Retrospectiva 2017
25/06/2017 10:00 / 2,382 visualizações / 21 comentários

 

Retrospectiva 2017

 

Um salto para a Evolução

 

Olá caros planinautas, hoje, infelizmente, não falaremos sobre Mercádia, nem sobre as proezas de Squee, mas teremos um bate papo sobre tudo o que aconteceu nesse período de trabalhos homéricos.


Dia 15 fez dois anos que o Patocards me recrutou para os Avengers. Eu já falei sobre isso em um artigo que narro minha trajetória, porém, recordar é viver.

 

Peter, eu te entendo completamente!

 

Incrível como, para um adepto temporal como eu, o tempo tem passado em uma velocidade extraordinária. Parece que foi ontem que escrevi meu primeiro artigo. Naquela época, eu decidira escrever Sobre Terras Natais – afinal era um plano virgem somente conhecido por planinautas Pré Emenda – e começara minhas pesquisas pelo Lore do Plano.


Recordo-me de quando o Ruda veio conversar comigo.  A regra era simples. Faremos um teste com você Arconte, se seu artigo for bem-aceito continuaremos o trabalho, do contrário...


Em outras palavras: Se seu artigo for uma porcaria você será banido para o Oblivion, As Eternidades Cegas, o Limbo, as terras de Erebos, enfim, você entendeu o recado.


Como diz o ditado “para bom entendedor, meia palavra basta,” e lá se foi eu, em meu primeiro trabalho hercúleo de tentar trazer alguma coisa digna para vocês leitores. Se havia alguém perdido e desesperado no Multiverso, essa pessoa era eu. Eu mal sabia por onde começar ou como começar. Estava caçando textos, informações e qualquer coisa que me ajudasse a montar o artigo sobre Terras Natais. A responsabilidade era gigantesca. Planos inteiros dependiam de mim. Jovens planinautas que, talvez nunca ouvissem falar sobre Barão Sengir, a Sombra de Ihsan e tantos outros, dependiam que eu emergisse vitorioso desse embate.


Então, teve um momento que parei, respirei fundo e pensei “Mas onde diabos eu estava com a cabeça para falar sobre isso? Terras Natais, sério mesmo?"
 

Parecia que só me restava um destino após esse primeiro fiasco.

 

O barqueiro me esperava e eu nem tinha as moedas para lhe pagar.


Mas Erebos não me queria em seu reino, não agora, e o que aconteceu foi algo surpreendente, até mesmo para mim porque nem eu acreditava em mim mesmo – what the hell man? – e, para minha alegria, o artigo de Terras Natais rendeu mais de 5 mil visualizações e quase 60 comentários!


Minha vaga na Academia Tolariana estava garantida!


Eu sinceramente não imaginava que a repercussão fosse tão grande e positiva. Além desse respaldo dos leitores, o primeiro artigo me ajudou a descobrir que, aqui na Ligamagic, estavam todas as HQ antigas de Magic. Foi um grande alívio porque agora eu já tinha um Norte para seguir. Mas nem tudo são flores. Naquele artigo, e em outros, sempre havia um problema terrível que me perseguia desde a faculdade: a digitação.


Por mais que eu me empenhasse parecia que sempre deixava passar alguma coisa, um erro ortográfico, de concordância ou alguma frase que ficava meio sem sentido. Isso acontecia até em trabalho acadêmicos meus... era meu carma. Porém, graças a alguns leitores piedosos, esses erros diminuíram e muito. Quando alguém percebia algo errado no artigo, essa pessoa me enviava um PMSG me alertando sobre isso.


Cansei de pedir para o Ruda editar e corrigir os textos. Acho que ele me xingava bastante lá do outro lado rsrs


Analisando agora meus artigos, eu consigo perceber a latente evolução dos trabalhos. Não somente isso, mas eu mesmo adquiri um vasto conhecimento sobre o Lore – coisas que eu nem fazia ideia que tinham acontecido ou como aconteceram, agora estavam nítidas para mim – e na medida em que eu trazia mais artigos, mais eu aprendia sobre os personagens, o Lore e o próprio jogo em si. Começamos em Terras Natais e depois desbravamos diversos períodos de Dominaria. A Era Glacial, a Era das Trevas, Legends, a Guerra dos Irmãos, a Saga do Shadowmage. 


Vimos o Degelo trazendo as campinas verdejantes de Dominaria outra vez. O nascimento de uma nova era e novos povos em Jamuraa. Testemunhamos o surgir de Nicol Bolas – que ele retorne prontamente e sejamos achados dignos – a queda dos Elder, a guerra dos planinautas e as intrigas políticas de Kaervek. Contemplamos a queda do Império Thran e a ascensão de Phyrexia. Adentramos em suas Nove Esferas ao lado de Urza e retornamos vivos para as terras de Serra. Fomos alunos em Tolaria, vimos a criação do Bons Ventos e a erradicação de Radiante e seus anjos.


Às vezes paro e fico contemplando essa vista.

 


Não é um sentimento de soberba, mas sim de orgulho, satisfação e prazer por saber que meu trabalho é reconhecido e prazeroso para quem o lê.


Esses dois anos foram bastante produtivos. Algo que começou de forma bastante informal, se tornou em um verdadeiro trabalho para mim. Hoje eu já agrego cinco páginas de artigos sobre Lore e contos sobre Magic. Cheguei a escrever dois contos de minha autoria aqui nesse espaço. O primeiro foi bastante elogiado e até recebi uma mensagem de um usuário que me fez boas críticas e elogios. Ele me disse que era estudante de jornalismo e me mostrou algumas falhas – uma pena não se lembrar do Nick para mencioná-lo aqui – e aceitei de bom grado sua opinião.
 

Mas eu só tive coragem de expor algo de minha autoria porque, graças a vocês leitores, eu percebi o valor de tudo isso. Lógico que houve falhas nesse processo. Artigos que eu poderia ter estendido mais. Textos que podiam ter sido mais bem redigidos e etc., mas isso tudo faz parte do processo de evolução como profissional e escritor.

 

Ou evoluímos ou voltamos a ser um Rakdos ou Gruul, então não temos muito opção por aqui.
 

Algo que eu queria comentar sobre vocês e nem sei se já perceberam isso. Eu, particularmente, não gosto de piadas dentro dos meus artigos. Eu até as utilizo, às vezes, mas tento ser moderado para não ficar algo muito escrachado. 


Por quê?
 

Acho que talvez seja mais uma questão de estilo. Gosto que meus textos tragam alguma seriedade para tentarem ficar no nível de artigos da própria Wizard. E isso tem nada a ver com minha personalidade porque, pessoalmente, eu sou a zuera em pessoa. Neste artigo, excepcionalmente, eu me deixei levar por ser mais um bate papo em um tom descontraído (bom que assim eu posso zuar o chefe).
 

Agora vamos falar de projetos futuros. Como os trabalhos com HQ acabaram, não é mais possível se utilizar de tais recursos. O Lore do Magic, até certo ponto, é fácil de trabalhar, porém, em muitas partes o quebra-cabeça se complica e fica bastante difícil ajuntar todas as peças para que se faça sentido. Uma das evoluções que eu aderi foi trabalhar diretamente com os livros de Magic.
 

Acredito que perceberam nisso desde que começamos nossa aventura em Mercádia. Realizar pesquisas sobre esses blocos e os que estão por vir, se tornaria mais e mais complexo e difícil. O conhecimento é muito fragmentado e disperso. Existem planos que para mim são totalmente um buraco negro e.g. Mirrodin e Lorwyn e, já prevendo isso, aderi aos livros para poder trazer mais conteúdo fidedigno a vocês. Então, a partir de agora, os artigos são resumos de capítulos do livro oficial. Em Mercádia, por exemplo, cada artigo abrange uma média de 2 capítulos. Às vezes mais, às vezes menos porque isso depende muito do capítulo, porém, isso ajuda – e muito – o problema com conflito de informações.


Essa forma de trabalho, apesar de não ser tão ilustrativa, é bem mais rica em detalhes. Isso me permite realizar uma releitura e fornecer informações de eventos e personagens com maior clareza. Talvez os artigos não tenham tantas ilustrações e uso de cartas e ficarão com bastante texto, mas peço a vocês paciência e compreensão porque é a melhor forma de conseguirmos conhecer mais sobre nosso querido jogo.
 

Estamos seguindo a ordem cronológica das coleções. Então após Mercádia virão Nêmeses e Profecia, para depois adentrarmos a Invasão Phyrexiana e, após sua conclusão, chegaremos ao tão esperado e admirado período de Odisséia e as aventuras de Kamahl e Akroma. 
 

Realmente foram 2 anos muito bons. Aprendi muito e a cada dia estou me aprimorando mais e mais na arte da escrita e nos segredos do Multiverso, mas nada disso teria sido possível sem a ajudar de vocês. As críticas, os comentários e elogios me ajudam bastante e mesmo em artigos em que não há comentários, eu vejo o que dizem no grupo do Facebook ou em grupos de What’s, e isso me estimula a trazer algo realmente bom, algo a ser relembrado por eras.


E como isso é uma retrospectiva, deixo agora essa janela aberta para vocês. Quais críticas, elogios, dúvidas ou sugestões vocês tem a mim? O que acham que pode ser melhorado? Existe alguma coisa que ficou para trás que não expliquei, alguma lacuna nas fendas temporais?
 

Gostaria de saber a opinião de vocês para contribuir com nosso trabalho porque isso não é apenas um trabalho sobre Lore, mas sim, The Great Work and the Great Work has begun... ainda há muito o que se falar, narrar, trazer e personagens por quem prantear e se alegrar.

 


A morte não é desculpa para parar de trabalhar, então mãos a obra!

 

 


Leandro "Arconte" Dantes (VIP STAFF Arconte)
Leandro conheceu o Magic em 1998 e, desde então, se apaixonou pelo Lore do jogo. Após retornar a jogar em 2008, se interessou por lendas, o que resultou por despertar a paixão pela escrita. Sempre foi mais colecionador do que jogador e sua graduação em Pedagogia pela Ufscar cooperou para que ele aprimorasse e desenvolvesse um estilo próprio. Autor de alguns contos, todos relacionados ao Magic, já traduziu o livro de Invasão e criou sua própria saga com seu personagem, conhecido como Arconte.
Redes Sociais: Facebook

ARTIGOS RELACIONADOS

Máscaras de Mercádia – Salvem Squee

Parte XIV.


As Máscaras de Mercádia - Parte XII

O Lamentar de Ramos.


Máscaras de Mercádia  - Parte X

Ouramos!


As Tribos - Kor

A força de Zendikar!


Commander 2017 - O Lore

O história das lendas da coleção.

MTG Cards





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

SteelTrap (02/07/2017 00:06:22)

Fala Arconte! Comecei não faz muito tempo a ler seus artigos e logo fiquei viciado! Li todos os seus artigos, são sensacionais! Meu deu outra visão de cartas que já conhecia de tempos e nunca entendi bem o lore por trás, sabe, fez o próprio jogo se tornar mais interessante. Meus parabéns pelo trabalho, bem organizados, leitura bem gostosa. Estou ansioso pelos capitulos que virão. Um abraço meu veio!

VIP STAFF Arconte (27/06/2017 16:16:06)

Galera obrigado pelos comentários. Eu já estava pronto a largar tudo e viver uma vida entre meus parentes kithkin, em alguma toca bem aconchegante, mas vocês me convenceram a continuar a jornada. vlw pelas palavras de apoio, titio Arconte ama todos vocês ^^

Francisco999 (27/06/2017 06:52:58)

Depois da saída da Carol fiquei meio órfã de artigos que me cativassem, mas deslumbrei os seus pergaminhos empoeirados de lores de outrora e bateu aquela nostalgia, pronto, minhas vindas na Liga voltaram a ficar mais agradáveis.

Todo seu esforço é nítido na qualidade dos textos, parabéns! Você está deixando um fantástico legado aos novos Walkers.

Marcosalepassos (26/06/2017 21:43:43)

Parabéns Arconte, ansioso por ler mais e mais desse trabalho tao bom

MagicCastBrasil (26/06/2017 19:24:22)

Arconte, Obrigado pela colaboração com um excelente trabalho de tradução das melhores histórias do MTG....continuamos acompanhando como fissurados por lores e artigos escritos por você.. Sucesso!

STR1KE (26/06/2017 15:33:55)


Tem algumas informações na página do projeto: www.facebook.com/MagicDoFuturo

VIP STAFF Arconte (26/06/2017 14:40:34)

Caaaaara me deixe a par de tudo!! Isso me interessou e muito. Magic e educação? Só pode ser bom!!!

STR1KE (26/06/2017 12:52:43)

Parabéns por esses 2 anos, que na verdade são bem mais para quem te acompanha desde as traduções que já nos presenteou, como por exemplo a de Invasão!

Inclusive pensava em aproveitar estes materiais para aplicar em sala de aula, com aulas de Português no projeto Magic do Futuro! Iria entrar em contato contigo e a liga sobre isso, mas infelizmente o projeto deu uma pausa em 2017 devido aos atrasos nos repasses de verbas para as escolas que tinham projetos assim... Mas duas escolas seguem com interesse em ter o projeto para 2018, tomara que em 2018 retorne e ai se for em turmas mais avançadas, começar a despertar esta curiosidade na Lore do jogo ao aplicar os textos das aulas...

Abraço!

airon_mb (26/06/2017 12:06:40)

Meus artigos preferidos são os do Arconte, que por sinal, é muito competente no que se propõe a escrever. É essencial que a Liga tenha espaço para o público que se interessa por esse tipo de leitura.

VIP STAFF Arconte (26/06/2017 00:09:23)

Edu, se não me engano, negociamos um Kamahl foi uma vez. Contente em saber que você ainda lê o que escrevo desde a época do fotolog.E sobre ser escrever, o quanto antes começar mais cedo vai me alcançar hahah.

23 peça? Contanto que eu não seja uma Bolha Juju da vida, serei feliz hahaha

VIP STAFF Arconte (26/06/2017 00:02:16)

Oi??

edutsubaza (25/06/2017 23:21:49)

Sou Suspeito para elogiar. Babo no teclado lendo os escritos desse cara.

Ps: (Paints ftw marotos.jpeg) Ainda bem que ele não é perfeito, ao menos fico na expectativa de uma dia quem sabe alcançá-lo nesta dura estrada de escritor. :v

Parabéns Arconte pela evolução.

Plow twist: Você é a 23ª peça do legado, um tesouro da ligamagic.

Grinerdam (25/06/2017 21:34:13)

Parabéns, cara. Leio todos seus artigos.

scarlatti (25/06/2017 18:46:06)

Quando casam?

VIP STAFF Arconte (25/06/2017 15:35:42)

kkkkkkkkkkkk mals pela arte tosca. Eu só manjo de Lore e paint.

VIP STAFF loterio (25/06/2017 14:25:32)

Nunca maia vou ver Biomante Mestre da mesma forma. Hahahahahaha
Parabens, Arconte. Amo ler seus artigos :)

Thyrso (25/06/2017 13:42:56)

O Teddy é um peixe feio. Gostei :)

VIP STAFF Arconte (25/06/2017 13:33:41)

Eu achava que somente eu tinha esse impulso ahaha... vejo cartas de Tempest, Terras Natais e sinto vontade de comprar só pra ter mesmo.
Agradeço o elogio mestre.

AllanRPG (25/06/2017 12:59:42)

Muito Legal, eu particularmente só leio seus artigos, ja li de outros autores mas o Assunto não é exatamente de meu interesse, seus artigos me fazem lembrar da minha infancia, gosto de relembrar dos velhos tempos. o unico lado negativo é que eu acabo vendo muitas cartas antigas e não consigo controlar meu desejo de comprar aquelas cartas e remontar os decks. kkkkk. Mas sinceramente te digo, voce esta de parabens. Essa contribuição que esta fazendo para a comunidade do MTG é magnifica.

VIP STAFF Arconte (25/06/2017 12:09:32)

Opa, obrigado jovem pelas palavras de incentivo. Acredito que, assim como você, muitos jogadores estiveram distante do Lore do Magic. A boa notícia é que isso mudou de 2 anos para cá.

Takashirj (25/06/2017 11:49:34)

Parabéns comecei a pouco tempo acompanhar seus artigos e me faz entrar no mundo lote com gosto. Comecei a jogar na revised para 4 edição e fiquei muito tempo longe do Magic no início quando comecei as estórias e o lore do Magic era muito distante e com você aprendi bastante do lore e estórias que jamais imaginei. Parabéns sucesso e vida longa a seus artigos.

Participe de um dos maiores eventos de Magic: The Gathering da América Latina