Por Dentro do Jeskai Midrange
09/11/2018 14:00 - 5,909 visualizações - 1 comentários

 

E aí, pessoal, tudo bem com vocês? Estamos de volta com mais um artigo do nosso amado Standard (T2)!

Faz pouco tempo desde meu último artigo, e estou de volta para tentar mostrar meu ponto de vista sobre o atual T2. Infelizmente, o BG Golgari entrou em declínio, era o deck com que eu mais gostava de jogar e que considerava o mais forte; tive que rever meus planos para o T2 atual. Recomecei a jornada de achar um deck com que eu me identifique, testei novamente todos os decks até achar um de que eu gostasse e fosse bom, para só então chegar ao deck de hoje. Mas antes vou falar rapidamente de alguns decks que me chamaram atenção, mas que não são meu estilo de jogo. São baralhos fortes que podem ajudar na escolha de vocês.
 
 - Começando com Mono Red: O deck é bem forte e muito chato de se jogar contra. É um deck que, se você não vier respondendo a cada turno, torna-se muito complicado de se segurar. Sem contar Experimental Frenzy, que é um absurdo de roubado. 
 - Mono White ou Boros Aggro: Outros decks que me chamaram a atenção. Muito fortes e muito agressivos. Inclusive, um deles fez 8-0 no MOCS no MOL.
 - UR também veio se destacando, principalmente por ser forte contra o BG, ou seja, outra boa opção para seu torneio. Controle também está bem complicado de se ganhar, porém eles têm uma certa dificuldade contra os aggros mono red e mono white.
 
Bem, esse foi um resumo rápido das opções que eu acho viáveis. Eu escolhi um midrange, como faço quase sempre. Estou jogando atualmente de Jeskai midrange — o deck tem alguma das criaturas mais fortes do jogo, sem contar um dos melhores Planeswalkers, Teferi, Hero of Dominaria. Testei muito o Boros Angels antes de ir para o Jeskai e falo para vocês: o deck é bom, o azul traz a segurança de algumas cartas que fazem a diferença! Aurelia é muito forte e Justice Strike também tem me agradado muito. Da lista que estou usando as duas cartas que ainda quero ter mais certeza são Fenix Reavivante, que ajuda em vários combates e Karn, Scion of Urza, que te ajuda quando você está floodando.
 
Segue a lista:
 
Jeskai Mid
5965 visualizações
08/11/2018
R$ 954,33
R$ 1.658,37
R$ 3.891,86
5965 visualizações
08/11/2018
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (17)
4  Destemida da Frota Macabra  11,64
4  Vanguarda de Adanto  0,24
1  Aurélia, Exemplo da Justiça   11,13
4  Fênix Reavivante   13,45
2  Shalai, Voz da Abundância  8,67
2  Lyra, Portadora da Alvorada   20,94
Planeswalkers (3)
3  Teferi, Herói de Dominária   94,05
Mágicas (11)
2  Golpe Desdenhoso  0,05
2  Golpe Relampejante  0,20
2  Golpe da Justiça  0,43
2  Hélice de Lava  1,06
3  Ionizar   1,49
Encantamentos (4)
4  História de Benália   7,57
Terrenos (25)
4  Bueiros de Vapor38,36
3  Cascata de Enxofre9,49
4  Fortaleza Glacial9,90
4  Fundição Sagrada34,00
1  Montanha0,00
5  Planície0,00
4  Retiro da Falésia12,00
60 cards total

Sideboard (15)
2  Fogo Devastador  2,50
1  Golpe Desdenhoso  0,05
4  Guarda de Honra do Tocatli  1,49
2  Negar  0,05
2  Clarim Ensurdecedor   4,40
1  Invocar o Divino  0,04
2  Assentar nos Destroços   7,94
1  Lyra, Portadora da Alvorada   20,94

Vou falar um pouco do rendimento dessa lista contra os principais decks do momento.

Izzet Control: Esse game eu achei muito tranquilo tendo apenas um problema em todos os games que joguei: Niv-Mizzet, Parun, que se não responder de alguma forma, ganha o jogo sozinho. No geral, você leva muita vantagem principalmente se tiver com uma versão mais rápida do deck pós-side. Lava Coilé efetivo demais nesse game também, fazendo uma diferença gigante! Tome cuidado para não ter um card importante anulado. Rekindling Phoenix é uma carta que não joga tão bem quanto eu gostaria, já que eles tem Lava Coil.
 
Mono Red: Esse game é muito bom de se jogar, porque, apesar de ser bem equilibrado, você tem uma leve vantagem. Seu grande problema é Experimental Frenzy: esse encantamento faz uma diferença enorme se demorar muito para você resolver o game. Eu nunca vi um encantamento mais bugado, que sempre te dá 2 burns para tirar sua Lyra Dawnbringer. Sempre acontece! Parece até programado. Uma coisa muito legal é usar Tocatli Honor Guard, que segura algumas das habilidades, e forçá-lo a usar remoções nas suas criaturas. Tome cuidado, porque a lista que eu postei usa Dire Fleet Daredevil e ele não curte a 1/3.
Golgari Midrange: Esse game é bem complicado. Como eu disse, o BG é o melhor deck (para mim) e tem algumas cartas que te prejudicam, como Vivien Reid, Ravenous Chupacabra, Vraska, Relic Seeker e Carnage Tyrant. Essas permanentes são fortes contra seu deck, podendo fazer uma diferença enorme. Já você tem algumas cartas que podem ajudar muito, como Rekindling Phoenix, History of Benalia, Aurelia, Exemplar of Justice e Teferi, Hero of Dominaria. Wildgrowth Walker tem de ser respondido sempre que entrar na mesa, porque pode atrapalhar muito o game.
 
Controles: Esse game é o mais complicado, porém nada que seja invencível. Essa lista que passei para vocês é bem mais suave contra controles, melhor que a anterior, que usava mais remoções globais, tornando o game 1 mais complicado. No geral, você tem vantagem inicial, porém só tem 4 Adanto Vanguard e 4 History of Benalia para garantir sua agressividade inicial. Seu deck responde bem as ameaças do controle, então é um jogo bem interessante,
 
Bem, pessoal, espero que tenha sido claro e ajudado a todos. Quem tiver ideias ou críticas pode deixar nos comentários que eu tento responder o mais rápido possível!
 
Bom jogo!
TAGS: 

Daniel Sant Anna (VIP STAFF RoxWeek)
Força bruta ás vezes pode vir a derrubar uma porta. Mas a sabedoria é uma chave mestra.
Redes Sociais: Facebook
LigaMagic App



Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

Balinus (13/11/2018 04:23)

Interessante o deck, não tinha pensado num Jeskai desse jeito, só no controle mesmo.