Laboratório de Commander – Ep LVIII
28/12/2017 10:00 / 9,781 visualizações / 12 comentários

 

Aloha, cremosos! Sejam muito bem-vindos ao último Laboratório de Commander de 2017. Que ano incrível, hein? Tivemos ótimos lançamentos para Commander esse ano, não apenas os quatro decks tribais, mas tantas outras cartas de Amonkhet e de Ixalan encaixaram perfeitamente em nossos decks, além do fato de Unstable ter trazido opções divertidas e mais possibilidades dentro das cremosidades. Nossa coluna passou por algumas modificações esse ano, principalmente no que diz respeito a sua frequência, mas isso não muda em nada o quanto é bom estar com vocês conversando sobre O MELHOR FORMATO DE MAGIC JÁ INVENTADO. #prontofalei

 

Enfim, quem nos acompanha hoje é Krenko, Chefe da Turba, liderando, obviamente, um exército? Uma tribo? Bom, talvez a melhor palavra para descrever o coletivo de Goblins seja caos, então ele lidera um caos de Goblins! Uma das tribos mais antigas de Magic, e também uma das mais queridas, com decks que aparecem em todos os formatos do jogo e, sendo assim, precisavam ter seu momento no Laboratório de Commander.

 

Krenko é uma espécie de mercenário sem guilda em Ravnica, que "trabalha" para quem o contrata, sem muito apego às questões que regem a governança do plano, mas com um apreço muito grande por seus camaradas goblins, o que fez dele uma espécie de líder entre os seus. Fato curioso: Krenko matou Dargig, o irmão Shattergang (Shattergang Brothers) mais novo, quando uma guerra de gangues eclodiu.

 

Lembrando que o Laboratório de Commander surgiu para trazer listas de decks para o Mesão do Amor que fossem mais acessíveis ao bolso dos jogadores, e que mesmo assim permitisse que seus jogadores se divertissem e tivessem reais chances de vencer nos mesões que se espalham pelo Multiverso. Com um limite de gasto de R$200,00 no preço mínimo das cartas na Liga, nosso deck de hoje está cotado em R$183,55. Essa lista já havia sido previamente sugerida pelo insuportável TalesWandscheer (te amo, Talin!) e, sem mais demora, vamos dar uma olhada nela.

 

[BUDGET] Krenko, Mob Boss - Commander
2017-12-19

Jogador

loterio

Visitas

10016

Código Fórum

[deck=761050]
Sideboard (15 cartas)

1 criaturas

  • Menor Preço

    R$ 1,90

  • Preço Médio

    R$ 11,15

  • Maior Preço

    R$ 49,98

 

 

Começando, como de costume, pelo general, Krenko, Chefe da Turba é uma criatura 3/3, que custa 2RR, e tem uma habilidade incrivelmente forte, que cria fichas de Goblin 1/1 igual ao número de Goblins que controlamos (em um cenário perfeito, dobrando nossa força de ataque a cada turno). Talvez nas duas primeiras ativações dessa habilidade, você e seus oponentes possam ficar um pouco frustrados/desconfiados, porque o número de Goblins na mesa ainda será baixo, e você não terá o poder de fogo para fazer jus às necessidades de briga desses pequenos desbravadores vermelhos; mas logo você, e os cremosos jogando com você, perceberão que a facilidade para a brincadeira sair do controle é grande demais, e muitas vezes Krenko se tornará alvo rapidamente. Para protegê-lo Botas Pe-ligeiro.

 

Jogadores de monored, porém, não costumam ser pessoas extremamente preocupadas com proteção, e preferem a velha premissa de que "a melhor defesa é o ataque"; se esse é o seu mote também, tudo bem, eu te compreendo, e vou te ajudar a colocá-lo em prática, facilitando a ativação da habilidade do Krenko mais vezes: Braceletes do Ilusionista, Elixir Milenario. Além disso, desde que suas criaturas tenham Ímpeto (Fervor, Chefe Goblin, Comandante de Guerra Goblin), você pode sacrificar o Krenko e jogá-lo de novo, para povoar mais seu campo, em caso de um possível "golpe final". Os meios para sacrificá-lo também causam dano, geram mana, ou regeneram suas criaturas, e podem ser através de Bombardeio Goblin, Prospector de Skirk, Mogg Salteador, Goblin Chirurgeon.

 

Já que engatamos no assunto de "golpe final", como a ideia do deck é sangrar os oponentes na pancadaria, nada melhor do que ataques que causem muito dano de uma só vez, então cartas como Ataque da Estirpe e Soar da Trombeta são essenciais se você quiser acabar com tudo; outras cartas que podem ajudar nesse momento são Violencia Gratuita e Investida dos Amoques, ambas fornecendo um aumento grotesco de dano em seus ataques, deixando seus oponentes desnorteados.

 

Sendo dessa forma, o que precisamos é de maior quantidade de cartas que criem fichas e mais fichas, já que nossas criaturas poderão se perder no meio dos ataques constantes. Goblin é, até onde sei, a tribo que mais tem cartas que cria fichas, já que seus representantes se destacam pela quantidade, e não tanto pela qualidade (a inteligência deles não é tão notável assim), portanto nossa lista é recheada com esse tipo de recurso e, para não citar todos, vou apenas pincelar alguns: Beetleback Chief, Marechal-de-Guerra Mogg, Ofensiva de Goblins, Esvaziar os Viveiros, etc. Essa última é uma carta extremamente forte, servindo como finisher em algumas variações do Storm no Legacy, e é perfeita quando conseguimos engatar, seguidamente, Registro de Genealogia e Ritual da Pedraluz, enchendo nossa mão e nossa reserva de mana, nos permitindo fazer muitas mágicas, e lotando o campo de bichos fedorentos.

 

Alguns Goblins, obviamente, se destacam por sua recursão, principalmente os que são capazes de tutoras companheiros: Goblin Ringleader, Matrona Goblin e Recrutador Goblin. Esses três, se jogados em ordem correta, enchem nossa mão de recursos, e ainda nos dão criaturas para serem "queimadas", que é aquela criatura que já fez seu efeito, e agora mesmo se for destruída, já causou o estrago. Ataques com esse tipo de criatura nos deixam muito mais tranquilos, e é por isso que as fichas são tão boas para decks que precisam de quantidade.

 

Outro efeito de extrema importância é o pump, representado entre os Goblins por Rei dos Goblins e Chefe Goblin, e em outras cartas por Templo dos Eldrazi, Estandarte do Vitorioso e as já citadas Investida dos Amoques e Violencia Gratuita; além delas Mentor Mancha-Sangrenta ainda compartilha Iniciativa com suas criaturas vermelhas.

 

Para a diversão temos Quebrar o Decoro, um dos maiores acertos em termos de arte e flavor text do Magic, causando um pouco de caos na mesa, e deixando que a briga fuja um pouco do nosso campo, enquanto nos reequilibramos, ou enquanto preparamos uma ofensiva maior para os oponentes. Lembrando que quem faz algo parecido no deck é Grenzo, Havoc Raiser, que ainda pode nos dar recursos dos oponentes, ótimo efeito para um deck que tem um pouco de dificuldade em comprar cartas. Já prevendo essa dificuldade, aliás, nossa lista tem Cerco ao Posto Avancado, Reforjar a Alma, o já citado Estandarte do Vitorioso, Pilhagem Infiel, Registro de Genealogia e a maravilhosa Pinca Craniana.

 

Como de costume, antes de encerrarmos, vou dar algumas dicas de cartas que podem ser adicionadas ao deck, se quisermos investir um pouco mais de dinheiro nele. Para começar, a carta que mais me frustrou por não estar aqui, que é Infestacao de Moggs, perfeita para incendiar o jogo. Também perfeita é Apanhador de Moggs, por motivos óbvios. Purforo, Deus da Forja é uma carta que combina muito bem com o deck, e pode até mesmo ser o general no lugar de Krenko, se você assim preferir. Para mais pump, você pode utilizar Escudo de Armas, Porta dos Destinos e Obelisco de Urd; para mais recursão, Ecos de Mana, Koth do Martelo ou Chandra Incandescente. Animosidade Compartilhada é um encantamento excelente nesse deck, e você pode combiná-lo com as outras cartas já presentes na lista, para uma força sem precedentes. Para encerrar essas dicas, Nyktos, Santuario de Nyx, como um excelente gerador de mana, Lacaio Goblin e Instigador de Vilarejo para desovar a mão em jogo, e Kiki-Jiki, o Estilhacador de Espelhos, porque ele é ele!

 

Se você se interessar, também, em deixar seu deck BR, pode utilizar Mosto, Titia Papao para liderá-los, e aproveitar Titia Louca, Alferes de Lanca-Sapos, Anunciador Papao, Turba de Papoes, Bruxa da Falange, Comando do Patriarca, Morte Viva, e tutores diversos.

 

E assim nós encerramos nosso 2017, cremosos! Desejo que 2018 traga ainda mais aventuras para todos nós, mesões divertidos, amigos com quem virar a noite jogando, listas incríveis, e momentos especiais que ficarão guardados e serão passados através de histórias a seus filhos e netos! Muito obrigado pela companhia, pela paciência, pela troca de ideias, e por todo o carinho que vocês demonstraram comigo nesse ano.

 

Obrigado por ficarem comigo até aqui.
 

See ya (next year)!

 

 


Lucas dos Santos Loterio (VIP STAFF loterio)
Depois de um hiato de oito anos, voltou a jogar Magic em 2014, e foi conquistado pelo Commander. Esboça escritos desde a adolescência e decidiu unir suas paixões trabalhando como redator. Adora criar listas de decks que sabe que nunca vai montar, sua combinação de cores favorita é Orzhov, tem xodó por sua Kaalia e está sempre pronto para um Mesão do Amor.
Redes Sociais: Facebook, Instagram
LigaMagic App

ARTIGOS RELACIONADOS

Sala de Comando - Battlebond

Satanices novas para o Commander mesão.


Sala de Comando - As Muitas Lendas de Dominária.

Visitando a nova edição.


Laboratório de Commander – Ep LXIII

Edric, Tamanho não é documento.


Deck do leitor - Dromoka, a eterna, de S0N0.

Branco, Verde e Destruição.


Laboratório de Commander – Ep LX

Rafiq dos Muitos.





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

Regneves (11/01/2018 21:22:17)

Loterio poderia aproveitar a lore o lançamento da coleção e nos deleitar com um tribal de tritões quem sabe com o Kumena

ViiniFR (03/01/2018 22:11:26)

Loteria, faz no próximo Lab um deck de Mill, quem sabe o Phenax como Commander. Acho que seria interessante porque se não me engano, tu ainda não fez um Lab com esse tema.

Regneves (31/12/2017 13:38:10)

Legal a ideia do deck simples e goblin kkk, numa sessão futura poderia o tema novamente agora o Grenzo Dungeon Warden, creio que daria pra encaixar alguns combos, ou um belo tribal de Elfos.

master-blaster (31/12/2017 08:30:27)

tentei jogar com ele mais meu estilo joga melhor com a zada que com ele, acho que o deck fica menos dependente e com mais compra...

Mateus_Nogueira (30/12/2017 22:40:10)

Esse foi o meu segundo deck e continua sendo um dos meus decks favoritos até hoje.
Incrível como, mesmo quando não-otimizado ou em ambientes mais competitivos, consegue arrancar umas vitórias fáceis. Extremamente explosivo e uns dos melhores decks Aggro do formato. Essa é a lista que eu ando utilizando:

https://ligamagic.com.br/?view=decks/view&deck=536847

Uns dos meus xodós.

Uma curiosidade que muito jogador novato com Krenko deixa passar: Krenko, Skirk Prospector, 5 outros goblins quaisquer e uma fonte de Haste é um combo de fichas e mana infinita. Basta ativar o Krenko, sacrificar ele próprio e 5 goblins para gerar mana, conjurá-lo da zona de comando e repetir o processo. O custo dele cresce em progressão aritmética e o número de goblins em progressão geométrica.

Tyr (30/12/2017 20:21:58)

Já joguei de Krenko também... Tomei uma global mas ainda voltei pro jogo, mas na sequência tomei uma Elesh Norn... Recolhi!!! kkk... Mas é um bom deck pra matar rápido aquele amiguinho que joga de combo...

crazygt08 (29/12/2017 04:01:12)

Tenho um Krenko e é meu commander principal, deck muito divertido pra quem gosta dessa linda tribo chamada goblins. Gostaria de destacar aqui que se alguém for montar, por favor priorize a carta Goblin Sharpshooter, com certeza ele ganhou a maioria dos meus jogos ou limpou a mesa do adversário, segue minha lista atual;

https://www.ligamagic.com.br/?view=decks/view&deck=688488

Infelizmente ainda não sobrou uns pilas pra botar uma blood moon, roda da fortuna e alguns artefatos pra acelar o jogo, mas em breve estarão no deck!

Beckerbauer (28/12/2017 22:57:28)

Muito bom, Krenko é meu main deck de commander no mesão, gostaria de compartilhar com a comunidade meu deck, não é um deck Budget, e também não pode ser considerado "frágil".

Deckstats:
http://deck.tk/6jzV0J0b
Ligamagic:
https://lig.ae/d/766672

danielbrai (28/12/2017 20:35:22)

Pode não ser "tão frágil", mas é frágil. A tribo é pequena, muito interdependente, diferentemente dos zumbis por exemplo, onde, embora haja suporte mútuo, existem criaturas que produzem muito impacto por si só (existem goblins que tb o fazem, mas normalmente são pequenos e a pressão numa mesa com outros 3 players é reduzida). Vejo goblins como uma excelente opção para o commander x1, mas como eu não curto essa forma de jogar e jogo apenas o mesão do amor, acho eles uma opção duvidosa. Claro que qqr tribal que tome 2 remoções globais sente o impacto, mas alguns se recuperam melhor que outros. Quanto a ser o melhor comandante monored... bom, particularmente acho o Purphoros uma opção mais viável, mesmo que a popularidade do Krenko seja maior. Mas no geral, não é uma carta ruim, só não é um bom general :)

Oacks (28/12/2017 15:21:25)

Não acho Krenko um comandante tão frágil quanto o Ezuri por exemplo, tem muitos tutores de goblin, e o kiki que pode combar de uma infinidade de formas diferentes.
Ter o Krenko na mesa não é a unica win condition, com certeza é o melhor comandante monored.

danielbrai (28/12/2017 12:45:09)

Concordo com o xará, foi a mesma experiência que tive com um Ezuri... Deck linear, frágil e que enjoa rapidamente. Pensei em montar um tribal de merfolks com o Kopala, mas acho que ele seguiria esta mesma linha, a de um deck sinérgico, mas com criaturas pequenas e muito interdependentes e no final eu daria a ele o mesmo destino que dei ao Ezuri: venda. Um adendo: acho que a versão com Mosto para este deck funcione melhor num ambiente de mesão, tornando o deck menos repetitivo, com mais interação e menos frágil consequentemente.

Daniel_Bastos (28/12/2017 12:00:31)

Krenko foi um dos meus primeiros decks no commander, sinceramente não recomendaria ele para ninguém. Ou você vai explodir sua mesa nos primeiros turnos e amassar os oponentes rapidamente, ou vai explodir sua mesa nos primeiros turnos, tomar um global e passar o resto do jogo de espectador. Deck tudo ou nada que enjoa rápido, muito frágil no que seria o "late game" do mesão. Acho que alguém que está se iniciando no formato com 200 reais deveria privilegiar um deck mais goodstuff, onde quase todas as cartas são facilmente aproveitadas em outros generais. Claro que tudo isso é só minha opinião, ninguém precisa concordar.