De olho no Modern para a final do CLM 12
07/02/2019 18:05 - 4,417 visualizações - 9 comentários

 Olá! Chegamos a mais uma Grande Final do Circuito Ligamagic, a de número 12, que será realizada nesse fim de semana no Frei Caneca. Como de costume, venho por meio deste artigo trazer-lhes o levantamento dos baralhos que mais classificaram jogadores nas lojas desse Brasilzão para tentarmos traçar uma figura de metagame esperado.


Porém, dessa vez, a classificação teve alguns critérios diferentes: o campeão do ranking por "pontos corridos" seria o primeiro classificado, e então de um a dois jogadores (dependendo da média de participação da loja) se classificariam pelo Top 8. Além disso, alguns jogadores ganharam a vaga por
Aberto, LCQ ou Super Regular.


Considerando que o campeão do Ranking nem sempre tinha os decks cadastrados, e nada impedia o mesmo de jogar com decks diferentes nas etapas, tomei o cuidado de ver loja por loja se o campeão do Ranking tinha algum deck cadastrado em ao menos um evento. Caso positivo, decidi contar aquele baralho como o utilizado por ele, partindo do pressuposto que geralmente os jogadores gostam demanter o mesmo baralho por vários eventos no Modern.


Adicionalmente, a maioria dessas vagas foi ganha no ano passado ou mesmo nesse ano antes do banimento de Krark-Clan Ironworks (que classificou dois jogadores). Era um momento em que Arclight Phoenix ainda era uma novidade sendo testada, e não o card que tomou o Modern de assalto. E um
mundo onde os cards da edição nova (Skewer the Critics/Light Up the Stage) ainda não existiam. Foram 67 lojas diferentes que organizaram classificatórias Modern, e dentre algumas que ainda não reportaram o LCQ ou que não cadastraram decks, cheguei em um total de 141 jogadores (139
descontando KCI):

 

12x Burn
9x Mono Green Tron
8x Bant Spirits
7x UW Control

6x Jeskai Control
6x RG Valakut

5x Humans
5x Counters Company
5x Hardened Scales

4x Infect
4x BG Midrange
4x Elves
4x Grixis Death's Shadow
4x Eldrazi tron
4x Izzet Phoenix

3x Living End

3x RG Eldrazi
3x Boggles
3x Hollow One
3x UR Storm
3x Jund Midrange

2x RW Sun and Moon
2x Ad Nauseam
2x Death and Taxes
2x UR Wizards
2x Mardu Pyromancer
2x Dredge
2x BW Eldrazi
2x KCI
2x 8-Whack Goblins
2x UR Moon/Breach

 

16 decks que classificaram um jogador somente (Abzan Midrange, Temur Scapeshift, Mono Red Prision, Traverse Shadow, Soulflayer, UW Spirits, Merfolks, Grixis Control, Affinity, Grixis Goryo's, 8-Rack, Mono Red Phoenix, Naya Blitz, Bant Knightfall, Bring to Light Scapeshift, UB Ninjas).

 

Basta dar uma observada rápida e já percebemos algumas diferenças notáveis entre o "nosso" metagame e o do MTG Goldfish. Tivemos, por exemplo, 9 decks de Eldrazi que se classificaram. E tanto na gringa quanto no Magic Online o deck desapareceu por completo fazem meses. Outros baralhos que não estão nem na primeira página do metagame, mas que sempre têm uma base fiel de jogadores por aqui são o RG Valakut e o Counters Company, que classificaram 6 e 5 jogadores, respectivamente, embora já seja uma mudança em relação à última Grande Final onde Valakut foi disparado o deck mais utilizado em termos de vagas. 

 

Outra surpresa interessante é a quantidade de Bant Spirits, o terceiro deck com 8 jogadores classificados, mesmo tendo surgido recentemente graças ao print de Supreme Phantom, o baralho realmente caiu nas graças da galera e chegou até em certo ponto ser o principal deck do Modern, destronado recentemente por conta de Thing in the Ice. Por outro lado, dois dos baralhos mais populares postaram excelentes números: Burn e Tron, com 12 e
9 jogadores respectivamente. Burn, em particular, ganhou suas vagas antes da entrada de Skewer the Critics no formato, o que significa que esse pode ser o primeiro grande evento aqui no Brasil com o "brinquedo novo" para os seus pilotos. E se a confiança no baralho que em teoria lhes ganhou a vaga estiver alta, é bom ter um plano seja para enfrentar o baralho ou até mesmo a mirror match! Collective Brutality, Leyline of Sanctity, Kor Firewalker, a arma que for, porque uma certeza que teremos é que VAITER BURN nesse CLM.


Já o Tron segue ali firme e forte - não possui a melhor das partidas contra Burn, mas consegue se portar bem contra Phoenix e Spirits, por exemplo. Além de ter uma match boa contra UWx Control, os baralhos do "próximo pelotão" de vagas adquiridas. E Tron é Tron; enquanto ainda puder Ancient Stirrings e Torre de Urza, vamos ter Karn Liberated no 3 definindo partidas no Modern. Sete pilotos em UW Control e seis em Jeskai Control também é um número que chama a atenção, apesar de serem sempre baralhos sólidos e que muitos "control players" gostam. Combinados na alcunha "UWx", temos 13 pilotos, o que seria mais do que o Burn. Esse, inclusive, é um arquétipo OK para combater esse mar vermelho, considerando o acesso a cards como Timely Reinforcements, Lightning Helix e Lyra Dawnbringer.

 

Anteriormente falamos do Counters Company e do RG Valakut, baralhos que mais sobrevivem ao "teste do tempo" do que necessariamente estão bem posicionados no momento. Mas, ainda assim, acredito que alguns de seus fiéis pilotos estarão com eles. Assim como outros jogadores dos demais decks que classificaram cinco: Humans e Hardened Scales. Esses dois são decks mais recentes, mas que no momento estão um pouco em baixa. Humans sofre contra Thing in the Ice de Phoenix, e o Scales sofre mais do hate residual para KCI e outras estratégias de cemitério (destruição de artefato e Leyline of the Void/Rest in Peace, que atrapalham demais).

 

O território dos decks que classificaram quatro jogadores já é mais difícil de decifrar - ao menos num olhar mais superficial. Temos desde a sensação do momento Izzet Phoenix (que faturou alguns LCQs recentes), seguido de Grixis Death's Shadow, o segundo deck do metagame no MTG Goldfish e escolha segura de vários excelentes jogadores aqui no Brasil que possuem vaga na Final, até baralhos não tão no radar como Infect, Elves, BG Midrange e, pasmem, Eldrazi Tron! Eu diria que aqui nessa faixa, apesar das conversões/vagas ganhas, podemos esperar uma quantia maior de Phoenix e DS na Grande Final, e quanto aos outros quatro decks certamente não na mesma proporção que se classificaram.

 

Da mesma forma, nos decks que classificaram três jogadores encontramos de tudo. Queridinhos do Modern que decaíram recentemente em termos de fatia de metagame, casos de Hollow One e UR Storm, como outros baralhos que estão sempre ali sondando o Tier 2, casos de Living End, Boggles e
Jund Midrange. Todavia, três RG Eldrazi é algo que salta um pouco aos olhos, já que os Eldrazi Decks num geral não estão bem posicionados em um metagame com outras tribos dominando e sem bons incentivos para Reality Smasher e Thought-Knot Seer num geral.

 

Quando chegamos nos decks com dois pilotos somente, começa a selva do "qualquer um pode vencer" do Modern. RW Sun and Moon, Ad Nauseam, Death and Taxes, UR Wizards, Mardu Pyromancer, BW Eldrazi, 8-Whack Goblins, UR Moon/Breach são aqueles decks que num dia iluminado podem vencer um torneio, mas eu certamente não apostaria neles como francos favoritos ao Top 8, e menos ainda em um Top 8 composto por um de cada deles. Mas, como ex-jogador de Ad Nauseam, sei que são decks que não podemos menosprezar já que sempre têm chances de chegar.

 

Dois decks ficaram fora dessa anotação, entretanto. Dredge classificou somente dois jogadores, mas é um baralho que ainda segue forte no Magic Online, e que com certeza exige respeito por parte dos sideboards. Não que seja lá um grande sacrifício, já que Surgical Extraction está em um de seus
melhores momentos com Phoenix no topo. E o KCI, que por melhor que estivesse no metagame, banido não tem como ser usado. Daí depende de como seus pilotos vão se comportar: não jogar a Final ou mudar de deck? Algumas estratégias que ex-jogadores de KCI estão adotando são Hardened Scales e Prision decks, que aproveitam a base de Mox Opal e sinergias de artefatos, ou Amulet Titan que também é um "combo" (ou Big Mana com aspectos de Combo, enfim) complexo e que exige resposta por parte do oponente ou só passa por cima como um rolo compressor.

 

Essa é, na realidade, outra surpresa para mim - o deck não classificou nenhum jogador para a Grande Final. Vejo o Amulet Titan como um baralho em ascensão no metagame depois que adotou branco para Path to Exile no sideboard (responde bem Thing e DS) que não é hateado por cemitério, e um Big Mana de Primeval Titan que tem chances reais de vencer de outros combos e baralhos rápidos graças a sua explosão (pode combar no turno 2) e toolbox variada para lidar com muitas situações diversas (Engineered Explosives, Walking Ballista, Pacto de Negacao, Bojuka Bog, Radiant Fountain, Ghost Quarter, etc.), talvez o deck não tenha "pego" muito aqui no Brasil, tanto por ser complexo de se jogar exigindo muito do piloto e não ser exatamente um dos decks mais baratos (até certo tempo atrás Azusa, Perdida mas Procurando e Explosivos eram coisas caras ao nível de absurdo, e não hoje que são "somente caras", fora outras staples como Caverna das Almas e os próprios Amuletos). Ou a existência de Sun and Moon, UR Moon, Mono Red Prision e afins tenha sido demais para o deck que declaradamente perde para Blood Moon. Mesmo com a também ausência de RG Ponza nos classificados, não temos como ter acesso a todos os bastidores das lojas locais para entender plenamente a falta de Amuletos classificados. Outra ausência notável, inclusive de um baralho que colocou dois pilotos no Top 8 da última edição, é a de decks baseados em Griselbrand - Grixis Goryo's classificou somente um jogador, e Grishoalbrand nenhum. Não que sejam decks super representados no metagame, já que eles entram mais na "categoria selva". Mas esperava ver ao menos um de cada piloto do deck levando vaga.

 

Para fechar, os 16 decks que só classificaram um jogador. Alguns são rogues engraçados, outros baralhos que não são tão populares e se enquadram na categoria da selva: podem aparecer e ganhar algo, mas não se aposta alto neles. Desses, eu diria que esperava mais vagas de Traverse Shadow, Affinity convencional e Mono Red Phoenix, embora ao mesmo tempo eu entenda que GDS, Hardened Scales e Izzet Phoenix criam alternativas "superiores" em termos de escolhas para quem curte essas estratégias, o que pode ter "roubado" potenciais pilotos desses arquétipos.

 

Em comparação às outras edições, eu apostaria em um CLM muito mais rápido e agressivo, tanto pela pressão que decks como Phoenix e Burn colocam, como pela resposta do metagame para com os mesmos. Curva de mana mais baixa, ser mais eficiente nas spells, ou mesmo tentar deixar o seu deck o mais "limpo" possível para executar bem seu plano. Ao menos um ou dois slots dedicados exclusivamente não me parece fora de cogitação.
Hates de cemitério também dobram em importância, mesmo nem sempre sendo tão eficazes contra Phoenix graças ao plano alternativo de Thing in the Ice, outros decks como Hollow One, Mardu Pyromancer, Hardened Scales (Leyline/RIP) e Dredge representam um percentual razoável do field,
mesmo que sozinhos não tenham muitas quantidades.


Por outro lado, acho que pela primeira vez não vou considerar um hate específico para Tron e Valakut no meu side, como Alpine Moon ou Crumble to Dust, e ater-me aos hates mais "gerais" como Damping Sphere . Apesar do Tron ter sido o segundo que mais qualificou, sua match ruim contra Burn pode impedi-lo de alcançar voos mais altos, e a match não muito boa contra Phoenix também inibe os pilotos de RG Valakut - sem contar que Burn não é exatamente o pareamento perfeito para enfrentar mais de uma vez no evento.


Com o banimento do KCI, também parece ser um momento que vários pilotos vão dar uma "afrouxada" no hate de artefatos - mesmo Hardened Scales, Affinity, Lantern e outros Prision decks não estão exatamente no topo do metagame, então pode ter certeza que quando a conta do "cobertor curto" dos sidebords do Modern cobrar, aquele segundo Ancient Grudge ou terceiro Stony Silence vão ser os primeiros a serem olhados. O que pode significar uma boa chance para os interessados em matar jogadores com Inkmoth Nexus gigantes ou lockar de Ensnaring Bridge, Witchbane Orb e afins.

 E quanto a vocês, leitores, como enxergam o metagame para essa Final do CLM? Algum baralho que acreditam estar super ou sub representado no levantamento realizado? E no que vocês apostariam como "a boa" para o torneio? Compartilhem suas opiniões nos comentários, e não se esqueçam de medar aquele OIÊ lá no Frei Caneca, estarei lá ambos os dias nas Finais Modern e Standard!
Abraços e até a próxima!

 


Matheus Akio Yanagiura (VIP STAFF sandoiche_13)
Matheus Akio Yanagiura, mais conhecido como Sandoiche, começou a jogar em 2003, em Flagelo. Está sempre na vida do grind dos torneios, com destaque para o título do CLM 10 Modern, o maior realizado até então, e o Top 16 no Grand Prix São Paulo 2018. É um entusiasta do Magic competitivo e totalmente dedicado à produção de conteúdo referente ao jogo, publicando artigos periodicamente desde 2012, colaborando para o Blog da LigaMagic desde 2015 e atualmente produz vídeos em seu canal no YouTube Sandoiche's Grind e streama ao vivo regularmente na Twitch.
Redes Sociais: Facebook, Twitter
sandoiche_13 na Twitch

LigaMagic App



Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

noXtress (08/02/2019 12:54:37)

Difícil acreditar que aquela lista de UB Ninjas chegou na final rs...

Solaire (08/02/2019 12:15:01)

Comecei a jogar de Amulet a 2 meses e peguei paixão em jogar com ele, deck sensacional, to quase dando adeus ao Humans de vez...
Ótimo artigo.

Phrion (08/02/2019 10:59:25)

Enfim um ótimo artigo !

fael_270 (08/02/2019 08:49:42)

Fiquei sabendo por aí, que algumas listas de Mono Green(BG as vezes) Stompy estão se obtendo bons resultados, é verdade?

Parabéns pelo artigo.

O_Don (08/02/2019 07:00:03)

Ganhei:
EldraTron
MonoRed Phoenix
Amulet Titan
BW Eldrazi
Naya Zoo
Bant Spirits

Perdi
Naya Zoo
Bant Spirits

A match contra UR Phoenix é muito ruim mesmo, pós side fica um pouco menos pior mas da pra jogar sim

Crazyeight (07/02/2019 22:53:52)

Me esclareu bastante coisa. Parabens!

BlindDefender (07/02/2019 22:51:46)

Ótimo artigo!
Apesar de não jogar modern há um bom tempo.

Se importaria em me dizer quais foram as matchs que jogou/ganhou/perdeu?
Tô curtindo demais o deck, mas num treino com amigo ( UR Phoenix ) quase não consegui jogar contra hahahah

rafaelhva (07/02/2019 20:04:24)

Cara, você manja demais! Parabéns

O_Don (07/02/2019 19:48:56)

Baita Artigo!
Valeu por publicar minha lista do Counters Company!
Joguei com ela domingo pra 6-2 e 3o lugar um field de 39