Laboratório de Commander
16/09/2017 10:00 / 3,900 visualizações / 7 comentários


 
Aloha, cremosos! 

 

Vocês estavam com saudades? Porque eu estava morto de saudades de vocês! Para todos que me perguntaram o porquê das ausências do Laboratório de Commander, é que a nossa coluna passará de semanal para quinzenal. Mas minha caixa de entrada e meu facebook continuam aberto para conversarmos sobre Commander 24/7, então me perturbem bastante por lá!
 
Hoje nosso Através do Microscópio vai analisar alguns destaques da nova coleção, Ixalan, para ver o que pode ser útil para o nosso Mesão do Amor. Ixalan é uma coleção grande, com 279 cartas, e obviamente não é possível olhar para todas elas na coluna, portanto selecionei as mais interessantes e, se por acaso, aquela carta que você gostou tanto na edição não for citada, fique tranquilo que nós podemos conversar sobre ela em outros lugares.
 
Como de costume, vamos começar com as Lendárias.
 
Admiral Beckett Brass

 


A boa notícia para os que se aventurarem a criar um tribal de piratas é que nossa Almirante pumpa todos eles, e tem um CMC justíssimo. A má notícia é que sua habilidade tem uma condição chata, e você precisará contar com com algumas outras cartas, muitas vezes, para garantir que ela desencadeie. Ainda assim, para os fãs dos Piratas, uma ótima notícia.
 
Gishath, Sun's Avatar

 


Quanta cremosidade! É pesado? É. Temos poucos dinossauros que valem a pena, no momento? Temos. Mas olha o tamanho desse bicho, olha essas habilidades, olha essa desencadeada!


Se você for como eu, que já faz planos a longo prazo, pode ser difícil mesmo conjurá-lo uma terceira ou quarta vezes, mas enquanto ele estiver em campo, as pancadas vão doer muito! Para os que forem montá-lo, dicas óbvias: ramps, rocks e manipulação de topo. Boa sorte!
 
Vona, Butcher of Magan

 


Vampiro, 5 manas, 4/4, Vigilância, Vínculo com a Vida. Até aqui, uma excelente carta, correto? Sim, correto.
Ele entra como general? Muito provavelmente não, já que acabamos de ter lançamentos de lendárias muito legais para a tribo na coleção Commander 2017, mas se ela parasse apenas até onde disse, ela já entraria nos tribais tranquilamente. De fato, a habilidade dela não é nenhum primor, mas pense nela como um bônus, levando embora qualquer problema que possa estar atrapalhando sua vida no jogo.
 
Tishana, Voice of Thunder

 


Nossa mais nova general Tritão pode parecer pesada demais, a princípio, mas é só lembrar que, com outras três criaturas em jogo, a Tishana já entra te fazendo comprar quatro cartas, acaba com seu limite de cartas na mão, e ainda fica, no mínimo, 4/4. Além disso, depois de entrar uma vez, a maior preocupação não precisa ser mantê-la em jogo, já que jogá-la mais vezes é justamente o que queremos. Ainda por cima, o azul é a cor que melhor blinka criaturas, permitindo-nos replicar a sua habilidade desencadeada por poucas manas (Fluxo de Essencia, Deslocar).
 
Mavren Fein, Dusk Apostle

 


Como eu sou obrigado a comentar todas as lendárias, aqui vai meu comentário sobre essa: que bosta pra uma lendária, hein?
Mas pode colocar no seu tribal de Vampiros antes de ver que ela estará muito melhor fora dele. Beijos, estejem avisados! (antes que a patrulha da gramática venha avisar, eu sei que estejem está errado)
 
Captain Lannery Storm

 


Olha, não é que ela seja ruim, já que ela rampa no vermelho, mas eu duvido que ela fique boa como general (e aí também fica difícil encaixar ela em qualquer outro lugar que não seja um tribal de Piratas).
 
Kopala, Warden of Waves

 


Aí eu vi vantagem! Excelente CMC, excelente habilidade, perfeito tanto como general como entre as 99. Se você preferir fazer um tribal monoU de Tritões (eu recomendo que você faça UG), Kopala deve ser sua opção de comandante.
 
Encerradas as lendárias, vamos partir para alguns ciclos (mesmo que ainda incompletos).
 
Encantamentos Lendários que viram Terrenos Lendários


IMPORTANTE: Ao fazer a proporção de terrenos e demais cartas do seu Commander, não incluam as cartas desse ciclo como "terreno", já que elas tem uma condição para se transformar em um, podem ser removidas de jogo antes disso acontecer, e, ao vir em uma mão inicial, nunca funcionarão como um terreno. #fikdik
 
Legion's Landing / Adanto, the First Fort

 


Custo para conjurá-lo baixo e efeito fácil de desencadear fazem com que esse encantamento seja muito justo. Ao ser transformado, começa a gerar mana branca, e ainda cria fichas com Vínculo com a Vida, ao custo de 2W. Com a dificuldade em rampar do branco, eu acredito que vale o slot.
 
Search for Azcanta / Azcanta, The Sunken Ruin

 


Por duas manas esse encantamento nos fornece uma "Vidência", filtrando nosso topo e, ao se transformar, torna-se um dos terrenos mais fortes que já foram feitos. Sua limitação do que colocar na mão não deve ser algo importante para o azul, já que é uma cor cheia de recursos para filtrar topo, além de abusar de mágicas instantâneas, feitiços e artefatos. Além disso, Azcanta é um terreno e tanto para quem joga de superfriends, caçando walkers perdidos entre as cartas do topo.
 
Arguel's Blood Fast / Temple of Aclazotz

 


A carta é um misto de Cobica com Diamond Valley, o que eu acho perfeito, já que nenhum terreno até o momento fazia algo parecido com o que Diamond Valley faz (e ele é impossível de achar, além de custar os olhos da cara). Eu concordo que, no Commander, alcançar cinco pontos de vida para transformá-lo não deva ser o objetivo principal da maioria dos jogadores, mas pense em seu efeito como um bônus: se você estiver tão na merd* que chegou a míseros cinco pontos, talvez, de alguma forma, esse terreno possa te ajudar a respirar mais um pouco (lembre-se que o preto tem muitas criaturas com poder alto, principalmente seus Demônios). Eu tenho vontade de testá-lo, afinal de contas, no mínimo, ele é um bom card advantage.
 
Vance's Blasting Cannons / Spitfire Bastion

 


O único terreno do ciclo que não joga tão bem em Commander, já que seu efeito enquanto Encantamento é mais vantajoso para o formato do que ele o é enquanto Terreno. Não que a carta seja ruim, mas o card advantage, no Mesão, costuma ser mais importante do que três pontos de dano (lembre-se que o Commander Mesão é formado por criaturas maiores, no geral).
 
Growing Rites of Itlimoc / Itlimoc, Cradle of the Sun

 


Você quer cremosidade? ENTÃO TOMA CREMOSIDADE!
 

Excelente CMC para um efeito ETB sinergíssimo com a cor, efeito desencadeado na etapa final, o que significa que ele pode se transformar em terreno no mesmo turno que entrou em jogo, tornando-o quase perfeito (até porque perfeito só Berco de Geia). Cai como uma luva no verde, acredito que estamos vendo o nascer de uma staple.
 
Demais cartas que se transformam em Terrenos
 
Dowsing Dagger / Lost Vale

 


HAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHA(...)HA!
 
Thaumatic Compass / Spires of Orazca

 


O ramp é meio "meh...", mas ainda vale ser levado em consideração, já que busca terrenos em decks incolores, que tiram bom proveito disso depois do lançamento de Ermo. Ao ser flipado, temos um Maze of Ith, uma das lands mais odiadas no Mesão.
 
Conqueror's Galleon / Conqueror's Foothold

 


Tripular 4 não é tão imposível assim no Commander, e se você ainda não quiser usá-lo para atacar, apensar guarde-o como uma enorme parede até que você precise do recurso que o terreno proporciona. Ao ser virado, seus efeitos podem parecer um pouco custosos demais, mas o Commander gera mana à vontade, e decks incolores são mestres em gerar toneladas dela. Transformar mana incolor em recurso é cremosíssimo, não subestime essa carta.
 
Primal Amulet / Primal Wellspring

 


O custo do amuleto é um pouquinho alto, já que muitas cartas fazem "o mesmo" por bem menos (a.k.a. Baral, Chefe da Conformidade e Goblin Electromancer), mas ao ser transformada, a carta torna-se um overpowered. Copiar mágicas é uma habilidade importantíssima, e esse terreno faz isso enquanto gera mana para conjurar aquela mágica. Você, sem esforço nenhum, pode copiar anulas, bounces, tutores, descartes, remoções, burns, ramps, geradores de token... uma infinidade de cartas já fortes que ficarão ainda mais ameaçadoras. Eu pretendo correr atrás da minha bem rápido.
 
Treasure Map / Treasure Cove

 


Vidência 1 no começo do jogo, bastante interessante, e no final te dá novas possibilidades para seus tesouros. Não se compara à força das outras lançadas até aqui, mas com certeza poderá ajudar alguns pilotos de tribais de Piratas.
 
Planeswalkers


IMPORTANTE: a partir de Ixalan, a regra de planinautas irá mudar, e eles passarão a ter o subtipo Lendário (isso vale para todos lançados até aqui), se encaixando na já conhecida "Regra das Lendas", que não permite que tenhamos no campo de batalha, ao mesmo tempo, duas cartas com o mesmo nome. Agora serão permitidos dois, ou mais, planinautas com o mesmo subtipo "Jace, Nissa, Tamiyo, Nicol Bolas", desde que eles tenham nomes diferentes. (Exemplo: antes não era possível ter, ao mesmo tempo, uma Nissa, Forca Vital e Nissa, Sabia Animista no campo de batalha sob seu controle, e agora será permitido.) 
 
Jace, Cunning Castaway

 


Acredito que isso já foi dito várias vezes, mas ao juntar esse Jace com Temporada da Multiplicacao, cria-se um combo que te permite fazer infinitas cópias dele. Não que eu ache que isso será relevante no Commander, até porque planinautas dificilmente veem jogo em um formato no qual é tão difícil protegê-los.
 
Huatli, Warrior Poet

 


Esse é o tipo de planinauta que eu gosto: uma habilidade +2 muito boa, e uma "ult" -X que permite, eventualmente, que você encerre o jogo. Se vai ver jogo no Mesão é difícil de dizer, mas eu tenho a impressão de a resposta para essa pergunta é "sim".
 
Vraska, Relic Seeker

 


ABRE PARÊNTESES
 

Entre Amonkhet e Hora da Devastação a Wizards divulgou uma lore muito boa, que tinha como principal personagem Mazirek, Kraul Death Priest, mandando um ~recado~ para o Jarad, Senhor Lich dos Golgari que os Kraul não iam mais ficar escondidos embaixo da terra em Ravnica, e queriam fazer parte e influenciar realmente os Golgari. Em um determinado momento dessa lore, que infelizmente não foi traduzida para o português pela Wizards-BR, o Mazirek se lembra de um encontro dele com a Vraska, na casa dela, onde eles tomam chá juntos, a Górgona ensina conceitos mais humanos para o Inseto, e ele repara em algumas coisas que ela guarda como souvenirs, como um banner aparentemente Sultai, um vaso de Theros, e origamis de Kamigawa, o que já encaixa nossa planinauta em um local de desbravadora, como a pirata que ela é mostrada em Ixalan.
Link para quem quiser ler a história, em inglês, AQUI.
 

FECHA PARÊNTESES
 

Como eu já me alonguei na história da Vraska, vou resumir minha análise da carta: boa sorte para quem for alvo da sua ult.
 
Dinossauros Avatar
 
Wakening Sun's Avatar / Burning Sun's Avatar

 


Realmente ruins no Mesão. Uma decepção para qualquer jogador. Se o branco não precisasse ser conjurado da mão, ao menos poderia ver algum jogo.
 
Verdant Sun's Avatar

 


Não é ruim, mas por esse tanto de manas, também não é nenhum esplendor de carta. Pode ver jogo em Doran, a Torre de Cerco, principalmente por ser um deck que tem uma curva relativamente baixa.
 
Encerrados os ciclos, vou destacar algumas outras cartas que podem ser úteis no Commander, lembrando que não tenho como citar todas pelo tamanho da coleção.
 
Axis of Mortality

 


Divertido no Mesão, principalmente se a diferença de vida entre alguns jogadores for muito grande. Ótima para usar contra aquele chato que pilota Oloro, Ageless Ascetic.
 
Boneyard Parley

 


 

Sete manas é, sim, muita mana. Mas prestem atenção nesse efeito: cinco criaturas de quaisquer cemitérios, sem restrição. Você pode escolher a melhor criatura de cada cemitério e ainda acabar com 2 ou três bombas na sua mesa, já que você escolhe a pilha que quer colocar em jogo, no final. É pesada, mas tem um efeito muito condizente com seu custo. Vou testa na minha Kaalia e dou um feedback para vocês.
 
Overflowing Insight

 


Custo impeditivo, e em velocidade de feitiço. Comprar sete cartas é excelente, mas ficar com tantas manas viradas dificulta muito a vida. Sem contar que, caso você não tenha uma Torre do Relicario, por exemplo, vai precisar descartar algumas dessas cartas antes de utilizá-las. Eu não arriscaria.
 
Dire Fleet Ravager

 


Por cinco manas faz muito mais estrago que muitos decks inteiros que conheço. Além disso, é um monstro com um corpo forte, evasão, e destruição de criaturas. Uma pena ele não ser um Zumbi, mas ótimo que ele seja Mago (alô, Inalla, Arquimaga Ritualista) e Pirata.
 
Star of Extinction 

 


É um feitiço burro e bruto. Tudo que o vermelho gosta. Pena que eu não gosto de jogar de vermelho.
 
Bishop of Rebirth

 

 

Não vejo porque utilizar ele, se temos Tita de Sol. Talvez utilizar os dois? Maybe. 
 
Fleet Swallower

 


Bicho escroto no azul, ótimo! Lembre-se que você não precisa desencadear a habilidade no mesmo cremosinho que você está atacando, pois ele te permite dividir o amor. Que lindo, né? <3 Não concorda? Tassa, Deusa do Mar concorda!
 

Sword-Point Diplomacy

 


Tem muitas condições, seus oponentes podem cada um pagar 3 pontos de vida para que você perca todos os recursos, e ainda é um feitiço. Não me parece que vai ver jogo.
 
Spell Swindle

 


Um Mana Drain com um custo mais alto, mas que te permite gerar mana de qualquer cor e no momento que lhe for mais conveniente. Achei o custo bem justo para um anula com essas características. Difícil dizer se vai encontrar jogo no Commander, já que ele disputaria o lugar de anula de custo alto com cartas como Mystic Confluence, Comando Criptico e Desercao, mas é uma possibilidade.
 
Shapers' Sanctuary 

 


Na minha opinião, perfeito!
 
Sanguine Sacrament

 


Alô, Karlov of the Ghost Council! Que bela adição aos decks que utilizam-se do ganho de vida para vencer o jogo. Talvez fique mais fácil ativar aquele Reservatorio do Fluxo de Eter.
 
Revel in Riches

 


Finalmente uma carta que te dá uma condição para vencer o jogo possível de ser ativada. Acho que vale o slot em decks que usem essa mecânica, como tribal de Piratas.
 
Ashes of the Abhorrent 

 


Um grave hate que te permite ganhar vida. Vai ver jogo facinho nos pillowfort.
 
Sunbird's Invocation 

 


Isso é muito escroto e vai jogar muito no Commander. Rakdos, Senhor dos Tumultos, Yidris, Dominador do Maelstrom e Maelstrom Wanderer estão muito felizes com essa carta.
 
Settle the Wreckage 

 


- Te ataco com tudo e você morre.
- Acho que não, toma uns terrenos básicos pra você.
FUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!


Eu amei hard essa carta!
 
Hostage Taker 

 

 

Roubar recursos do oponente é uma habilidade maravilhosa. Carta divertida e excelente no Mesão. O melhor de tudo é que ela pode ser reutilizada.
 
Cartas para tribais: Arcane Adaptation, Vanquisher's Banner, Pillar of Origins e Unclaimed Territory (um terreno há muito tempo aguardado).
 
Comuns & Incomuns que merecem destaque: Riders'Wake, Bellowing Aegisaur, Ixalan's Binding, Chart a Course, Optar (reprint), Perfurar Magica (reprint), Skuulduggery e Shapers of Nature.
 
E a melhor carta da edição, o nosso Lurking Chupacabra!
 
Assim vamos encerrando nosso Laboratório de Commander de hoje, cremosos! Espero que vocês estejam curtindo os spoilers de Ixalan, porque parece que, mais uma vez, a nossa mãe Wizards está presenteando mais os jogadores de Commander do que os de formatos rotativos.
 
Obrigado por ficarem comigo até aqui.
See ya!

 


Lucas dos Santos Loterio (VIP STAFF loterio)
Depois de um hiato de oito anos, voltou a jogar Magic em 2014, e foi conquistado pelo Commander. Esboça escritos desde a adolescência e decidiu unir suas paixões trabalhando como redator. Adora criar listas de decks que sabe que nunca vai montar, sua combinação de cores favorita é Orzhov, tem xodó por sua Kaalia e está sempre pronto para um Mesão do Amor.
Redes Sociais: Facebook, Instagram

ARTIGOS RELACIONADOS

Decks da Semana #9 do CLM10: Meren of Clan Nel Toth

Commander: Meren of Clan Nel Toth, por Thiago Felipe.


Decks da Semana #7 do CLM10: Maelstrom Wanderer

Commander: Maelstrom Wanderer, por Matheus Sesso Bonella.


Decks da Semana #5 do CLM10: Jenara, Asura da Guerra

Commander: Jenara, Asura da Guerra, por Lucas Orsa.


Grindando Ixalan

Explorando o Limitado de Ixalan.


O Trio Ternura

Primeira semana de Ixalan.

MTG Cards



Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

Skywalker13 (18/09/2017 21:33:47)

Poxa...tbm tô bem triste pelo laboratório passar a ser quinzenal ;-;

Baquil (18/09/2017 15:08:52)

O laboratório de Commander passou a ser quinzenal. Os artigos sempre vinham cheios de novidades e de um jeito bem descontraído. Uma pena reduzir pela metade a periodicidade da coluna Laboratório de Commander.

Siannodel (18/09/2017 14:11:03)

o que se passa meu amigo???

AlessyLopes (18/09/2017 13:42:41)

O que aconteceu?

Baquil (18/09/2017 11:44:50)

Bom dia senhores!!!
Uma péssima decisão do site. Pro pessoal que joga Commander esse é o melhor artigo da Liga. Sempre com boas ideias e ótimas alternativas com preços acessíveis pra continuarmos sempre nos divertindo nesse formato onde se requer mais do que dinheiro pra vencer.
Uma pena.

Siannodel (17/09/2017 08:50:30)

BOM DE MAIS....
heheh texto interessante e divertido ri muito cara, vlw mesmo ....

(Como eu já me alonguei na história da Vraska, vou resumir minha análise da carta: boa sorte para quem for alvo da sua ult.) rindo ate agora kkkkk

fdcvilar (16/09/2017 10:44:47)

Muito Legal Lucas. Dicas Cremosas para aqueles que como eu jogam o mesão do Amor ou da Discórdia hehehehe. Sem falar que me ajudou a saber quais cards dessa edição eu devo focar em pegar. Vlw aí, continue sempre assim com o ótimo trabalho. abraço!!