[Standard] Bluetron é o metagame
[i]- Bluetron... - Yes, Master! (respiração profunda...) - Rise![/i] Pois é, galera, o Metagame está mudando. Depois dos nacionais na França e nos Estados Unidos, tivemos um novo domínio. Os decks azuis, sim, aqueles que levam a cor mais forte do Magic, estão dominando o ambiente de novo..
Por
24/08/2005 18:12 - 7.657 visualizações - 34 comentários
- Bluetron...
- Yes, Master! (respiração profunda...)
- Rise!


Pois é, galera, o Metagame está mudando. Depois dos nacionais na França e nos Estados Unidos, tivemos um novo domínio. Os decks azuis, sim, aqueles que levam a cor mais forte do Magic, estão dominando o ambiente de novo!

Aliás, vamos usar a nossa gíria da vez. Eles estão ownando o field de novo!

Bem, vamos ao nosso artigo. Para não dizer que não falei de flores, o Antonino de Rosa papou o nacional nos Estados Unidos, com uma decklist bem diferente há que estamos acostumados, e com o seguinte detalhe: O deck praticamente não leva oitava (Só o concentrate, mas que acredito que será facilmente substituído).

Vamos conferir sua decklist:

[DECK 19566 NOT FOUND]


Antonino De Rosa jogando o último confronto dos Nationals

Pois é, com essa máquina acima, você pode se tornar um sério candidato ao título do brasileiro. Vamos estudar o deck:

Primeiramente precisamos entender que o segredo do building de Antonino está no side. A principal comprovação está nos próprios jogos dos U.S. Nationals, incluindo as partidas do Top 8.

Para quem não está acostumado, as finais dos nacionais, assim como no Worlds, são disputadas em 5 jogos, e não 3, como normalmente acontece. Durante esses jogos, poderemos observar constante mudanças de side. Muitas vezes um card que sai no Match 2, volta no 3 ou no 4, justamente com o objetivo de confundir o oponente.

Um exemplo legal é partida das quartas-de-final, entre Antonino de Rosa e Kylie Goodman. Pilotando um Rats com splash verde, Kylie abriu o game em 1x0, tomando uma virada espetacular em função da sagacidade de Rosa em manipular o seu deck nos últimos 3 matchs. Como sabemos, Extração Craniana é um card também presente no side do Rats, e foi algo bastante acionado por Kyle. Porém, o que mais destruiu a estratégia do Rats player foram as mudanças radicais de partida em partida efetuada por De Rosa. Com bastante variáveis para finalizar o jogo, Antonino foi revezando-as tornando menos eficiente a remoção da Extração.

Não podemos deixar de destacar a utilização da Sun Doplet como um card sagaz para sobreviver a Agros e Beatdown. O Meloku, como sabemos é peça extra para finalização, enquanto Extração se torna um card fundamental pós-jogo 1.

Sobre o maindeck temos a adesão de alguns monstrinhos artefatos. O Memnarca funciona como finalizador e arma de controle, enquanto o Tríscele é uma importante remoção que pode ser reutilizada a partir dos bouncers (cards que retornam permanentes para a mão), que no caso se resume a 3 Echoing Truth. O Simulacro Solene completa o time acelerando a mana do deck.

Sobre mana, não podemos negar que esse é um dos focos do deck. Temos aí, o kit de urza, os 3 simulacros citados acima, 3 Mox de Cromo, e como não bastasse, temos ainda 3 talismã da dominação (fora mais um de side).

Completando as armas de controle do deck temos o Mindslaver e o arsenal de anulações. O side recebe dois Anular (Annul) para partidas contra Mirrors e decks que utilizam artefatos de forma mais abusiva (NeoAffinity, alguém?).


Fechando a análise cirúrgica do deck temos a presença de vários cards de compra. O esquema é simples e óbvio. Enxugar o deck para sustentar suas defesas e receber logo suas peças fundamentais.

COMO SE DEFENDER DA AMEAÇA FANTASMA?

Alguns decks se precaveram utilizando 3 Boseiju no side. Porém, se esta for a única opção utilizada, os Blue Players espertos começarão a utilizar no side um ótimo card chamado Fronteiras Mutáveis (Incomum de Salvadores de Kamigawa). O objetivo é simples: ele troca 2 terrenos dele por 2 terrenos seus. Justo?

Se você pretende evitar essa fatalidade, eu recomendo utilizar essa relíquia que saiu em nona (fez parte de oitava edição também):


Perímetro Defensivo

Sim, se o ambiente inflar de decks azuis malvados, esta é mais uma peça para a sua defesa, caso você não queira usar o azul.

Além disso, os jogadores vermelhos devem estar desapontados com a queda de Ferver (foi substituído por uma versão que é feitiço :P). Portanto, quebrar o ritmo do azul ficou mais difícil. Para suprir essa falta, alguns já depositam suas fichas na combinação Fogo Grego+Boseiju (e esperamos um artigo do Vassourada com algum deck sobre Wildfire :P).

Notem também que o ambiente ainda não recebeu nona, e o deck azul nem mais está utilizando Bribery! Pois bem, mas nós temos outra malvadeza:


Gorro do Bufão

Além de ser mais um excelente card, todos os decks terão algo mais com que se preocupar. Não há dúvidas que o Gorro será útil tanto contra como a favor do deck azul. Problemas com Damping Matrix? Some remoções de artefato ao seu favor, e pelo menos, o azul não deve usar damping, até porque atrapalha totalmente a estratégia do deck.

Antes de finalizar o artigo, é bom que se esclareça uma possível dúvida: e o Tooth? Pois é, gente, não é que no último Top 8 nem tivemos TAN?!! É vero, até porque muitos arquétipos aprenderam a jogar contra o monstro. Se o Ponza já era um problema, os BGs e os Monoblue adoram opções maquiavélicas contra o Tooth. Suborno? Como disse, o Bluetron aboliu esse card, preferindo investir na sua curva de mana. Com isso o deck controla bem o match, pois tem anulações do seu lado. Veremos Tooth apelando para Boseiju novamente...

Valeu!
DS! David

Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 24/08/2005 18:12
@PAM
Eu acho q o antobio nao eh americano nao, pelo q eu saiba ele eh italiano e mora nos USA, se eu estiver errado, me corrija.
(Quote)
- 22/08/2005 16:40
@Tarik

O antonino é americano

@Lukaslolli, PAM ou o que for

Se você acha que o artigo está fraco, diga o porque. O que precisa melhorar, etc. Esse tipo de crítica nada acrescenta ao tópico, e apenas denigre a nossa comunidade.

Shame on you, MR. Lukas!

Valeu!
DS! David
(Quote)
- 21/08/2005 00:41
o artigo ta fraco...
(Quote)
- 20/08/2005 18:18
Otima Analize, foi bem resumida
Bem resumida mesmo!!!

Mas falou o que devia falar.
Parabens!
(Quote)
- 20/08/2005 05:24
"Antonino de Rosa"
Esse maluco é brasileiro, americano ou de onde?
Últimos artigos de
SCS: Summoner´s Egg
SCS: Summoner´s Egg (Single Card Strategy) Fala galera da Liga! Aproveitando o apelo dos meus últimos artigos de nível avançado (Tournament Level), vou começar a trabal..
5.195 views
SCS: Summoner´s Egg
SCS: Summoner´s Egg (Single Card Strategy) Fala galera da Liga! Aproveitando o apelo dos meus últimos artigos de nível avançado (Tournament Level), vou começar a trabal..
5.195 views
14/08/2004 21:12 — Por Luiz David Facchetti Vinhaes A
Oh, não!!! Ele voltou!!! - Vial Affinity
Finalmente o Ravager Affinity foi sepultado... NÃO!!! NÃO É POSSÍVEL?!!! ELE AINDA ESTÁ NO AMBIENTE, GANHANDO TORNEIOS?! É pessoal, o nosso temível conhecido por Deva..
7.928 views
Oh, não!!! Ele voltou!!! - Vial Affinity
Finalmente o Ravager Affinity foi sepultado... NÃO!!! NÃO É POSSÍVEL?!!! ELE AINDA ESTÁ NO AMBIENTE, GANHANDO TORNEIOS?! É pessoal, o nosso temível conhecido por Deva..
7.928 views
01/08/2004 20:28 — Por Luiz David Facchetti Vinhaes A
A Nova Onda do T2: Fruit Loops
A nova onda do T2 - Fruit Loops Combo (Krark-Clan Ironworks combo) Fala galera da Liga! Pois é, a nova onda do ambiente Standard é o deck Krark-Clan Ironworks. O deck se baseia em ..
6.878 views
A Nova Onda do T2: Fruit Loops
A nova onda do T2 - Fruit Loops Combo (Krark-Clan Ironworks combo) Fala galera da Liga! Pois é, a nova onda do ambiente Standard é o deck Krark-Clan Ironworks. O deck se baseia em ..
6.878 views
05/07/2004 01:45 — Por Luiz David Facchetti Vinhaes A