Faça Amor, Não Bans
09/02/2018 15:00 / 6,388 visualizações / 28 comentários

 

Pro Tour e Modern tem uma relação complexa, por um lado, temos um formato popular que tem um público fiel e que quer asssitir aos seus deck favoritos sendo pilotados pelos melhores jogadores do mundo. Do outro, toda vez que as super equipes atacaram o Modern, eles criaram monstros, sendo a Eldrazi Winter o caso mais recente. 

 

Por um tempo foi conscenso que o melhor para o Modern era ficar longe do principal torneio profissional, assim a Wizards não se sentiria tentada a forçar algum banimento apenas para criar mais variação no formato e gerar um show melhor, sendo que o caso da Gemea Estilhacadora​ é citado até hoje como exemplo de uma medida dessas, jogou o combo aos leões, pelo bem do entretenimento.

 

Mas o Modern voltou ao palco e o assunto banimento continua a caçar essa combinação. Logo antes do Pro Tour a Wizards deixou claro que, pelo bem da preparação dos jogadores, não mudaria nada no formato, mas teria uma banlist extra dia 12/02 e ficou no ar aquela paranóia que rondou o formato nos seus primeiros anos. Bans? Unbans? O que? Onde? Quando?

 

Primeiro vamos ao Pro Tour Bilbao, na Espanha. 

 

Humans, Affinity, Burn e Grixis Shadow são os principais decks desse formato, mostrando uma cara agressiva, combatendo a onda de Big Mana que vinha dominando nos últimos meses. Se olhar com calma esses decks notará que muita interação é uma ótima maneira de atacá-los, e dito e feito, no top8 temos em destaque decks que são bons em atacar esses decks, nada mais justo. 

 

Você pode ver as decklists do top8 do Pro Tour aqui.

 

Mardu Pyromancer é um pequeno monstro alimentado no Magic Online nas Ligas Competitivas, dominando a corrida de trófeus com uma vasta vantagem; UR tem uma formula parecida e Lantern também adora ver uma boa quantidade de criaturas na mesa. Ainda no top8 temos outro deck que tem como forte a interção, o Abzan do americano Reid Duke e os pro ativos, Humans, BR Hollow One e Traverse Shadow. 

 

Metade apostando em ser rápido, metade em interagir, normalmente vemos o segundo grupo em vantagem e apenas o BR passou pelo seu oponente midrange, se baseando em jogadas injustas. Mas ao final, o mais "trava-jogo" venceu, Lantern Control, do Argentino Luis Salvatto.

 

E ai começa a nossa conversa.

 

O Lantern não é um deck novo, e ele já foi explorado pelos pros algumas vezes, normalmente apostando em seu potencial de segurar um metagame agressivo, já que Ponte Traicoeira​ segura os aggros e o pacote mill do baralho segura os controles. O deck nunca realmente foi considerado mais forte do que o normal, muito pelo desafio que é pilotá-lo, mas ainda sim, é um deck para se respeitar. Com Zumbido da Invencao​ a build do Lantern mudou, ele ganhou mais aspectos de toolbox, podendo usar 1 offs específicos que melhoram seu match contra Dredge (Jaula do Escavador de Tumulos​) e Burn (Orbe Espanta-Bruxa​), além de aumentar sua quantidade de pontes, claro. Essa consistência, junto com Agitacoes do Passado​ e suas pedras de mill, fizeram o deck ser muito mais eficiente no seu plano e fazer seu lock mais vezes.

 

Sendo um deck com um jogo diferente e um estilo prórpio, o Lantern sempre foi um baralho difícil de pilotar e difícil de jogar contra, pedindo muita experiência de ambos os jogadores.

 

O Pro Tour Bilbao tinha o ambiente que mais agradaria o Lantern, mesmo com Burn não sendo a melhor match, mas ainda ganhável com Orb de main. Boa parte dos jogadores não optou pelo deck simplesmente pela dificuldade de pilotá-lo, mesmo em um ambiente favorável. Isso explica porque Salvatto conseguiu vencer suas partidas, mas tivemos poucos jogadores de Lantern nas primeiras colocações.

 

Lantern pode se tornar mais popular agora? Sim! Inclusive já vimos isso logo depois que ele surgiu. OMFG esse deck vai dominar o mundo? Não. O metagame muda após o Pro Tour e outros decks com interações comçam a jogar, baralhos que tornam a vida do Lantern mais complicada, desestimulando as pessoas a usarem ele, coisa por sinal qeu já vimos no Magic Online, que não teve nenhuma explosão do baralho, ao contrário de alguns midranges, como UW e BGx, deck que não são lockados tão facilemente por Ponte Traicoeira.

 

Então já dá pra ir direto no primeiro ponto desse arigo: Lantern não precisa de banimento.​

 

Agitacoes do Passado, Zumbido da Invencao​, Mox Opal​, nada disso precisa sair, o formato consegue controlar o Lanterna e o argumento do Eggs não é válido, que foi banido por conta do coverage. Por pior que sejam as partidas de Lantern, o adversário pode conceder assim que o lock é aplicado e as partidas são bem mais rápidas que as do eggs. Mas acima de tudo, Lantern está sob controle.

 

De fato, já que o assunto entrou em banimentos e a tão esperada lista do dia 12 de Fevereiro, entra minha segunda chamada: O Modern está saudável.

 

​Tivemos um ambiente com os Big Mana livres, então o formato acelerou para puni-los, e agora decks baseado em interações entram no meta, punindo cada um dos aggros, baralhos como Mardu Pyromancer, UR Pyromancer, Abzan e Jund. Após isso, decks grandes, como UW, RG e Tron podem jogar e temos um ciclo saudável. Colocar algo a mais nisso pode ser um risco. Elfo Trancas-de-Sangue​ pode ser apenas uma adição ao Jund, lenta demais para algumas matchs, mas também pode ser o começo de um midrange poderoso que abusa de Visao Ancestral​ e que pode criar um novo monstro no formato. Gemea Estilhacadora​ pode vir para ser fun police, mas também é um combo que evita que diversos decks existam e trava o field,

 

Cada ban ou unban significa uma mudança significativa em algo que já está bom, banir ou desbanir algo apenas pelo simples fato de fazê-lo chega a ser irresponsável, força uma rotação em um formato que devia ter mudanças apenas após edições novas ou ondas normais de metagame.

 

Eu sinceramente ficaria mais feliz se abrisse o site da Wizards da segunda e visse um belo: No Changes. 

 

Até mais!

 

 

Ruda

 

 


Rudá Andrade dos Reis (VIP STAFF Ruda)
Aficionado por decks azuis agressivos, mas que não dispensa um bom Siege Rhino nas horas vagas, está no Magic desde 2003, em Flagelo. Em 2012 começou escrever sobre Magic e não parou mais, sendo que em 2015 se tornou Editor da Ligamagic.
Redes Sociais: Facebook, Twitter
LigaMagic App

ARTIGOS RELACIONADOS

Dominária no Modern

O impacto da nova edição no formato.


Abrace as Sombras

Traverse Shadow no Modern


Na Grande Final do CLM11: Counter Company

Modern: Counter Company, de Bruno Rodrigues.


Na Grande Final do CLM11: RG Valakut

Modern: RG Valakut, de Lauro Hanna.





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

The_Offspring (13/02/2018 00:45:13)

Acredite, que errou em tudo foi a WotC..

rjmgarcia15 (12/02/2018 14:11:54)


A wizards não caga em um só formato. :*

Panzer (12/02/2018 13:46:53)

O autor errou tudo??? Caraca!!! hahahahahaha.

jadsonwy (12/02/2018 13:39:53)

Jace e Elfo desbanidos !

https://magic.wizards.com/en/articles/archive/news/february-12-2018-banned-and-restricted-announcement-2018-02-12

VIP OURO [sm]_Frejat (12/02/2018 10:48:15)

Se vc considerar que todo jogador de Magic é supersticioso, tá tudo certo então.

Seraph1986 (12/02/2018 10:30:18)

Em time que está ganhando não se mexe. Deixem o Modern como está que está ótimo. Melhor que isso é difícil.

Panzer (11/02/2018 21:54:04)

Ficar especulando Ban ou Unban é tipo acreditar em Horóscopo...

Howler (11/02/2018 14:17:30)

Creio que banem oco ou burning inquiry.
Rb colocando 2 oco no turno 1 na possibilidade de dar disrupt nas lands do oponente não parece nada saudável.

The_Offspring (11/02/2018 10:21:43)

Vai ser bem isso.
"Banimos o terreno e o dinossauro, mas o mono Red continua dominando o formato. Portanto Hazoret está banida".
95% dos decks que fazem top8 tem Hazoret ou Scarab God...
Tá ridiculo

Zombie_Mercenary (11/02/2018 03:32:22)

kkkkkk tipo assim.
Wizards: Ah esquecemo de banir mais uma coisa do T2. É só isso mesmo, o resto fica como ta, vlw flw. huahuahuhau

VIP STAFF Yadabadabadu (11/02/2018 01:53:00)

Título típico da FAAC. 9/10

The_Offspring (11/02/2018 01:44:11)

Povo chora muito..
Deixa o modern quieto!
Tá bom assim, não precisa banir/desbanir nada.
Já basta o T2 todo torto, com ban toda hora.
Já tô esperando o que vão banir do T2 essa segunda-feira.

MarcosCoelho_ (10/02/2018 17:30:04)

tá saudável o meta modern atualmente. Tem que rolar unban BBE, talvez Mindsculptor, não vejo problemas no meta depois que se adaptar a isso

Mop_Coldheart (10/02/2018 15:11:20)

Se desbanisse twin e bbe seria interessante. Além de bgx ganhar pra twin, temos as variantes DS contra o baralho. O twin seria útil pra policiar os big manas, especialmente o tron. Pessoal diz "ah, mas twin impede vários decks de jogarem" como se tron não matasse um monte também. Bw tokens, soul sisters, e blue based controls tipo esper não jogam por conta dele.

Dagostini (09/02/2018 22:52:43)

2

HHHH (09/02/2018 22:19:53)

Ban no Urza Tron.

Dagostini (09/02/2018 20:13:16)

E um Unban?? Seria saudável pro formato?

Belo texto, abraços!

vitalesama (09/02/2018 18:34:39)

soltem meu amado twin, sdds

aravb (09/02/2018 18:34:36)

bbe dando cascade para 3 n tem como "abusar" de av...pode ate ter um temur mid forte surgindo usando av e bbe q ocasionalmente ache o av, mas abusar? na minha opinião, msm bbe sendo uma carta formidável, ela saindo melhora o jund, possibilita outros decks rogues como vengivine, e só... o impacto será leve e o formato absorverá pois o jund será bom o suficiente para jogar mas só! n vai oprimir nada, mas tb vai controlar abusos de decks unfair! o jund é a verdadeira policia do formato... twin é um erro num field sem um bgx poderoso!

GENERALLEE (09/02/2018 17:06:51)

esquece twin essa merda tem que ficar banido deck imbecil.

VIP OURO ThiefSlayer (09/02/2018 16:57:14)

Tenho a impressão que o lantern agora que saiu o whirl of invention não tá nada demorado. Antes os jogos deviam ser bem mais complexos e envolver tentar tirar quase tudo do caminho, pq tinham só 4 pontes. Pelo menos os ultimos jogos de lanterna que eu vi (inclusive do LSV no mol) não estão demorados. E lanterna é saudável e parece massa de jogar, e desafiador de jogar contra.

VIP STAFF sandoiche_13 (09/02/2018 16:54:59)

Alguns membros da comunidade "pró-lanterna" alegaram exatamente isso. Levantaram os empates no Pro Tour através de jogadores e decks utilizados, e os UWx foram os que mais empataram ou causaram empates, mesmo contra outros baralhos que não costumam empatar.

Particularmente, não acho que tenham que banir nada no Modern agora. E eu apostaria no desbanimento do Bloodbraid Elf. Sabe uma match ruim do Lanterna? Jund Midrange!

Sigfrield (09/02/2018 16:03:02)

Quanto a questão do tempo do Lantern, olha o jogo do PV e Levy. Aquilo sim foi demorado.

Pimentel (09/02/2018 16:00:19)

O problema é que os deck's do Pro Tour não estavam com side preparado para o Lantern. Nada que um side bem montado faça você ganhar de 2-1.

LeoSperandio (09/02/2018 15:53:22)

Não é bacana perder uns 3k em um deck banido. Eldrazi Winter botou a saúde do meta à frente da tristeza de quem montou, o que pra mim foi acertado. Mas não é o caso desse meta atual, que para mim, nunca esteve tão saudável.

Ricardo_R_JR (09/02/2018 15:22:47)

Só não entendo essa posição contra Bans. Banimento não foi feito para punir jogadores e sim para manter o formato saudável. Se tem algo que não seja saudável eu gostaria de vê-lo banido!

LeoSperandio (09/02/2018 15:19:11)

Que baita artigo!!!! Muito bom!

VIP OURO kk3kk4 (09/02/2018 15:11:55)

Apoiado!