cycling volta ao Pauper com as novas adições de Ikoria.
5.975 views
Há 15 dias — Por Heli Mateus
A Hora do Pauper – Destaques de Ikoria para o Pauper
Vejamos o que Ikoria trouxe de certezas e possibilidades para o formato.
5.864 views
A Hora do Pauper – Destaques de Ikoria para o Pauper
Vejamos o que Ikoria trouxe de certezas e possibilidades para o formato.
5.864 views
Há 29 dias — Por Heli Mateus
A Hora do Pauper - 8 listas Pauper para o MTGO
Trago oito listas Pauper para você se aventurar no MTGO sem gastar muito
10.471 views
A Hora do Pauper - 8 listas Pauper para o MTGO
Trago oito listas Pauper para você se aventurar no MTGO sem gastar muito
10.471 views
15/04/2020 18:05 — Por Heli Mateus
A Hora do Pauper - O Pauper consegue se autorregular?
Entendendo como o formato está se estabilizando após a predominância do Tron.
4.722 views
A Hora do Pauper - O Pauper consegue se autorregular?
Entendendo como o formato está se estabilizando após a predominância do Tron.
4.722 views
25/03/2020 10:05 — Por Heli Mateus