O Submundo do Modern - Mardu Vampires
24/04/2019 18:05 - 14,090 visualizações - 18 comentários

Fala, grande galera do Submundo! Hoje trago para vocês uma bizarrinception, termo muito utilizado para apontar uma bizarrice dentro de outra bizarrice que, para nossa alegria, acabou gerando algumas ideias bem bacanas.

 

A primeira bizarrice é o torneio em si, denominado como “Tribal Modern”, que aconteceu em Nagoya, no Japão. Eu não sei direito as regras que foram dadas para os jogadores construírem seus baralhos, porém o Top 4 desse torneio consiste em um Merfolk, um deck de Hidras, um Hardened Scales e nossa segunda bizarrice, um lindo Vampires:

 

Mardu Vampires
9387 visualizações
23/04/2019
R$ 3.253,67
R$ 4.677,86
R$ 10.843,62
9387 visualizações
23/04/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (32)
4  Dilacerador Vampiro 0,08
3  Vidente Visceral 4,25
2  Etergênito Talentoso  3,45
4  Fidalga Kalastria  11,75
2  Porteiro de Malakir  3,86
3  Tenente da Legião  1,00
4  Terror Sanguinário  60,00
4  Capitão Stromkirk   1,20
3  Vampiro Falcão-da-Noite   0,99
3  Vampiro Noctívago    20,49
Mágicas (5)
4  Empurrão Fatal 8,91
1  Talho Assassino  0,12
Terrenos (23)
2  Catacumbas Verdejantes159,90
4  Caverna das Almas246,45
3  Cripta de Sangue37,20
1  Delta Poluído89,53
4  Lamaçal Ensangüentado89,00
3  Pântano0,00
4  Planície Pantanosa136,22
2  Sacrário Ateísta34,50
60 cards total

Sideboard (15)
1  Bileputríase  0,25
2  Perfuração Letal  6,79
2  Vítima da Noite  1,50
2  Danação   65,00
2  Guardião da Estirpe   19,00
2  Kalitas, Traidor de Ghet   44,94
2  Olivia Voldaren   10,23
2  Sorin, Senhor de Innistrad   29,60

 

Pilotada pelo jogador Okano Yasuhisa, ela conseguiu deixar ele entre os melhores colocados. Claro que mesmo que para o Submundo esse deck foge dos padrões, pois aparentemente foi um torneio bem restrito entre as criaturas que você poderia colocar no seu deck. A questão é que, como muitos jogadores sabem, Vampires já foi um deck bem popular e suas criaturas estão longe de serem ruins. Por esse motivo, estou me ousando o suficiente para lançar essa ideia para quem é fã da tribo ou gostaria de arriscar.

 

Com 32 criaturas, da pra ter certeza que a lista é extremamente agressiva. Vampire Lacerator como drop 1 é uma das melhores coisas que poderíamos ter, não sendo tão agressivo assim quanto um Goblin Guide, mas recebendo o suporte de várias outras cartas da lista graças ao seu tipo de criatura. Viscera Seer é outro drop 1 que temos e mesmo não sendo tão agressivo assim, consegue umas interações bem legais com Kalastria Highborn e Bloodghast, combinho clássico que reinou na primeira vez que essa tribo emergiu.

 

Nas criaturas de custo 2 é onde reside a maior força de nosso deck. Começando por Bloodghast que acabei de citar, sendo uma criatura muito recursiva e chata para o oponente, pois depende simplesmente de um terreno entrar no campo de batalha para que ele retorne ao jogo. Com a presença de várias fetchlands na lista, podemos retornar ele várias vezes em um único turno, podendo sozinho causar um dano enorme com a combinação de Kalastria Highborn com Viscera Seer ou pelo menos nos ajudar a achar algo útil quando tivermos apenas o Seer disponível.

 

 

Kalastria, por sua vez, acaba sendo geralmente a razão de nossa vitória. Basta causar alguns pontos de dano no oponente para que ele chegue ao alcance do dreno de vida dessa vampira. Ao alcançarmos essa fase no jogo, basta continuar atacando para perder nossas criaturas ou utilizar o Viscera Seer para sacrificarmos o que temos, ou ambos, encerrando assim a partida sem que o oponente consiga entender direito o que aconteceu. Como ela será o alvo primário de nosso oponente sempre que estiver no campo de batalha, podemos até considera-la como um drop 3, podendo assim deixar mana em pé para um leve dreno caso ela morra logo de cara.

 

Gatekeeper of Malakir também, já que na maioria das vezes ele será conjurado com reforçar, ou seja, por uma mana a mais, mas com a habilidade de tirar uma criatura do oponente da frente. Dependendo do que estamos enfrentando, no caso de ser um deck com poucas criaturas, pode ser que compense um Gatekeeper logo no segundo turno para ajudar no nosso clock, ainda mais pela presença dos vários lordes no deck, mas ainda assim deixe ele sempre por último caso haja mais opções para lançarmos ao campo de batalha, pois uma criatura em conjunto com uma remoção é vantagem demais quando funciona.

 

Gifted Aetherborn é uma versão relativamente menor que Vampire Nighthawk, mas que só perde a habilidade de voar. Eu sinceramente não esperava ver os dois numa mesma lista, já que esse aqui é muito mais agressivo. Nós nos preocupamos mais em colocar criaturas fortes e de uma maneira rápida no campo de batalha e, nesse caso, custando uma mana a mais, Nighthawk não oferece nenhum ponto de poder a mais, “apenas” a habilidade de voar. Claro que em algumas situações essa evasão será muito útil, assim como o acesso a mais uma criatura com lifelink na corrida contra outros decks agressivos, porém acredito fortemente que ele acaba pulando para o sideboard agora com a presença de Aetherborn na lista.

 

 

Nossa última criatura de custo 2 é Legion Lieutenant, nosso primeiro lorde propriamente dito, oferecendo bônus para todos nossos outros vampiros. Esse tipo de criatura é um dos motivos que faz com que os Merfolks seja uma das tribos mais fortes para se montar um deck. Como os vampiros não possuem tantas criaturas assim, sendo a outra Stromkirk Captain, de 3 manas, e também Vampire Nocturnus, mas por 4 manas, acredito que a inclusão de mais um lorde aqui acaba sendo essencial.

 

Metallic Mimic me parece uma boa opção aqui. Apesar de não garantir nenhum bônus para as criaturas que já estavam no campo de batalha, qualquer outro vampiro que entrar depois, entrará mais forte. Por outro lado, as criaturas que entraram depois também não ficam mais fracas se o Mimic sair... Uma desvantagem que o Mimic pode ter é não ser uma carta preta para ser revelada com a habilidade de nosso Vampire Nocturnus, tornando o deck praticamente 50/50 no caso de realmente fazermos essa troca. Ainda assim, acredito preferir mais um pseudo-lorde do que as cópias Nighthawk.

 

 

Na curva 3 temos o recém-citado Stromkirk Captain, que acaba disputando espaço com Captivating Vampire. Escolher entre um e outro acaba causando mais impacto do que pode parecer, pois se optarmos por utilizar Vampire Captive ao invés de nosso Captain, estaremos abdicando de um time melhor preparado para combater um exército de criaturas medianas e nos preparamos para combater poucas criaturas maiores. Além disso, acabamos cortando completamente a cor vermelha do deck, ou seja, não ficamos dependendo de Blood Crypt, barateando levemente a lista. Algumas cartas no sideboard usam a cor vermelha, mas nada também que não possa ser substituído e/ou adaptado.

 

Por último, o já tão comentado Vampire Nocturnus. Raramente cartas de custo tão alto são usadas em decks muito agressivos, porém o bônus que ele oferece para todo o nosso exército de criaturas é muito alto, não só pelo fato de +2 pontos no poder, mas também pela habilidade de fazer com que todos voem, o que na maioria das vezes já é o suficiente para finalizar a partida.

 

Infelizmente mesmo com a enorme variedade de vampiros que tivemos ao retornar para Innistrad e com a visita a Ixalan, apenas alguns poucos desses planos acabaram sendo usados aqui e a base da lista acaba sendo mais da primeira vez que visitamos Zendikar. Felizmente essa tribo está bem mais comum nas coleções, o que uma hora ou outra acabará nos trazendo uma surpresa que será imediatamente incluída nessa tribo.

 

Não vou iludir vocês e dizer que essa tribo pode ser tão forte quanto Merfolks ou Spirits no formato, mas com certeza é uma opção interessante e forte para quem gosta de jogar com tribos diferentes ou até mesmo para quem sempre foi apaixonado pelos Vampiros.

 

Espero que tenham gostado e até o próximo Submundo do Modern!

TAGS: 

LigaMagic App



Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

MrMojorisin (25/07/2019 08:59)

To fazendo um tribal com o Sorin novo,botar o edgar com o -3 vai ser lindo

ArmySpy (30/04/2019 00:39)

Inviavel. O Frasco além de ser uma carta incolor (que não beneficia o Nocturnus) também não ajuda com o kicker do Malakir, só ai ele já é uma carta falha, considerando que é um topdeck horrivel para um deck que já tem 23 lands (também para beneficiar o Bloodghast) e 3 cores para evitar a zica.
Ao contrário do Merfolk e do Humans, que tem uma curva mais baixa e menos lands, se colocar Vial ai no meio só vai deixar o deck inconsistente.

adrianosantos (29/04/2019 15:47)

lista consistente, mais seria possivel abrir de mana frasco do eter!

amazonswe (27/04/2019 09:31)

Está faltando a Wizards lançar mais vampiros somente vermelhos melhores, com a chegada do bloco de Ixalan vieram vampiros brancos bons.

Fabioliveira (26/04/2019 16:28)

cards como mimico metalico sera que foram aceitos?

Alanzito (26/04/2019 09:22)

Se fosse melhor que humanos ele estaria em deck top 8 em modern em eventos man. Humanos na minha opniao bem mais rapido e dinamico e melhor em resposta, unico que pode se iguala a humanos nesse mesmo tipo seria o deck de espirito. Joguei contra um bem parecido de vampiros e ganhei com deck de soldado. Meu amigo jogo contra esse mesmo player e ganho com deck de elfo. Não vejo nenhuma vantagem em investir. E bacana ter tribal mais so pra diversao.

noXtress (26/04/2019 08:47)

É que aparentemente o deck foi feito para o field que ia jogar, no caso somente tribais. Nesse caso acredito que ele seja melhor que o Humanos. Mas ai você vê que o cara deu uma exagerada, por que não precisava das cavernas...

Alanzito (26/04/2019 08:34)

Valor do deck
Maior: R$ 18.298,69
Médio: R$ 8.305,05
Menor: R$ 3.244,27

Locura! nao vale o investimento para ter esse deck na minha opniao. Humanos 10x mais forte.
Agora se voce tem as lands ok. Saudades da epoca que uma fatland valia 30 reais, so os velhos entenderão.

noXtress (25/04/2019 13:17)

Um ponto que não entendi que foi mencionado no artigo passado ( Jund Shaman) e não foi nesse é o valor do deck. Nos dois casos o valor é parecido mas no outro você quis se justificar.

Falando do deck, eu gostei dele. O Lifegain e interação com morte de criaturas ajuda muito contra aggro. De inicio achei que 3 Nocturnos era muita coisa, mas se pensar que é só pancadaria não é difícil chegar na quarta land.

Na loja onde eu jogo já fizemos vários champz tribais, porém a galera é mais casual e por isso temos que limitar o preço do deck. Mas é um "formato" muito legal e de Magic raiz que você passa o jogo trocando tapas com o oponente rs.

brcsalva (25/04/2019 09:59)


https://mtgtop8.com/event?e=21568&d=344689&f=MO

Delicie-se, amigo; um deck realmente digno do submundo!

FFFF (25/04/2019 09:47)

So faltou a lista do deck de hidras!

Fabioliveira (25/04/2019 09:36)

sempre me questionei pq esse tipo de torneio nao existia, pelo menos EU nunca tinha visto, acho que ta na hora de aparecerem vertentes para o modern, bom artigo , na lista só nao me agrada tanto os 4 fatal push, jogaria com 2 dele e 3 bolts. Alguem sabe me dizer se no evento valia cards como mimico metalico por exemplo?

reicaldo (25/04/2019 08:20)

EXATAMENTE A BASE EU JA TENHO AGORA AS MANAS =

VagaL (25/04/2019 00:49)

Mtu legal a ideia do evento e do deck em si.

Sair de um ambiente competitivo modern e buscar uma sistemática diferente, legal!

Dagostini (24/04/2019 23:10)

O segredo é meter trilands, evolving Wilds, lifelands e ser feliz.

SEIXAS01 (24/04/2019 21:29)

4 Aether Vial
2 Espada grao vampiro ( grande sinergia com Bloodghast nao pode faltar )

E na minha lista tem 2 Kalitas também ( deixa mto mais agressivo o deck

FetusinFetu (24/04/2019 18:58)

4 cavern... e br eh caro. Nem vai fast na lista kkkk. Mas se tirar R do deck fica mais barato msmo, pq da p rodar c menos fetch

alaracards (24/04/2019 18:54)

Que loucura ta o Mágic. R$ 200,00 reais pra fazer a base do deck e 2500 pra curva de mana.