Três motivos para jogar, ou não, Frontier.
11/01/2017 14:00 / 4,362 visualizações / 61 comentários

 

Hey! Aqui é o GG novamente e hoje vamos falar de um dos grandes assuntos do Magic na atualidade, o Frontier.

 

Se você não sabe o que é Frontier, é um formato criado no Japão, pela loja Harerurya, para ser um Power Level entre Modern e Standard, sem rotação e com cartas válidas a partir de M15, que foi quando criaram o novo design de layout nas cartas.


O Frontier já começou polêmico e desde o sucesso no GP Chiba o barulho só aumentou, com isso muitos jogadores e lojistas se perguntam se devem ou não começar a investir no Frontier, afinal Modern tinha um formato e uma reserved list para substituir, e muitos temem que isso gere um ciclo sem fim de novos formatos. Inclusive para chamar novos jogadores a Harerurya até criou uma lista de 3 motivos para você começar a jogar. Com isso por que nós também não podemos criar uma lista de 3 motivos de porquê você deve ou não?

 

Vamos começar pela lista da Harerurya.


1. Rotação semestral do Standard fazendo alguns blocos durarem menos.


Na verdade foi anunciado em outubro de 2016 que a próxima rotação só irá acontecer no segundo semestre desse ano, o que torna esse motivo ultrapassado. Ainda sim, os jogadores gostariam de algo entre o Standard e o Modern.
 

2. Custo alto das cartas do Modern.


Realmente nesse não podemos negar, aqui no Brasil com facilidade um deck fechado chega a casa dos três mil reais, e se formos falar de Jund então...


3. Facilidade de conseguir as cartas
 

Como as tiragens de M15 em diante estão frescas e venderam bem, realmente é difícil não conseguir uma carta que você queira no Frontier. Muitos jogadores as mantiveram, e com isso eles podem começar no formato com facilidade, e os que ainda não tem, qualquer loja ou jogador com maior volume de cartas conseguem te vender.


Mas agora então vamos para a minha lista de três motivos Pro e Contra a sua entrada no formato. Iniciando pelos Pros:


1. Novos decks e valor emocional dos antigos.


Todo jogador de Standard já se perguntou alguma hora se deve ou não passar as cartas do deck que vai rotacionar, ou que não estão mais no meta. Mas muitas vezes é difícil, eu por exemplo tentei de todas as maneiras fazer meu Golgari Scavange rodar no Modern, amava aquele deck. Com o Frontier decks podem vir a ser utilizados novamente, e de acordo com as informações nas lojas ao redor do mundo, até mesmo decks do atual Standard com uma alteração ou outra, conseguem fazer graça nos campeonatos. Com isso decks T2 que não estão mais jogando, ou que já rotacionaram podem voltar a ter vida e te alegrar novamente.

 


2. Meta pouco estagnado; netdeck podem não funcionar na sua loja.


Por mais que vários sites já façam análises decks Frontier e meta report, não significa que o deck que está lá fazendo sucesso vá rodar na sua cidade. Muitos jogadores estão aproveitando que o formato ainda está cru, e estão fazendo decks rogues e até budgets, o que pode fazer com que aquele “deck tier 1” não seja tão forte assim quando você jogar. 


3. Com o incentivo certo pode ser um novo gateway.


Apesar de alguns decks já terem nascido muito caros, pela base do preço no Modern, alguns ainda conseguem se salvar, decks da faixa de R$ 100,00 ~ R$ 300,00 tem surgido ao redor do mundo, e muitas vezes ficando famosos, e isso pode vir a ser a nova porta de entrada na sua região. Infelizmente (ou felizmente, depende do ponto de vista), no Brasil, o Modern e o Standard, que já foram a porta de entrada, se tornaram muito caros, abrindo para que os jogadores entrem via outros formatos, como BlackSilver, Pauper, ou, agora, o Frontier.
 

Agora vamos para os 3 motivos de porque não ingressar no formato.


1. Não sancionado e pouco popular.
 

Claro que isso pode ser questão de tempo, mas atualmente o formato não tem a chancela Wizards e muito menos você vai encontrar pontos de jogatina em qualquer lugar que você vá. O formato tem meses de vida, e até mesmo o Modern, Commander, Pauper, entre outros, precisaram de anos para ter sua popularidade realmente satisfatória.


Ser sancionado não tem ligação com popularidade, Tiny Leaders praticamente não tem jogadores e é sancionado, Pauper não é sancionado no IRL e lojas conseguem fazer campeonatos até maiores que os outros formatos. Mas no caso do Frontier, o suporte daWizards faria muito bem, tanto para a popularidade, quanto para o formato em si. Mas isso pode levar anos, ou até mesmo nem chegar a ter.


2. Barato que pode sair caro.


Como dito anteriormente, realmente temos decks com preços de deck Pauper, mas isso não quer dizer que seu investimento em um deck barato realmente vai sair barato. O formato está cru, o meta está bagunçado e muitos decks rogue estão surgindo, o que pode fazer com que aquele deck de R$ 100,00, que fez você ganhar muito, depois de alguns meses não render mais nada. E se você quer estabilidade no formato, as Staples como Jace, Prodigio de Vryn, Liliana, a Ultima Esperanca e Companhia Agrupada... Já são caras no nível Modern. 

 


Outro ponto que pode fazer seu deck não funcionar tempos depois, é o fato de que, a ideia, é que o Standard alimente o Frontier, e se alguma carta ou mecânica counterar seu deck por completo, a Wizards não vai se preocupar com isso antes de lançar (não se preocupa nem com o Modern, que é sancionado...). 


Pensando também nas fetchs, está ai mais uma preocupação em investimento que você deve ter, agora em Janeiro foi perguntado no blog do Mark Rosewater (Magic Head Designer da Wizards) o que ele achava do Frontier, e a resposta foi: “Meu único problema com o Frontier é que eu não tenho certeza que o ponto de início é o correto. Eu não teria incluído o bloco de Khans porque não sei se Fetch Land é o que você quer para o formato.”. Caso ele venha a ser sancionado de Origins em diante, o meta vai virar de cabeça pra baixo.
 

3. Falta de banlist, e a falta de interesse da criação de uma.


Após ler e ouvir dezenas de entrevistas com os maiores apoiadores do formato pelo Mundo, e em todas elas os entrevistadores batendo sempre na tecla da “ban list”, você descobre que nenhum deles está preocupado com uma banlist e utilizam como desculpa a perfeição de design que a Wizards projetou desde que lançou o M15 (tão perfeito e planejado que MaRo não concorda).


Apesar de, por enquanto, a menor das preocupações dos jogadores ser Companhia Agrupada, e Cruzeiro do Tesouro, quem jogou pauper antes da criação de uma banlist lembra muito bem como era bizarro o formato..


A questão é simples, se de tempos em tempos até mesmo o Standard sofre com bans, como acontece essa semana, porque seria o Frontier tão perfeito? Como o meta report ainda é pequeniníssimo e fora do Japão não existem grandes eventos, fica difícil a olho nu dizer se alguma carta precisa ser banida, mas a falta de preocupação de quem está propagando o formato pelo Mundo é algo preocupante, e o desbalanceamento pode estar acontecendo na sua loja sem ninguém reparar. 

 

-

Bom esses foram 3 de muitos motivos que podem fazer um jogador/loja entrar ou não no Frontier. Sinceramente eu vejo como um formato que precisa amadurecer muito, a questão das fetchs me preocupa, ainda mais agora com a nova habilidade, Revolta. E então entra na balança, de um lado o atual “deixa correr solto até dar muito errado”, e do outro, “alterações constantes na ban list”.


Você quer contar para gente a sua lista de motivos? Não considera Fetch nem um pouco prejudicial? Coloca ai em baixo nos comentários. E por favor não seja o amiguinho que acha que Abzan vai ganhar todas.

 

TAGS:  Frontier

Guilherme "GG" Gusman (dadnis)
Conhecido como GG, amante de decks control desde os 10 anos de idade, em busca do meu set de counterspell coreano.
Redes Sociais: Facebook
Últimos Artigos:

ARTIGOS RELACIONADOS

Por dentro do Frontier.

4 Listas para entender o formato.


Explorando novas fronteiras

Um novo formato.

MTG Cards

Magic Place



Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

THE_Square (14/01/2017 16:25:04)

Falar de custo e Magic é discutir sexo dos anjos. É um hobby caro, independente do valor que vc gasta.

A verdade é uma só: a wizard não tem interesse em manter um formato que não seja realmente rentável. Frontier é só mais um.

Com a ban vc força o jogador se adaptar. Eu mesmo vou ter que fazer isso com meu Dredge, um deck que muita gente jogou mas se vc pegar os últimos resultados vai ver que o Deck caiu muito.

AtilaAC (14/01/2017 14:23:18)

Cara acho que no Rio é diferente das outra Cidades próximas que jogo, onde cada nova segmentação deixa o jogo mais fraco.

No Rio deve ser realmente "Magic".

Meu caro, em minha cidade e 3m várias outras que vou jogar. O Magic perde muito com a divisão de Players.

O Rio de Janeiro tem 6m de habitantes, outras cidades tem muito menos que isso.

VIP USER OURO Derkarus (14/01/2017 14:08:51)


Meu amigo, jogo desde 94. Standard existe desde antes de você começar a jogar... Como pode falar que T2 acabou com o Magic na sua cidade?

Uma coisa é "ninguém joga mais meu formato favorito", ok é triste. Mas isso não é indicativo da nada. Se não houvesse outros formatos, provavelmente essas pessoas não estariam mais jogando Magic. Você realmente acredita que legacy deveria ser o único formato válido e que todos os outros acabassem, não surgiria nenhum formato e todo mundo migraria para o legacy?

Se fosse "Legacy ou nada", ou "Formato X ou nada", magic só teria 10% dos jogadores que tem hoje. Mais formatos trazem mais pessoas, que por sua vez conhecem outros jogadores e se interessam por mais formatos. Até porque quem cria os formatos somos nós, jogadores, que queremos nos divertir de outras formas ou não achamos o formato X divertido, mas mesmo assim queremos jogar magic.

E aqui no Rio de Janeiro tá todo mundo jogando de tudo, inclusive legacy 40+ pessoas. Enquanto isso, alguns ficam "acusando" os formatos de coisas que eles não fazem. Se acabarem com todos os outros formatos e deixarem só o legacy hoje, ninguém magicamente migra para o Legacy, ou qualquer outro formato. Simplesmente abandonam o jogo.

Mas se você acha q os outros formatos estão errados, então advogue em favor da sua causa. Destrua todos os outros formatos e fique esperando todo mundo jogar legacy...

morgoth_lotr (14/01/2017 13:51:51)

"Porque nada nesse mundo impede uma pessoa jogar mais de um formato."

Só dinheiro, tempo pra jogar e se dedicar ao formato...
Pode não ser sua situação, mas a grande realidade é que a imensa maioria só consegue manter um formato, por isso o receio da segmentação.

VIP USER OURO Derkarus (14/01/2017 13:41:27)

Aos "Moderneiros", não custa lembrar que anos atrás era seu formato favorito sendo fomentado e tomando bombas e mais bombas de hates de jogadores legacy. E para muitos o formato até hoje não faz sentido porque é "capado", da mesma forma que o Frontier é para vocês.

E isso não impediu do formato avançar. E hoje está aí: firme, forte, sancionado e CARO. MUITO CARO. CARÍSSIMO. Se a Wizards não tivesse tido a bondade de lançar edições com reprints como Modern Masters, talvez um Goyf hoje custasse uma Underground Sea.

E provavelmente o Frontier siga a mesma tendência, pois onde há demanda, há preços caros. E isso é para Magic, Carros, Máquinas de Lavar, Cervejas e qualquer coisa no mundo.

O ponto chave é: o formato te agrada? A pool e a proposta te agradam? Os decks te agradam? Então você se encontrou! Não agrada, ok, continue jogando outros formatos que você sempre joga!

O que o pessoal não enxerga é que magic, antes de tudo, é um hobby feito para divertir e cada um se diverte como quer. Não existe um formato certo, existe aquele que te diverte. E o que tem acontecido no Canadá (terra do modern) é que tem atraído jogadores de todos os formatos. Tem sido realmente divertido lá. E tem servido como ponte do Standard para o Modern, porque hoje a distância entre os formatos é IMENSA e para sair de um para outro, o Frontier ajuda.

Óbvio que provavelmente passará por mudanças, óbvio que preços subirão e bans acontecerão. E provavelmente daqui há 5 ou 6 anos, surja um pós-Frontier com outra proposta e outra pool. E depois outro. E depois outro. E se isso invalida o Frontier e os pós-Frontier da vida, então invalida o Modern, vamos todos só jogar Vintage.

Mas o que fragmenta a player base não é a criação de novos formatos. Mas sim coisas como acessibilidade, diversão e suporte da própria comunidade. Porque nada nesse mundo impede uma pessoa jogar mais de um formato. Mas se ela escolhe abandonar um formato, existem muitos fatores por trás disso e talvez seu formato favorito não seja mais tão divertido assim, ou tão acessível.

Pensem nisso!

AtilaAC (14/01/2017 13:34:56)

E outra sou jogador de Legacy e defendo abertamente o reprint das Cartas da Reserved List Para deixar o formato popular.

E sobre o resto ser lixo... Ai é você quem diz.

AtilaAC (14/01/2017 13:32:32)

O T2 é "carro-chefe" da Wizard pq ela ganha dinheiro com venda de voz e booster.

Eu como jogador de Magic desde 97 sei muito bem o que a ascensão do commander e o atual T2, fez nas cidades que costumo jogar.

A comunidade tem que ficar unida e não "Fragmentada".

Em exemplo dei os locais que jogo onde o Magic tornou extremamente fraco quando dividido em formatos.

VIP USER OURO Derkarus (14/01/2017 13:26:48)

Um cara que fala que o T2 acabou com o Magic na cidade, sendo esse o formato Padrão, mais jogado, mais fomentado, carro-chefe da Wizards, formato dos pró tours, todas as edições que saem são voltadas para ele... de que mundo veio?

Deve ser mais um daqueles que jogam modern e acham que Magic é Modern e Modern e Magic e o resto é lixo.

É por essas e outras que a comunidade anda fragmentada. A galera ao invés de apoiar os formatos no geral e se divertir (o que é o mais importante), fica de briguinha de formato, como se o seu fosse o certo e o restante errado.

Parece até religião: melhor estar sozinho na sua "igreja" do que visitar as "outras".

Deus me livre, que comunidade estranha.

AtilaAC (14/01/2017 13:00:47)

O Frontier tá sendo maravilhoso para Blizzard o Hearthstone só agradece as Lojas cada vez mais separando o jogadores em grupinhos, ao em vez de deixá-los unidos.

O Commander e T2 ja acabou com o Magic de minha cidade de 500Mil habitantes.

Antes da Divisão de Formatos e ascensão do Commander os numeros de players eram 600% maior.

leeeocstr (14/01/2017 10:19:45)

depois de olhar o preço desses decks só tenho mais certeza de que o formato é mimimi, pq tem modern competitivo que não chega aos 5k do 4Color Rally Combo por exemplo

leeeocstr (14/01/2017 10:16:05)

rapaz eu acho isso muito bom, viu? aidhaiushdaish

VIP STAFF Sol_Badguy (14/01/2017 08:22:22)

Concordo com vc... Pessoal não enxerga que se frontier se tornar popular, o formato ficará todo quebrado. Parece legalzinho agora, que não tem net decks. Depois, vão ver só.

Hollow (14/01/2017 08:02:35)

Olha os preços dos decks e me diz se não tá mais ou menos próximo:

http://www.ligamagic.com.br/?view=artigos/view&aid=1305&nKey=32335252

E o formato ainda não popularizou. Se popularizar esses preços aí sobem ainda mais.

Hollow (14/01/2017 07:53:16)

Por favor não encare minha insistência como implicância, mas eu discordo da maior parte dos seus argumentos.

1- Sobre não sancionar, tudo bem. No entanto, todos os problemas que eu vejo provavelmente arremetendo o formato estão ligados à popularidade. Obviamente não sou contra jogarem isso na cozinha ou em lojas aleatórias. Mas quanto mais popular esse formato ficar, maior a chance de ter os mesmos problemas do Modern. Sobre a variedade, comparei com o Modern. Com o Standard eu não duvido mesmo que o Frontier seja mais diverso. Mas ainda assim é precipitado dizer que é variado. Pode ser que seja, pode ser que não. Sem um metagame (e em pouco tempo de popularização, existiria um), o máximo que podemos fazer é especular.

2- Não sabemos nada a esse respeito. Primeiro porque o ambiente ainda não foi explorado. Uma carta não ser banida no Standard não diz muita coisa, pois as estamos soltando num ambiente novo, com outras cartas pra interagir com elas ou combatê-las. Nem mesmo os desenvolvedores do jogo conseguem prever perfeitamente as interações entre as cartas. A maior prova disso é que tiveram que banir 3 cartas do Standard. Como é que nós poderíamos prever? Quem garante que DTT e Gearhulk juntos não são opressivos? Quem garante que Jace, CoCo e Reflector Mage juntos não seriam opressivos nesse ambiente novo? O ban ou falta de ban no Standard não prova nada. No máximo é um indicativo.

3- Olha o preço dos decks do post do cara. Os preços já estão relativamente próximos. E o formato ainda nem "existe". Se o formato se popularizar, DTT (se não for banida), Jace, Liliana, CoCo, Gearhulk e fetches de Khans vão subir ainda mais de preço.

The_Offspring (13/01/2017 21:45:59)

Não sei se é mais diverso que o modern, mas, pra mim, tbm é bem mais divertido. E muito melhor que o T2, que hoje em dia tá bem ruim!

The_Offspring (13/01/2017 21:43:11)

Não tem mesmo ... Pra mim é um 4º turno muito bom tomar um Rhino. Foda é languish.

The_Offspring (13/01/2017 21:41:02)

Primeiramente a discussão não está ligada a sancionar ou não, e sim às lojas abrirem espaço pro formato. Mais lojas fazendo torneios, como fazem de pauper e commander.

1- O field é variado e tem muitas opções de deck, assim como o modern tem mais decks que o T2. Frontier tbm é um formato mais variado que o T2 simplesmente pela pool maior de cartas. Vc pode netdeckar seu tier1 e perder de um rogue insano do além.
A variedade é e sempre será uma vantagem do formato sobre o T2.

2- Todas as cartas OPs citadas não foram banidas do T2. Futuramente, é possível que criem uma ban, pois com mais coleções podem surgir interações que justifiquem banimento. Hoje, não vejo o pq.

3- A oferta de cartas de Frontier é bem maior que a de modern.
Não, frontier não chegará aos preços do Modern tão cedo.

O formato é mais interessante que T2, mais barato que modern e vc não perde suas cartas.
Os únicos bloqueios para o formato, são os lojistas que precisam abrir espaço, e os próprios players, que ficam de "mimimi" pq é uma coisa desconhecida.

Supercharge (13/01/2017 21:30:45)

ahn?

The_Offspring (13/01/2017 21:24:36)

Siege Rhino não tem moral no frontier. :/

The_Offspring (13/01/2017 21:22:13)

As cartas "OP" que vc cita não foram banidas do T2 e, no momento, Frontier é quase um T2. As cartas são fortes, mas não vejo a necessidade de um ban. Na verdade, quem ganhou os 2 últimos torneios torneios de Frontier por aqui, foram um UW Flash e um BG Delírio então, hoje, não vejo pq banir nada. A pool de cartas no mercado é imensa comparada com modern. Frontier não chegará nesse preço simplesmente pq tem mais oferta.

VIP USER OURO SilverGreen (13/01/2017 11:46:03)

Eu acabo de, como dizem os gringos, "put my money where my mouth is". Acabo de passar uns Jace, Vryn's Prodigy que estavam sobrando aqui, porque sei que o Frontier não vai "pegar", assim como não pegou o Tiny Leaders e esses outros novos formatinhos que a galera tenta fazer pegar a cada três meses.

Eu não duvido da criação de novos formatos no futuro, e inclusive torço pra que surjam. Mas estou certo de que eles surgiriam em um molde totalmente diferente. O Frontier seria uma bomba relógio. Ele não apenas não resolveria nenhum dos problemas existentes em outro formatos, como aprofundaria esses problemas, e também seria afetado por todos.

O Frontier é só problema. Torço pra que esse fogo de palha se apague o mais breve possível, antes que ele chegue a causar algum estrago.

leeeocstr (13/01/2017 11:37:44)

"Com isso decks T2 que não estão mais jogando, ou que já rotacionaram podem voltar a ter vida e te alegrar novamente."
se ta louco tio, Siege Rhyno com collected company de volta? serio que ceis querem isso?

ShiroCtba (13/01/2017 11:11:20)

mas a intenção do frontier é ser um modern 2.0 ou um formato acessível e melted-down? se for pra ser um modern 2.0, não obrigado, já tenho um legacy ruim, não vou jogar um modern ruim. se for pra ser um formato acessível e "desconstruído", não vai dar certo. me parece cristalino.

lpsouzaribeiro (13/01/2017 09:34:41)

Parabéns, GG!! Artigo ficou excelente e me fez até pensar em investir um pouco no formato.

Agora, os comentários são fora de série. Me sinto aquele meme do garotinho comendo pipoca lendo eles. hahahaha

Congratz, Man. Queria q vc jogasse na prática o mesmo q vc sabe na teoria =P zoa =*

VIP USER OURO Derkarus (12/01/2017 19:36:26)

Você já ouviu falar de Modern?
É o formato que mais especula, mas todo mundo ama... E ninguém quer que o formato acabe por causa disso.

lucas_strider (12/01/2017 17:04:35)

Eu testei o formato ontem e ele parece sensacional. Montei um Jeskai Flash e o deck me surpreendeu, tanto pela consistência, quanto pela diversão.

Sobre Modern, eu simplesmente não gosto do formato. E o motivo é bem simples: não vejo diversão nenhuma em ganhar/perder com/para uma carta (Blood Moon, Cranial Plating, Karn, Cathartic Reunion, etc). Sem falar que o formato continua com, pelo menos, 80% da shell de decks dominantes desde o seu início (Affinity, Infect, Jund, Burn, Tron, etc).

Mas essa eh a minha opinião, muita gente gosta e eu respeito. Agora Frontier me parece um Modern Unpowered e MUITO mais diverso, portanto, eu torço para que o formato se firme =D

tattoowalker (12/01/2017 16:53:26)

tudo tem um inicio, meio e fim. Pode ser o frontier, e o modern.. Pode ser qualquer coisa, mas independente do que qualquer um pode querer,.o fato e: se tiver adesao, a voz do povo e a voz de deus. Porque legal e, e depois que restringir os cards certos pode ficarr melhor.

FlankingNews (12/01/2017 13:56:10)

O problema não é o Frontier crescer, nunca foi. O problema é o preço das cartas chegar num nível insano.

Isto já acontece com o T2, onde a Chandra, Torch of Defiance foi lançada a quase R$ 200,00. A possibilidade de isto afetar mais o Frontier que o modern é muito grande pela escassez de recursos.

No meu blog falo sobre os fatores que o Reid Duke leva em consideração pra um formato ser saudável

Abraços !

Sehraphy (12/01/2017 12:23:57)

Perfeito.
Não compreendo porque tem tanta gente agressiva em relação ao Frontier, também acho que é possível que ambos (Modern, Frontier e até T2) convivam de forma bem salutar. A questão é, o quão ameaçados alguns membros da comunidade estão se sentindo ao ponto de não tolerarem que a ideia do Frontier cresça?! Quer dizer... é só uma tentativa, daqui um ano pode não vingar - vai saber.
Mas realmente me assusta ver tanta gente se esforçando para justificar/sabotar essa proposta de formato. #Paz

Hollow (12/01/2017 10:37:07)

Primeiramente... não faz sentido nem debater sobre algo não-sancionado. Acredito eu que a discussão aqui é justamente sobre a hipótese do formato ser sancionado, popularizado e reconhecido. Se você quiser jogar Super Trunfo ou "bater bafo" com suas cartas de Magic, ao invés de ficar aqui debatendo, chame a galera pelo Facebook, WhatsApp, etc. e vá em frente. Ninguém vai te impedir. Mas também não vamos debater a respeito, porque simplesmente não interessa.

Sobre uma hipotética validação do Frontier, eu acho que todas as vantagens citadas em relação ao Modern são frutos justamente da "inexistência" do formato. Uma vez criado/sancionado/estimulado, todas essas vantagens vão pro ralo.

1 - "O field é variado, tem muitas opções de decks".

Claro. O formato não é sancionado, os pro-players não investiram muito tempo nele, e não tem tanto material disponível na web AINDA. Se o Frontier virar mesmo, jogadores experientes/profissionais vão estudar o formato, e daí não demora 2 meses pra galera "decifrá-lo". Eles vão começar a jogar os torneios, vão surgir aí uns 7 decks fortes, dos quais uns 3 ou 4 (talvez menos) vão aparecer no topo com muita frequência (eu apostaria em algum U-Control pra abusar do Jace, Rally, Company e talvez Abzan Midrange).

A galera vai começar a "netdeckar", e daí pra todo lado onde você for jogar com seu deck legalzinho que você montou e jogou bem quando o formato não tinha metagame, você vai enfrentar infinitas vezes os 2 ou 3 decks Tier 0. E a não ser que você tenha sido muito visionário ou tenha tido muita sorte, você provavelmente vai enfrentar um deck muito mais consistente, mais adaptado ao formato e melhor montado do que o seu. Aconteceu comigo até no Standard, frenquentemente acontece no Modern... porque seria diferente com o Frontier?

A diversidade que existe hoje é uma ilusão enquanto não houver um metagame. Pode até ser que depois da popularização do formato, o metagame seja mesmo bastante diversificado. Mas por enquanto ninguém sabe. A tendência é que existam sim, decks dominantes. Mesmo porque, na pool de cards, existem claramente alguns poucos cards com power level muito acima das demais.

2 - "Não tem cartas OP".

Como assim? Além da dupla dinâmica do delve (TC e DTT que foram banidas até do Legacy) tem Collected Company, Rhino, Jace, Gideon, Liliana... todos esses cards são potencialmente OPs. E ainda não sabemos se serão, porque ainda não existe metagame. Pode ser que nenhum deles seja mesmo. Pode ser até, que de fato o field seja variado, e existam aí 37 decks bons, o deck mais forte tenha 3% de popularidade apenas, etc. Eu duvido muito, mas é possível. Entretanto, ainda não sabemos. Novamente... se criarem torneios grandes, com pro players, sancionarem, etc., aparecerão listas na internet, e aí sim, dá pra saber se existem mesmo cards OP no formato.

Enquanto isso não existe, não tem como você dizer que o power level é saudável, que não precisa ter carta banida, etc. IMPORTANTE: o power level é relativo. Uma carta pode nem ser tão absurda assim. O que vai definir se uma carta é OP ou não, não é apenas o power level dela, como também o power level das outras cartas do formato, as respostas a ela, etc. Vamos supor que a Wizards sanciona e faz um GP de Frontier. Aí você vai ver e no top 8 tinham 28 cópias de Collected Company e 32 cópias de Jace. Sabe o que ia acontecer? Das duas uma:

- A Wizards bane uma delas ou ambas. Aí possivelmente abriria espaço para outro(s) deck(s) que futuramente talvez se tornasse dominante;

- Todo mundo vai montar esse deck, e em todos os FNM vai ter Mirror a rodo, todo mundo jogando com esse deck. Collected Company e Jace sobem de preço exorbitantemente.

3 - "Mais acessível que o Modern".

Já expliquei anteriormente. Se o formato virar, vão aparecer netdecks, as staples deles subirão de preço, e esse argumento também cai por terra.

VIP USER OURO Derkarus (12/01/2017 10:23:32)

GG, parabéns pelo artigo e pela isenção (embora eu já conheça seu Mimimi das fetches Hahaha)

Sugiro uma continuação, pegando o lado do Canadá e trazendo para nossa realidade.

No Canadá, Modern é o formato mais jogado e eles estão convivendo em perfeita harmonia com Frontier e o mesmo tem sido benéfico para reviver jogadores e servir de ponte para o Modern.

Vai ser bom para mostrar as brasucas que jogam modern e normalmente se ofendem com quaisquer outros formatos, o quanto positivo é para o modern ter gente fomentado o FRONTIER.

Abraços

VIP USER OURO Derkarus (12/01/2017 10:18:33)


Se você ouvir os criadores e fomentadores do formato no Canadá, onde modern é o formato mais jogado, vai ver que o formato não foi criado para substituir nenhum outro, mas sim aproveitar uma pool maior e até servir de ponte entre o standard e modern

VIP USER OURO Derkarus (12/01/2017 10:16:11)


Como faço para dar like no seu comentário?

pretoriano (12/01/2017 09:31:29)

Joguem 4fun que serão mais felizes.

mviniciusdm (12/01/2017 09:29:22)

Acho que a preocupação maior em uma ban list deve ser com cards que desestabilizem de imediato o formato, a exemplo das cantrips TC e DTT

Bolsan (12/01/2017 08:50:35)

Cara como não tem carta OP?Treasure Cruise é um P9 e Dig tá logo atrás!Foram banidas em quase todos os formatos .
O problema é que essa historia de ser mais barata é só até ano que vem , assim que o formato se popularizar as cartas de Khans vão sumir , e elas são a base do Frontier , ou seja, logo teremos o mesmo problema do Modern. Não se resolve um problema criando outro .
O que falta mesmo é a Wizards decidir eu quero ter um caminhão de players jogando e pra isso reprintar infinitos goyfs,pontes,calices,fetchs ou eu quero ter alguns players cheios da grana jogando e uns colecionadores felizes .

The_Offspring (11/01/2017 21:43:04)

Frontier é o melhor formato para o jogador que vinha jogando T2 desde M15 e não seja "pro-wannabe", que só joga sancionado por pontinhos de PW.
As cartas são mais baratas que no modern, e vc não vai perde-las com rotações como no T2.

- "Ah, mas não tem Banlist!"
Vai ver que é pq até agora não apareceu nada tão OP que justifique uma. Bem melhor que T2, onde mal lançaram uma carta (que nem OP é) e já estão banindo.

- "Ah, mas o dia que for sancionado, ficará caro"
Vou nem comentar, né?! Não vou jogar hj pq UM DIA PODE SER que fique caro?!
Frontier tem a vantagem de não ser sancionado, uma vez que a WotC só vem fazendo merda no T2.

O dia que uma loja fizer um torneio valendo X caixas de edições do formato, vai aparecer gente de Narnia com deck na mão pra jogar.

Grinerdam (11/01/2017 19:25:15)

Tenho jogado aqui em Vitória e está parecendo muito interessante, com várias variações de midrange (abzan, mardu...) e control (grixis, esper ou mesmo o UB dragons). Alguns agroo como o jeskai prowess e o UR machinegun têm feito sucesso. Elves e goblins ainda em formação. Para quem quer fugir um pouco da velocidade do modern mas não abre mão de jogar com um power level razoável o formato é ideal.

Para mim as fetch lands são o verdadeiro atativo. Elas permitem uma base de mana boa, de forma que, apesar da pool pequena, possamos fazer bons decks. Eu teria sugerido começar a partir de Theros (ou m14), para termos cartas interessantes como os deuses e as criaturas encantamento, além de ter algum hate de grave como Oooze.

Sem as fetchlands eu perderia interesse no formato provavelmente, pois os decks ficariam muito "for fun", com power level bem reduzido.

johndee (11/01/2017 19:10:23)

Se um playset de praia ou delta voltar a custar 800 reais, vai complicar, e isso é só questão de tempo. Espero que as fetch de cores inimigas do bloco de Zendikar voltem pra dar aquela refrescada nos preços.

max_goblin (11/01/2017 19:07:19)

Não é boba não.
Eu não sei como é aí, onde vc joga, mas no sul, É UMA BOSTA!
Povo não se junta para jogar nada competitivo que não seja T2.. Reavivaram o legacy, que já andou se perdendo e agora se arrasta.. O modern NUNCA pegou aqui, pois o povo prefere gastar 5 mil em um comander e jogar X1..
Agora viram o Frontier.. e já começa o reboliço todo aqui de novo.. monta lista, corre, investe 1k.. depois debanda tudo de novo..

Eu só queria um formato eterno que fosse viável.. mas não rola. E nem me venham com pauper.