Expectativas do Metagame da MagicFest São Paulo
05/04/2019 18:05 - 5,210 visualizações - 13 comentários

Olá! Em menos de uma semana, teremos o Magic Fest São Paulo, disputado no formato Modern. Naturalmente, a nossa atenção enquanto produtores de conteúdo estará voltada para esse evento. A sequência de grandes eventos Modern, desde SCGs nos EUA e Magic Fests lá e na Europa ajudou a traçar uma figura do metagame que podemos esperar enfrentar por aqui. Ou será mesmo?
 

Estatísticas do segundo dia do Magic Fest Calgary

Deck - Percentual


Outros decks - 26%
Izzet Phoenix - 18%
Burn - 9%
Tron - 8%
Dredge - 7%
Grixis Death's Shadow - 7%
Azorius Control - 6%
Golgari Midrange - 5%
Humans - 5%
Amulet Titan - 3%
Hardened Scales - 3%
Spirits - 3%
 

O evento mais recente foi o Magic Fest Calgary, e os números acima são os decks que estavam presentes no segundo dia, na respectiva quantidade percentual de metagame que representam. Vale lembrar, ainda, que o Top 8 desse torneio foi composto por oito baralhos diferentes, sendo que dois deles se enquadram na categoria "Outros decks" (Jund Titan Breach e UR Moon), o que acabou representando mais ou menos esse metagame onde um quarto do field era composto de decks diversos.


Claro, 18% de Izzet Phoenix ainda é um número para chamar a atenção, especialmente quando consideramos que outros Magic Fests contaram com presença de day two similares. Duas semanas atrás, num fim de semana com vários MFs, a quantidade era de 21%, e em Tampa ficou em cerca de 20%. Porém, muito desse fenômeno deve-se, também, a escolha do baralho em termos de quantidade bruta - muitos jogadores enxergam o Izzet Phoenix como a "escolha segura" da vez, um baralho com jogo contra parte significativa do metagame com seu próprio plano proativo (posto que já pertenceu ao Grixis Death's Shadow em 2017 e ao Humans em 2018).


Em contrapartida, as listas publicadas e a figura do metagame no MTG Goldfish trazem uma aproximação que junta uma realidade que enxergo como mais "próxima" da nossa, ao conter resultados também do Magic Online, e de eventos menores da StarCityGames além dos Opens, casos dos Invitational Qualifiers e dos Classics.


Nesse quadro, vemos Izzet Phoenix com cerca de 11% do metagame, seguido por Dredge 6%, Tron 5%, Humans 5%, Azorius Control 4%, Amulet Titan 4%, Grixis Death's Shadow 4%, Golgari Midrange 4%, Burn 3%, Hardened Scales 3%, Affinity 3% e Ad Nauseam 2% - isso para ficarmos apenas na primeira página. Aqui, o Ad Nauseam toma o lugar do Spirits em relação aos números do Day 2 de Calgary, mas ainda temos surpreendentes 46% de "outros decks", com porcentagens menores para cada um dos baralhos Tier 1.


A diferença de Izzet Phoenix dos Day 2 de Magic Fest em relação à figura maior do metagame pode significar algumas coisas. Como esses torneios são caros, e tem stakes altos em jogo, o fator "escolha segura" ganha peso. Talvez esses números sejam um indicativo que os jogadores, principalmente no metagame do Magic Online, andam "predando" Phoenix melhor, tanto com escolhas de cards (Flame Slash, Anafenza, a Principal) como com planos de jogos melhores (saber a melhor hora de interagir com a Thing in the Ice, respeitar os Crackling Drake, não exagerar no hate de cemitério). Resta ver se o nosso Day 2 vai seguir a tendência de dominância do baralho de um quinto de presença, ou se vai conseguir "nivelar" mais perto dos outros baralhos.


Uma ausência notável das últimas semanas para cá foi o Whir Prision. O deck que saiu dominando tudo nas mãos do sussurrus_mtg no MTGO e nos Magic Fests/SCGs afora, praticamente sumiu esse final de semana. Não está mais na primeira página no Goldfish, e se misturou com os "outros" no Day 2 de Calgary. Porém, vejo esse fenômeno como algo mais simples de se explicar.


Sabendo do power level do baralho, mais jogadores estão bem equipados para enfrentá-lo. Ao contrário do seu primo Lantern Control, o Whir Prision não impede o oponente de comprar hate cards relevantes do topo com o combo de Lantern+Mill. Quando os outros decks respeitam e começam a usar cards como Shatterstorm, Consulate Crackdown e Hurkyl's Recall, além de misturarem suas remoções convencionais de artefato com coisas que exilam ou embaralham no deck temos uma situação bem hostil para o Whir Prision. O fato de não ser mais uma novidade no metagame, e sim um player a mais no meio de tantos outros, também exalta as fraquezas do baralho a nível comunidade, que consegue atacá-lo melhor.


-


A questão é como traduzir esses números para traçar um panorama nosso para o Magic Fest São Paulo. Fazer uma previsão realista do nosso metagame parece uma tarefa hercúlea, para não dizer impossível. O país é grande demais pra conseguirmos acompanhar todos os resultados e baralhos em nível local, além claro da possibilidade de termos muitos sulamericanos não-brasileiros participando. A tarefa de "prever" o ambiente tem muito a ver com aspectos até além da estatística pura, e muito com fatores locais, econômicos e até mesmo da intuição/feeling na hora de fechar o sideboard.
 

O melhor que podemos fazer é juntas vários fragmentos de informação, tentando montar um quebra- cabeça de uma figura maior. Combinar esse metagame online com um certo expertise em torneios na vida real - em São Paulo várias lojas organizaram torneios 1k valendo inscrição pro MF, e esses eventos trouxeram um bom número de jogadores que permitiu dar uma "zapeada" nos decks que os jogadores vêm trazendo. Outras lojas organizaram seus próprios torneios e circuitos pelo país, também contribuindo com sua dose de informação pela internet. E falando nela, acompanhar redes sociais, conversar com as pessoas que jogam e participam dos torneios, tudo isso contribui. Juntando esses pequenos fragmentos de informação, a minha expectativa é da boa e velha selva. Ano passado, mesmo estando com chances de Top 8 até a penúltima rodada, enfrentei baralhos completamente fora da curva no Day 2, como Living End, Eldrazi Tron e Merfolks. Espero algo similar esse ano.


Não é que não vamos ter Izzet Phoenix, Dredge, Death's Shadow e Burn - espero uma quantia razoável desses baralhos, afinal, são decks testados e aprovados no teste do tempo, capazes de fazer coisas injustas e poderosas à altura do que o formato pede, estabelecidos no Tier 1 e tunados a todo instante por jogadores no mundo todo. Mas não vejo alguns jogadores de Humans, Spirits, Valakut, Company e até mesmo UR Storm largando seus decks. Especialmente depois da "carta branca" recebida em Calgary com oito decks diferentes no Top 8 (sendo dois fora da curva, incluso o campeão)!


-


E quanto a vocês, leitores, o que esperam do metagame no Magic Fest São Paulo? Como imaginam que a influência do MTGO, SCGs e MFs lá fora vai afetar as escolhas daqui? Quais baralhos vocês sabem que serão escolhidos pelos seus colegas, e qual a sua escolha? Deixem suas respostas nos comentários!


Abraços e até a próxima!


Matheus Akio Yanagiura (VIP STAFF sandoiche_13)
Matheus Akio Yanagiura, mais conhecido como Sandoiche, começou a jogar em 2003, em Flagelo. Está sempre na vida do grind dos torneios, com destaque para o título do CLM 10 Modern, o maior realizado até então, e o Top 16 no Grand Prix São Paulo 2018. É um entusiasta do Magic competitivo e totalmente dedicado à produção de conteúdo referente ao jogo, publicando artigos periodicamente desde 2012, colaborando para o Blog da LigaMagic desde 2015 e atualmente produz vídeos em seu canal no YouTube Sandoiche's Grind e streama ao vivo regularmente na Twitch.
Redes Sociais: Facebook, Twitter
sandoiche_13 na Twitch

LigaMagic App



Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

cwnannwn (08/04/2019 12:50:51)

Ngm liga.

ArKHaN (08/04/2019 08:32:04)

Ontem teve SCG e teve senão me engano 22% de Phoenix no Day 2
Amulet Titan c/ Hive Mind comendo pelas beiradas e colocando 2 no top8 tb
------------
Mas GP Modern sempre foi e será bem selva.
Acho que a maior parte dos players, não joga com o intuito de se sagrar campeão, a maioria é pra desafio pessoal msm.
Muitos players vão com seus decks tier2+ pra ver como eles se saem num torneio grande.

Fabioliveira (06/04/2019 17:39:59)

Bem essa , tem gente q não consegue pensa que os principais decks do meta já foram um dia um deck q algum loco apareceu e niguem dava ND e fizeram resultado,Magic è isso, acho q a galera pensa q formato eternal o meta tmb tem q ser kk

Raimek (06/04/2019 15:40:22)

Burn vai ser o deck mais jogado no day1 e phoenix no day 2

JulioCeles (06/04/2019 11:22:25)

Falou tudo, jogo magic a bastante tempo, sempre joguei com decks q gosto, nunca me importei pra meta ou algo do tipo, sempre joguei pra me divertir, nesse GP tô indo de bw tokens que é o deck q mais gosto de jogar, diversão em 1º lugar.

O_Don (06/04/2019 11:19:13)

minhas apostas de principais decks são:
-tron
-burn
-bgx
-uwx

GENERALLEE (06/04/2019 10:51:41)

Aqui vai ter tipo 13 % burn 9 % bgx fênix scapeshift d tron bagarai

BlindDefender (06/04/2019 06:04:33)

Não entendo alguns comentários que soam "ironizando" quem gosta de jogar com decks foras do meta/curva. Não é todo mundo que vai pensando em ser o campeão. Muitos vão pro aprendizado, pro jogo em si.
Enfim, em 2017 eu tava de mono white e consegui fazer um bom resultado (9/6). Acho que o meta br é bem diversificado e por isso não facilita a vida de ninguém.

4lex (06/04/2019 00:05:40)

Ainda acho o Whir Prision mto forte no meta G1x URfênix é dele...E mesmo pos side, até o fênix achar o Shatterstorm, o Sai já fecha o game...Contra o próprio valakut Ponte+witchbane+Welding Jar é GG

mateusf34 (05/04/2019 23:45:45)

Brasil é selva! Acho que aqui tem muito mais pet decks do que em outros lugares... Muita gente não larga dos seus decks de estimação. Maaas, tem que se preparar contra os pilares do formato, que claro, vão ta em bom numero.

bpalves1986 (05/04/2019 22:38:22)

Modern está saudável, tem muitos decks fortes. Vai ser uma salada do kcete, no GP de 2017 enfrentei 8-Rack, Burn, UW Control, SuperFriends (???) e os outros não lembro direito. Vai ser igual dessa vez, sem previsão do que virá pela frente

Thyrso (05/04/2019 21:47:50)

Expectativa: Fênix, Dredge, Tron e Burn
Realidade: RW Prison, GW Value, Stompy e 8 Rack

Brasil sil sil

tattoowalker (05/04/2019 21:06:41)

Carai véi!! Tô muito animado.. sei que eu vou tomar um pial como no ano passado mas sei tmb que terei algumas das melhores partidas da minha carreira. É uma emoção muito foda participar desse evento