Deck Modern da semana: Bogles
07/05/2019 18:05 - 13,663 visualizações - 40 comentários

Bem vindos a mais um Deck Modern da semana, o deck escolhido para essa foi o: Bogles, deck que estava muito bem posicionado na MagicFest em São Paulo devido à grande quantidade de deck de Humanos, Bogles que é um dos predadores do Humans no formato. E a lista que eu escolhi para jogar foi exatamente retirada do MagicFest, escolhi a lista que levou o jogador Sergio Ferry ao Top8 do evento, segue a lista:

Bogles
9730 visualizações
07/05/2019
R$ 1.872,66
R$ 2.738,61
R$ 6.738,11
9730 visualizações
07/05/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (14)
1  Arvoredo Dríade40,00
4  Batedor Cobre-clareira 0,39
4  Bogle Escorregadio 4,75
1  Vínculo Espiritual 0,49
4  Dançarina dos Espíritos Kor  8,05
Mágicas (7)
4  Caminho para o Exílio 21,34
1  Dízimo de Mana 2,50
1  Abrir o Arsenal  1,50
1  Comando de Dromoka  3,00
Encantamentos (20)
4  Armadura Etérea 1,66
1  Dádiva do Grifino 0,13
4  Rancor 3,00
4  Sombra de Aranha 0,47
1  Sombra de Hiena 1,19
4  Auréola Matutina  12,25
2  Manto Espiritual  5,00
Terrenos (19)
4  Bosque das Margens Cortantes30,99
2  Contraforte Arborizado90,00
4  Copas do Horizonte195,00
1  Floresta0,00
2  Jardim do Templo22,90
2  Planície0,00
4  Urzal Ventoso44,90
60 cards total

Sideboard (15)
2  Descanse em Paz  24,99
2  Esfera Amortecedora 5,36
3  Gaddock Teeg  27,95
2  Selo do Primórdio  0,15
2  Silêncio Pétreo  22,00
4  Linha de Força da Santidade   27,00
 

Além de Sergio Ferry por muito pouco não tivemos outro jogador de Bogles no Top8, o que seria impressionante se consideramos a baixa quantidade de pessoas com esse deck comparada a outros decks. Bogles é um dos melhores decks de game 1 do formato, é um deck fácil de jogar a partir do momento que você entende como utilizar o recurso do mulligan com esse deck e para explicar como funciona eu criei um simples guia de mulligan:


Mãos de 7 cartas:

Fique com todas as mãos que tenham pelo menos 1 criatura, 1 aura e no máximo 4 terrenos, utiliza o mulligan em praticamente qualquer outra mão.

Mãos de 6 cartas:

Fique com todas as mãos que tenham pelo menos 1 criatura, 1 auro e no máximo 3 terrenos;
Fique com a mão caso você tenha fetchland e auras de aumentar o poder/resistência caso o seu oponente esteja com um deck com poucas remoções;
Mulligue praticamente qualquer outra mão.

Mãos de 5 cartas:

Fique com qualquer mão com terreno e criatura;
Fique com qualquer mão que possa buscar um Dryad Arbor e tenha algum totem armor;
Mulligue qualquer outra mão.
 


Passando da fase do mulligan, você deve tomar alguns cuidados durante os jogos, entre eles:

*Tomar cuidado com Blood Moon;
*Sempre que possível deixar uma fetch land em pé para se defender de Liliana of the Veil;
*Cuidado para não tomar 2 por 1 ao descer um Daybreak Coronet, principalmente se o seu oponente estiver de The Rock, deck que tem acesso a Abrupt Decay e Trofeu do Assassino;
*Quando enfrentar decks com Thing in the Ice sempre que possível mantenha o Path to Exile disponível para essa carta, é muito importante respeitar essa carta, pois mesmo no turno 3 do jogo ela pode se transformar e acabar com você.

 




 

O Sideboard do Bogles é algo bem pontual e efetivo, pois este é um deck bem linear e sua estratégia inicial não deve ser alterada, você tem acessos a algumas das melhores opções no Modern no sideboard, como Stony Silence e Rest in Peace, no entando fica o alerta mais uma vez, eu não trocaria mais do que quatro cartas na hora de utilizar o sideboard contra nenhum deck do formato, menos é mais!



 

Avaliação do deck em yes, lembrando que as notas são de 1 a 5:


Consitência:yesyes
Facilidade:yesyesyesyes
Free Wins:yesyesyes
Diversão:yesyesyesyesyes
Resiliência:yes



É isso ae galera e lembre-se: "Os Bogles são muito saboros se você conseguir tirar a sua pele. O problema é conseguir aproximar a sua espada deles."

Deixo vocês com a gameplay que eu gravei com esse deck, até semana que vem!

 

 

TAGS: 

LigaMagic App



Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

Salomao_Jr (15/05/2019 17:49:18)

Eu só naõ consigo entender (e nunca entendi) a necessidade de Gaddock Teeg no side. Eu vejo todos os decklists na internet e todos usam 3 dele. Eu mesmo tenho no meu side (nesse caso apenas 2) e NUNCA usei. Estou lendo aqui os comentários e achei muito mais útil substituí-lo por Intervenção Heroica (inclusive estou me perguntando como nunca pensei nisso antes!!!). Alguém pode me explicar a importância do Gaddock nesse deck?? Realmente deve ter algo q não estou conseguindo ver. Vlw!

Salomao_Jr (15/05/2019 17:39:24)

Eu só naõ consigo entender (e nunca entendi) a necessidade de Gaddock Teeg no side. Eu vejo todos os decklists na internet e todos usam 3 dele. Eu mesmo tenho no meu side (nesse caso apenas 2) e NUNCA usei. Estou lendo aqui os comentários e achei muito mais útil substituí-lo por Intervenção Heroica (inclusive estou me perguntando como nunca pensei nisso antes!!!). Alguém pode me explicar a importância do Gaddock nesse deck?? Realmente deve ter algo q não estou conseguindo ver. Vlw!

fole_loc (15/05/2019 17:34:57)

Gaddock tem uma importância altíssima. Segura Explosivos Fabricados, Cálice, Karn&Ugin (Tron), Ad Nausean, Conflagrate (Dredge), Gifts Ungiven/Past in Flames/Repeal (Storm), Collected Company, All is Dust, Wrath of God, Settle the Wreckage, Scapeshift (Valakut), Cryptic Command (UW Control), Chord of Calling, Whir of Invention (Lantern)... e muitas, muitas outras peças de combos.

Se vc nunca colocou Gaddock pra dentro... seu meta só pode ser muito restrito. Internveção Heróica pode, sim, ser bem útil... mas vai ser difícil colocar uma quantidade suficiente pra segurar as várias destruições em massa. Os decks atualmente tão jogando com 4x Blast Zone e ainda, junto, cópias de Explosivos Fabricados. Intervenção vai ter obrigar a ficar segurando uma instant na mão, sem uso, até um momento específico, além de segurar sua base de mana, deixando 2 abertas sempre, já que Blast Zone entra com 1 marcador e pode explodir tudo de CMC 1 assim que entra. Acredito que vai ser difícil manter o deck rodando e contingenciar mana pra jogar Intervenção Heróica no momento necessário. Isso pode acabar sugando a força e o clock do deck. Talvez a melhor resposta, hoje, seja Solemnity. É um encantamento... baixou, ele segura todas as destruições pra frente. As umbras dão uma ajuda ate o encantamento chegar. Vale a pena subir o número de Hyena Umbra. Ademais, interage com Ethereal Armor e segura uma dezena de outros artefatos, criaturas e peças de combo.

Salomao_Jr (15/05/2019 17:10:37)

Eu só naõ consigo entender (e nunca entendi) a necessidade de Gaddock Teeg no side. Eu vejo todos os decklists na internet e todos usam 3 dele. Eu mesmo tenho no meu side (nesse caso apenas 2) e NUNCA usei. Estou lendo aqui os comentários e achei muito mais útil substituí-lo por Intervenção Heroica (inclusive estou me perguntando como nunca pensei nisso antes!!!). Alguém pode me explicar a importância do Gaddock nesse deck?? Realmente deve ter algo q não estou conseguindo ver. Vlw!

fole_loc (14/05/2019 02:43:34)

No vácuo, Hyena Umbra seria melhor em razão da iniciativa. Ocorre que, considerando as inúmeras cartas que também já ofertam iniciativa no mesmo deck (4x Coronet e 4x Ethereal Armor), dar prioridade à Hyena Umbra acaba por propiciar situações em que as habilidades fornecidas pelas auras ficam redundantes, já que mais de um efeito que adicione iniciativa não faz diferença. Spider Umbra, pelo contrário, adiciona reach, permitindo bloquear criaturas voadoras , impedindo evasão dos bichos do adversário e evitando redundância de iniciativa sobre as mesmas criaturas no decorrer do jogo. Não é que haja uma preferência por Spider Umbra, é que é mais vantajoso garantir reach que garantir mais iniciativa em um deck que já tem ao menos outras 8 cartas que também adicionam tal habilidade.

Nusko (13/05/2019 20:44:36)

Alguém sabe me explicar pq preferem mais a spider do que a hyena umbra? Iniciativa x reach?

AkumaSasori (11/05/2019 12:23:25)

Boa vlw, vou testar.

Kram (11/05/2019 08:25:04)

Na verdade é a única resposta.

Calamentos (10/05/2019 23:54:31)

akumasasori, uma boa resposta que estou usando contra isso é a intervenção heróica, ajuda muito.

AkumaSasori (10/05/2019 20:07:07)

Infelizmente meu Bogles ta aposentado, na loja que jogo o pessoal começo usa Back to Nature... Alguém tem alguma ideia de como contornar essa carta?

Alex-Seven (09/05/2019 12:22:17)

Parabéns pelo excelente artigo!!!

Alex-Seven (09/05/2019 12:21:44)



Eu sou uma dessas pessoas que aguarda por isso rss.

Espero que sai alguma coisa realmente boa para o bogles!

fole_loc (09/05/2019 11:17:03)

Por isso os jogadores de Bogles torcem tanto pra Modern Horizons trazer o reprint de Sterling Grove... não só resolve o problema de proteger as permanentes, como também dá um card selection, ainda que limitado.

fole_loc (09/05/2019 11:09:24)

Por isso os jogadores de Bogles torcem tanto pra Modern Horizons trazer o reprint de Sterling Grove... não só resolve o problema de proteger as permanentes, como também dá um card selection, ainda que limitado.

cwnannwn (09/05/2019 09:42:50)

"Bogles é um dos melhores decks de game 1 do formato"

Bridge, GG.

FetusinFetu (09/05/2019 08:58:50)

Ri alto kkkk Mas o cara chegou somando muito mesmo, fato

FetusinFetu (09/05/2019 08:55:12)

Bogles é um deck linear, e como tal, é fácil de ser quebrado sempre q metagame quiser. Mas isso não tira a força do deck. Burn é um exemplo de deck linear que muitas vezes está bem posicionado. O q prejudica o bogles, mais do q hate, eh a inconscistencia. O deck não tem card selection e pode morrer comprando auras, qndo precisa de bicho e vice versa. Concordo com quem disse q o london mulligan vai ajudar o deck, pq aumenta a chance de sair c pelo menos a mão inicial boa. No modern, o metagame explica mais o sucesso ou fracasso do deck que a quantidade de hate. Vide Tron que acabou de sair esfera e at, mas continua de boa na lagoa.

fole_loc (09/05/2019 01:10:20)

Só falta o London mulligan pra ele ser sólido. O resto... se resolve tranquilo com o que tem no baralho.

kenedymt (08/05/2019 23:05:51)

Gosto de jogar com 1 'Fists of Ironwood' no lugar desse 'Mana Tithe'. 1 fonte a mais de atropelar, além de 2 fichas para bloquear ou servir de sacrifício, ainda com o bônus de poder encantar uma criatura do oponente para criar as fichas se você estiver sem criaturas.

kenedymt (08/05/2019 23:02:04)

Tenho esse deck de papel. Acho que é forte sim mas falta bastante para ser sólido.

Com a introdução de counters efetivos do deck na última edição como: Blast Zone, Liliana's Triumph, Angrath's Rampage, Gideon's Triumph, sendo ainda uma das edições que mais tiveram impacto nos formatos eternos. Acredito que a Wizards deva tomar extremo cuidado com o lançamento de Modern Horizons, principalmente para não fortalecer decks que já habitam o top tier do formato. Que acertem em cartas que possam levantar decks pouco competitivos e abrir a diversidade no formato, principalmente um encantamento jogável no Bogles.

fole_loc (08/05/2019 22:56:55)

É com a presença de Blast Zone que o potencial de Kor Spiritdancer precisa ser ainda mais explorado em razão do CMC2 e do imenso card advantage que proporciona a cada aura que é conjurada.

Acredito, do mesmo modo, que vc se equivoca ao dizer que a posição de poupar recurso é adversa ao deck. O deck, em sua máxima eficiência, sempre trabalhou poupando recursos... pois as destruições em massa e mágicas de sacrifico sempre existiram. O bom jogador de bogles mantém um bicho na mão, mantém auras na mão, etc. bastam 1 bicho e 2 ou 3 auras para se estar na posição que se quer: atacando forte com um bicho com iniciativa, trample, etc. Se o jogador desce tudo da mão, ele está jogando errado.

Não esqueçamos, também, que Rancor é uma arma essencial do deck. Ele retorna pra mão ao ser destruído... e em seguida está novamente em campo.

Blast Zone, com ctz, é uma carta forte e vai trazer dificuldades, mas "acabar com o deck" é uma expressão exagerada. A maioria dos decks do Modern não podem se dar ao luxo de ter terrenos de mana incolor... e quando tem que ter sofrem muito com isso. Tira pelo infect, que sofre demais com os inkmoth nexus, que só geram incolor. Blast Zone reduz a consistência da base de mana... e uma base de mana sólida é essencial no Modern.

No final das contas, Bogles provavelmente vai voltar a jogar com Suppression Field no side, permitindo ganhar vantagem sobre Blast Zone, que depende de habilidade ativada.

O jogador de Bogles precisa estar sempre atento e esperando um "pyroclasm" a cada draw do oponente. Pra mim, explosivos fabricados e as mágicas de sacrifico ainda é os piores inimigos do deck.

fole_loc (08/05/2019 22:05:31)

É com a presença de Blast Zone que o potencial de Kor Spiritdancer precisa ser ainda mais explorado em razão do CMC2 e do imenso card advantage que proporciona a cada aura que é conjurada.

Acredito, do mesmo modo, que vc se equivoca ao dizer que a posição de poupar recurso é adversa ao deck. O deck, em sua máxima eficiência, sempre trabalhou poupando recursos... pois as destruições em massa e mágicas de sacrifico sempre existiram. O bom jogador de bogles mantém um bicho na mão, mantém auras na mão, etc. bastam 1 bicho e 2 ou 3 auras para se estar na posição que se quer: atacando forte com um bicho com iniciativa, trample, etc. Se o jogador desce tudo da mão, ele está jogando errado.

Não esqueçamos, também, que Rancor é uma arma essencial do deck. Ele retorna pra mão ao ser destruído... e em seguida está novamente em campo.

Blast Zone, com ctz, é uma carta forte e vai trazer dificuldades, mas "acabar com o deck" é uma expressão exagerada. A maioria dos decks do Modern não podem se dar ao luxo de ter terrenos de mana incolor... e quando tem que ter sofrem muito com isso. Tira pelo infect, que sofre demais com os inkmoth nexus, que só geram incolor. Blast Zone reduz a consistência da base de mana... e uma base de mana sólida é essencial no Modern.

No final das contas, Bogles provavelmente vai voltar a jogar com Suppression Field no side, permitindo ganhar vantagem sobre Blast Zone, que depende de habilidade ativada.

O jogador de Bogles precisa estar sempre atento e esperando um "pyroclasm" a cada draw do oponente. Pra mim, explosivos fabricados e as mágicas de sacrifico ainda é os piores inimigos do deck.

Kram (08/05/2019 21:51:26)

O deck não vai morrer, aliás se o novo mulligan vingar ele vai ficar mais forte

aravb (08/05/2019 17:22:06)

embora eu n discorde de todos os motivos q vc deu eu continuo afirmando q o deck morreu! a diferença de blast zone pra todas essas cartas q vc falou é q blast vai facil 1 of no main de qq deck! maybe 2 of em alguns! se boogles ou affinity começarem a ver qq quantidade de jogo acima do q tão vendo hoje, ate 3 blast vc vai achar! a força do deck esta em desviar dos spots, conseguingo assim muitos games 1 free. blast zone acaba com essa vantagem e coloca o boogles na posição horrenda de ter q poupar recurso, q faz ele perder o tempo advantage natural do deck, e como o op n é um cone, tira os free wins do deck! a mera existencia de blast ja torna o deck complicado de jogar pq msm q seu op n tenha uma blast na mesa, ele pode ter uma no deck e pode ser o próximo draw!

fole_loc (08/05/2019 16:44:10)

Perdão, mas discordo. As umbras que jogam no deck servem pra manter o bicho vivo. Se o jogador conhecer contra quem está jogando e souber poupar alguns recursos, pode botar blast zone que ele vai continuar lá enfiando aura no Bogle. Antes de Blast Zone já existia Oblivion Stone e Explosivos Fabricados... e o deck ganhou campeonato mundial em 2015 enfrentando todas essas adversidades. Se o jogador for bom, pode vir o Blast Zone que for... as ferramentas do deck são suficientes pra manter ele em pé e batendo forte.

joaohsantos (08/05/2019 16:04:52)

chama pvt

jonvianna (08/05/2019 13:03:36)

A fetch serve pra tutorar um arvoredo dríade em resposta a habilidade de sacrificar criatura da Liliana.
Aí você sacrifica o arvoredo e preserva sua criatura.

aravb (08/05/2019 10:35:59)

desistam do deck! blast zone ferrou pra sempre essa build!

Fabioliveira (08/05/2019 09:39:08)

faz sentido msm , jamais pensaria nisso kkk mas uma boa resposta a habilidade da Liliana

Alanzito (08/05/2019 09:36:59)

Se eu nao estiver errado, ele quis dizer pra dar o Counter na Liliana, com Dizimo de mana.
Agora se nao for isso tb nao entendi kkkk!

Calamentos (08/05/2019 08:29:23)

Vendo gw auras modern, se alguém interessar

VIP STAFF House (08/05/2019 08:27:04)

Você responde a habilidade de sacrificar da Liliana e busca Dryad Arbor pra não sacrificar as suas criaturas.

yuredoom (08/05/2019 08:20:26)

Eu não entendi essa parte do texto, alguém pode me explicar? *Sempre que possível deixar uma fetch land em pé para se defender de Liliana of the Veil;*

Kromwulf (08/05/2019 02:48:49)

Rapaz, que interessante, nunca tinha ouvido falar nenhum dos dois, nem o ser folclórico e nem o verbo. Valeu pela explicação!

fole_loc (08/05/2019 02:14:37)

"Bogle", que é o nome da carta, se lê "bôugôu" é um ser folclórico, alguma entidade ou criatura pertencente ao folclore, normalmente o folclore escocês, de onde o termo é oriundo. "boggle" é um verbo, que se lê "bógou", significa sobrecarregar, no sentido de excessivamente impressionar, deixando a pessoa atônita.

Kromwulf (08/05/2019 00:58:41)

Sério? Qual expressão?

fole_loc (08/05/2019 00:18:24)

É "bôuglôus". "Bógous" é uma outra expressão em inglês.

Kromwulf (07/05/2019 21:15:55)

Faltou responder uma questão importantíssima: você pronuncia "bógous" ou "bôgous"?

garlaxkane (07/05/2019 19:18:58)

Meu modern favorito

Raizen (07/05/2019 18:29:47)

Voce é o Caio Ribeiro do mtg mano